Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Projeto inspira novos tempos para administradores apontando a necessidade de profissionais e empresas serem mais sustentáveis

Por Kelson Henrique 

A ideia de formatação do curso de Administração com foco em sustentabilidade só poderia vir do Brasil. A afirmação é da espanhola, Maria Julia Rubio Roldán, PhD em Educação e professora titular da Universidad Nacional de Educación a Distancia (UNED) que está no Brasil para avaliar o projeto “Formação do Novo Administrador – Docentes no Ensino da Administração Sustentável”.

O projeto foi criado pela parceria entre a Federação das Indústrias do Paraná (FIEP) e a Universidade Federal do Paraná (UFPR) com participação de várias instituições de ensino superior do Estado, entre elas a Faculdade de Educação Superior do Paraná (FESP).

A iniciativa, coordenada pelo assessor da presidência da Fiep, Marcos Mueller Schlemm, e pelo professor da UFPR, João Carlos Cunha, tem como objetivo inserir o horizonte da sustentabilidade nos currículos dos cursos de administração do Estado através da preparação dos professores da graduação. “A ideia surgiu a partir do Global Fórum em 2008. Entendemos que questões de sustentabilidade podem ser pontos estratégicos para negócios e soluções para o planeta, para a sociedade”, avalia Marcos Schlemm.

“Sustentabilidade é necessária para a realidade de empresas, para a formação de profissionais e principalmente para o mercado. A economia precisa de mercados sustentáveis, com profissionais que tenham a visão de sustentabilidade. Os objetivos deste projeto são fantásticos e com a realidade econômica vivida pelo Brasil, as práticas de sustentabilidade são cada vez mais importantes”, disse Maria Júlia em entrevista exclusiva para a FESP. Segundo ela, o posicionamento do Brasil no exterior é bastante positivo. “Hoje é praticamente impossível falar em primeiro mundo sem que o Brasil esteja dentro deste grupo de países”, destacou a especialista.

Cerca de 60 professores participam do projeto formatado com várias ações além de quatro workshops, de três dias cada um, como nomes importantes da área de gestão no cenário internacional, como o alemão Erik Hansen que abriu hoje (27) pela manhã o quarto módulo.

Além do coordenador do curso de Administração da FESP, professor Edison Luiz Dias, participam os professores Alberto Possetti, Cícero Fernandes Marques, Gildo Erzinger, Luiz Olívio Bortolli e Sandro Andriow.

“Busca-se um novo delineamento para os cursos de graduação em Administração que contemple conteúdos e métodos de ensino inovadores. Pretende-se que os docentes estejam preparados para formar administradores que incorporem a sustentabilidade nas suas áreas de gestão”, avaliou o professor Edison Luiz, da Faculdade de Educação Superior do Paraná (FESP).

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios