Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

AEN/PR

A Secretaria da Educação do Paraná foi destaque da Região Sul da 7ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). O prêmio foi recebido nesta terça-feira (19), em Curitiba, pelo vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, durante a entrega de medalhas aos alunos vencedores dessa edição do evento. Foto: José Fernando OguraA Secretaria da Educação do Paraná foi destaque da Região Sul da 7ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). O prêmio foi recebido nesta terça-feira (19), em Curitiba, pelo vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, durante a entrega de medalhas aos alunos vencedores dessa edição do evento. 

Segundo Flávio Arns, a premiação recebida é fruto do intenso trabalho realizado pela secretaria e do empenho dos professores nas escolas. “Todos têm direito à educação de qualidade. A Olimpíada é importante para os alunos descobrirem seus talentos, identificar sua vocação para a construção de uma sociedade melhor”, ressaltou. 

Ao todo, os estudantes do Paraná conquistaram 193 medalhas – 128 delas são de alunos da rede estadual. São 61 medalhas de prata e 104 de bronze, além de 786 menções honrosas. As 28 medalhas de ouro serão entregues na primeira quinzena de agosto, em evento a ser realizado no Rio de Janeiro. A lista com os nomes dos alunos premiados na edição de 2011 pode ser consultada na internet (www.obmep.org.br/premiados.html). 

Também foram premiadas as secretarias municipais de Educação de Curitiba e de Francisco Beltrão. As escolas estaduais Nossa Senhora das Graças, em Irati; Medalha Milagrosa, em Ponta Grossa; Colégio Estadual Gastão Vidigal, em Maringá; Colégio Estadual do Paraná e o Colégio da Polícia Militar, ambos em Curitiba, receberam um computador e um kit de projeção móvel. 

OPORTUNIDADE - Os alunos vencedores ainda podem participar do Programa de Iniciação Científica (PIC) em universidades e todos os participantes podem ter acesso aos cursos gratuitos de matemática ofertados pelos Polos Olímpicos de Treinamento. “Além disso, recebem bolsa de estudo por três anos durante a graduação e bolsa de mestrado”, explicou Claudio Nadin, diretor-adjunto do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada e chefe do departamento da Olimpíada. 

De acordo com o professor Yuan Jinyun, coordenador da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas no Estado, a iniciativa visa fortalecer e estimular o estudo da Matemática, detectar jovens talentos nesta ciência e incentivar a troca de experiências. “Temos que motivar o raciocínio matemático dos alunos. Assim, eles terão melhor base para cursar o ensino superior, promovendo uma melhora na qualidade do ensino”, afirmou. 

A Olimpíada é organizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada em parceria com a Sociedade Brasileira de Matemática e promovida pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e Ministério da Educação. A competição é direcionada aos alunos da rede pública matriculados nas séries finais do ensino fundamental e no ensino médio. No Paraná, foram mais de um milhão de inscritos. A segunda fase da 8ª edição acontece dia 15 de setembro e os resultados serão divulgados em 30 de novembro.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios