Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Prefieto Barbosa Neto assina acordo para reajuste (Foto: Luiz Jacobs/Ncom)Projeto prevê antecipação salarial e incorporação de programa, que pode elevar o salário em até R$ 500; medida será enviada hoje à Câmara

O prefeito Barbosa Neto anunciou nesta segunda-feira, 01, a antecipação salarial de 10% para professores da Rede Municipal de Educação e, principalmente, a incorporação do Programa de Gratificação por Produtividade (Produt), que significa um aumento real de até R$ 500 reais.

De acordo com Barbosa Neto, o projeto propicia um aumento de aproximadamente 53% nos salários dos professores. “A incorporação do Produt significa 32% em relação ao atual salário. Ao somar os novos 10% com 7,12% de perdas salariais de gestões passadas, além da inflação calculada em quase 6%, chega-se a este valor. É algo muito positivo e valioso para a Educação da cidade”, explicou.

Barbosa Neto ressaltou que o objetivo é ampliar ainda mais o salário. ”Nós já atingimos todos os servidores da administração municipal. Em Educação, já são R$ 18 milhões de reais investidos em áreas de estruturação física. Queremos também que os nossos professores tenham o melhor salário do Estado do Paraná”, afirmou o prefeito.

Os recursos para o pagamento dos benefícios serão utilizados do percentual constitucional de 25% investidos na Educação. O secretário Municipal de Planejamento, Edson Antonio de Souza, informou que não haverá comprometimento de outros setores da Prefeitura. “A própria lei orçamentária da Educação já contempla os recursos. O impacto mensal será de R$ 800 mil reais. Ainda hoje, o mais novo projeto de lei será enviado à Câmara de Vereadores”. 

Além dos benefícios anunciados, o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) será tratado esta semana, como destacou a Secretária Municipal de Educação, Karin Sabec. “O PCCS, específico para Educação, nunca saiu do papel. Conseguimos levar o projeto adiante. Desta forma, o prefeito reafirma seu compromisso com os professores. Sem contar a educação em tempo integral, uniformes e, agora, a valorização dos profissionais”. 

O anúncio de hoje contempla todos os servidores municipais. Porém, os projetos de lei ainda tramitam na Câmara de Vereadores. Caso aprovados, o município terá um impacto de R$ 5 milhões de reais por mês.

São 10% para agentes, auxiliares e técnicos de Gestão Pública. Aumento de 50% no salário dos médicos. As incorporações do Adicional de Responsabilidade Técnica (ART) para servidores de nível superior e a sucumbência para procuradores do município. A recomposição de perdas salariais. E agora, o aumento de salário para professores da rede municipal de ensino. 

(Ncom_PML)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios