Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Diego Garcia propôs audiências públicas em Curitiba e Londrina

A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa a extinção do foro por prerrogativa de função (PEC 333/17 e apensados), o foro privilegiado, aprovou ontem (23), o requerimento nº 13/2018 do presidente deputado federal Diego Garcia (Podemos-PR). O parlamentar propôs a realização de audiência públicas em Curitiba e Londrina, no Paraná.

O parlamentar justifica que a importância do debate nas cidades escolhidas se deve pelo destaque que tiveram no andamento da Operação Lava-Jato. “Londrina foi o marco-zero da operação Lava-Jato. Já em Curitiba foi onde a operação se desenvolveu e, juntamente com o Rio de Janeiro, concentra as principais ações da operação na primeira instância”, explica Garcia. 

Além disso, o presidente quer dar mais possibilidades que a população de outros estados também participem da construção do debate.“Queremos um debate amplo e transparente para que a população participe e cheguemos a um parecer de acordo com a vontade da sociedade. Os encontros regionais com certeza permitirão esse avanço”.

As datas e palestrantes serão definidos posteriormente. No entanto, o parlamentar adiantou que nomes como o do juiz Sérgio Moro, dos procuradores da República Deltan Dallagnol e Roberson Pozzobon, e do delegado aposentado Gerson Machado, serão algumas das possíveis escolhas para enriquecer o debate.

Mariana Torres/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios