Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Vice-governador e secretário da Educação Flávio Arns participa de formatura de alunos de cursos técnicos do SENAI.

AEN

A Secretaria de Estado da Educação está expandindo a oferta de atividades aos alunos da rede estadual de ensino. A parceria com o Sistema S (Sesc, Senac, Sesi e Senai) oferece aos alunos do ensino médio oportunidade de participar de cursos em contraturno. O objetivo é ampliação da jornada escolar, caminhando para o ensino em tempo integral e buscando a formação integral do aluno.

Em dois anos, o convênio com a Fecomércio atendeu 2,5 mil estudantes em 85 escolas em 27 municípios paranaenses onde existem unidades do Serviço Social do Comércio (Sesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Pela parceria, alunos de escolas públicas participam de atividades de empreendedorismo, letramento, raciocínio lógico, oratória no período de contraturno.

A partir de 2013 a oferta desses cursos será ampliada para os alunos do 9.° ano atingindo cerca de 30 mil estudantes. “A ideia é que o jovem possa conhecer os cursos técnicos, se encaminhar para uma profissão, fazer faculdade e ter uma qualidade de vida melhor”, afirma o secretário estadual de educação e vice-governador Flávio Arns.

O projeto beneficia outras 18 mil pessoas entre professores, funcionários, pais e comunidade escolar através de cursos e palestras conforme as necessidades da escola e da comunidade. “O convênio entre a Secretaria de Educação e o Sistema Fecomércio representa a contrapartida social que o empresário do comércio oferece ao cidadão. Temos condições de ampliar, já em 2013, o número de pessoas beneficiadas de 18 mil para aproximadamente 30 mil”, disse o presidente da Fecomércio, Darci Piana.

Igor Casarini Ravelli, de 15 anos, aluno do 1.º ano do ensino médio do Colégio Estadual Nilo Cairo, de Apucarana, no Norte do Paraná, é um dos beneficiados com esta iniciativa. “É uma oportunidade de melhorar o rendimento escolar”, disse Ravelli, que participa das atividades de letramento e raciocínio lógico com outros 20 estudantes.

Industrial

A Secretaria da Educação também mantém convênio com a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) através do Serviço Social da Indústria (Sesi) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), desde 2011, para expandir a oferta de atividades de contraturno voltadas ao ensino profissionalizante para alunos da rede pública estadual.

O convênio prevê a participação dos alunos no programa Indústria Itinerante, com atividades extracurriculares, como aulas de cidadania, meio ambiente, ética, iniciação tecnológicas, orientação profissional e formação cidadã, além de cursos de Educação à Distância.

Em 2013, os alunos vão poder participar também do curso profissional de Aprendizagem Industrial, que tem duração de um ano e meio a dois e forma os alunos para trabalhar na indústria. “Queremos que cursos como esse aconteçam em todo o estado para que mais jovens possam ter a oportunidade da formação profissional e com isso ampliando suas chances de trabalho”, afirma Flávio Arns.

O presidente da Federação das Indústrias do Paraná, Edson Campagnolo, disse que a intenção é ampliar os cursos de aprendizagem para os alunos das escolas públicas. “Essa parceria é importante porque vai ampliar para esses jovens a oportunidade do ensino profissionalizante de qualidade”, afirmou Campagnolo.

De acordo com Marco Secco, diretor do Senai no Paraná, cerca de 85% dos alunos que concluem essa formação saem empregados. “Oferecemos a educação profissional através dos programas de aprendizagem industrial e encaminhamos os alunos para o mundo do trabalho através das empresas associadas”, afirma Secco.

Pedagógico

Atualmente, cerca de 350 mil estudantes de escolas estaduais participam de atividades de contraturno escolar em estabelecimentos dos 32 Núcleos Regionais de Educação.

“A Secretaria da Educação tem como política a ampliação de jornada como uma oportunidade de ofertar uma educação pública de qualidade através das atividades de contraturno, que visam promover a extensão do tempo pedagógico”, afirma a diretora do Departamento de Educação Básica, Maria Cristina Theobald.

Segundo a diretora, o aluno fica mais tempo na escola, complementando os conteúdos que ele aprende em sala de aula, o que proporciona maior desenvolvimento e aproxima esses alunos das artes, desperta talentos nas áreas de esporte e aproxima esses estudantes e a comunidade cada vez mais do ambiente escolar e da escola.

Além das atividades em parceria com o Sistema S, estão em andamento atividades do Programa Mais Educação, das Salas de Apoio, Programa Esporte Cidadão Unilever (Precuni), Segundo Tempo, Jovem Agricultor Aprendiz, Centro de Línguas Modernas e Estrangeiras (Celem), Hora treinamento, Ensino Médio Inovador e Escola em Tempo Integral.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL