Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Durante a entrevista coletiva de hoje (6), o prefeito Barbosa Neto assinou contrato com a Associação de Desenvolvimento Social Meio Ambiente do Brasil - ALDEIA, da cidade de Canoas, Rio Grande do Sul. A empresa vai operacionalizar e implantar o Programa Projovem Trabalhador em Londrina.

O Programa Projovem Trabalhador - Juventude Cidadã tem o objetivo de qualificar, profissionalmente, dois mil jovens de baixa renda do município. Com recursos de R$ 3,1 milhões, o programa será implantado por meio de convênio firmado entre o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e a Prefeitura. Deste total, R$ 317 mil referem-se à contrapartida do município. 

Serão disponibilizados cursos de qualificação profissional nas seguintes áreas: administração, alimentação, comunicação e marketing social, construção e reparos, telemática, turismo e hotelaria e vestuário. Com duração total de seis meses, os cursos serão realizados nos turnos da manhã, tarde e noite, em espaços disponibilizados nos bairros da cidade. 

As inscrições começam a partir do mês de outubro, em local e horário a serem definidos. Podem se inscrever jovens desempregados, provenientes de famílias com renda per capta de até meio salário mínimo, com baixo nível de escolaridade e idade entre 18 e 29 anos.

O prefeito Barbosa Neto enalteceu o projeto. “Os jovens vão receber uma bolsa de auxílio-financeiro, no valor total de R$ 600,00, além de uniformes, material pedagógico, lanches, vale transporte diário e cursos atualizados. São 1.100 jovens, que vão atender uma demanda da cidade. Não tenho dúvida de que a procura será grande”, afirmou. 

A meta obrigatória é que, pelo menos, 30% dos participantes concluam o curso e ingressem no mercado de trabalho ou em outras atividades produtivas geradoras de renda. A coordenadora do Sine, Neiva Vieira, acredita em um número ainda superior. “A nossa meta é semelhante a do prefeito, 100% de conclusão. Ou seja, queremos ver todos no mercado de trabalho, com carteira assinada e atendendo toda demanda da cidade. Não tenho dúvida de que serão excelentes profissionais”, disse.   

Neiva Viera também destacou as adversidades para que o programa pudesse ser implantado, desde seu lançamento em abril de 2010. “Foi uma luta árdua na assinatura do contrato. Isso reafirma o compromisso do município em iniciar as atividades imediatamente a ordem de serviço. A metade da demanda já tem cadastro e as demais atividades serão planejadas juntamente com a nova empresa. A previsão de início é para novembro de 2011”, afirmou. 

Em relação ao Ministério do Trabalho e Emprego, o município demonstra maturidade na condução do processo. “A cidade confirma sua intenção em operacionalizar Projovem Trabalhador, sendo que um novo aditivo será solicitado, o que dará tempo suficiente para cumprir todas as etapas do Plano de Implementação do Programa.”

(Ncom_PML)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios