Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Poderão se matricular jovens de 18 a 29 anos que ainda não concluíram o Ensino Fundamental (5ª a 8ª série)

O Projovem Urbano (PJU), de Londrina, está com matrículas abertas para jovens de  18 a 29 anos que ainda não concluíram o Ensino Fundamental (5ª a 8ª série). O período de matrículas começou no dia 26 de março e prossegue até o dia 30 de abril. As aulas serão ministradas em duas escolas municipais, uma na região norte (Escola Municipal David Dequech – Parque     Ouro Verde), outra na região sul (Escola Municipal Maria Carmelita). Serão disponibilizadas 300 vagas, sendo 150 para cada escola e o aluno deverá fazer a matrícula na escola que pretende estudar. O PJU é um Programa Nacional do Governo Federal que visa à formação educacional básica e qualificação profissional, além da participação em ações comunitárias.

Os participantes do Projovem têm direito à Bolsa-auxílio no valor de R$ 100,00 mensais, material pedagógico e lanche. O curso todo tem duração de 18 meses e ao final o aluno recebe o Certificado de Conclusão do Ensino Fundamental (5ª a 8ª série) e Certificado de Profissionalização em Alimentação em quatro ocupações: chapista. auxiliar de cozinheiro, repositor de mercadorias e vendedor autônomo.

Para a coordenadora geral do Projovem Urbano de Londrina, Deborah Flora dos Santos, além de concluir o Ensino Fundamental o jovem adquire formação técnica profissional inicial além de ter contato com temas atuais, com disciplinas geradas para jovens, como Cidadania, Juventude e Tecnologia. “No decorrer do curso eles fazem ainda o reconhecimento da comunidade, traçam mapa da realidade deles, verificam problemas, pontuam situações a serem melhoradas e realizam intervenções através do Plano de Ação Comunitária, (PLAS), que promove a participação cidadã”, explicou.

De acordo com a coordenadora, este ano o Projovem passa a fazer parte do Ministério da Educação e Cultura (MEC), financiado pelo (FNDE), e trará outras vantagens que visa incentivar a participação da população, como as salas de acolhimento com educadores para acompanhar crianças menores de 0 a 8 anos, filhos de alunos que não têm onde deixá-los. “Essa criança será acompanhada por educadores que terão material específico para trabalhar com essas crianças através de atividades lúdicas, de acordo com a faixa etária visando seu desenvolvimento. Essas crianças também receberão alimentação gratuita, assim como seus pais”, contou Deborah Flora.

Ana Lúcia  Hoda, Assistente Pedagógica do Projovem Urbano (PJU) destacou a busca do programa em promover a inserção do jovem na sociedade. “Na parte profissional, eles interferem na comunidade interagindo com a realidade, assumindo sua parcela de responsabilidade e resgate de cidadania, autoestima, valorização pessoal. Acontece também a descoberta do profissional, quando são revelados talentos adormecidos, desenvolve a participação política. Uma completa inserção”, destacou.

SERVIÇO

As matriculas poderão ser feitas até o dia 30, das 18h até as 22h nos seguintes locais:

 - Escola Municipal David Dequech (Parque Ouro Verde), pelo telefone 3375-0127, com com Joceli.
 
- Escola Municipal Maria Carmelita (Jardim Mazzei), pelo telefone 3375-0145, com Elaine.

Para ser matriculado o aluno deve levar os seguintes documentos: CPF, RG e comprovante de residência (original e cópia) e Histórico Escolar (original).

(NC/PML)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios