Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Alunos podem pleitear bolsas de estudos para fazer parte de sua graduação no exterior, com validação dos créditos no Brasil

Asimp/UniFil

Alunos da UniFil agora têm a oportunidade de participar do programa Ciência Sem Fronteira e pleitear bolsas de estudo no exterior com despesas de viagem e ajuda de custo pagas pelo governo federal. São opções de cursos na graduação com duração de três meses a um ano, em diversas áreas, com aproveitamento e validação no Brasil dos créditos das disciplinas feitas nas universidades de outros países.

Desde o início do ano a UniFil passou a integrar a rede de instituições cadastradas pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). O aluno interessado deve acessar o site www.cienciasemfronteiras.gov.br, verificar quais países estão com chamadas abertas para bolsas e fazer a inscrição gratuitamente. O Pró-Reitor de Graduação, professor Lupercio Fuganti Luppi, é o coordenador institucional do programa na UniFil e responsável pela homologação das inscrições.

Luppi explica que o estudante deve cumprir alguns requisitos básicos: estar matriculado na UniFil, comprovar bom desempenho acadêmico, ter participado de projetos de iniciação científica, extensão ou monitoria, estar no mínimo no segundo ano do curso (não pode estar no último) e ter alcançado 600 pontos ou mais no Enem. Cada país estabelece seu critério sobre a fluência no idioma, que não é eliminatório, e há casos em que até o curso de línguas pode ser custeado, dependendo da qualificação do aluno.

Após homologada a inscrição na UniFil, a Capes faz a seleção dos aprovados. “Estudar numa universidade do exterior é uma grande experiência tanto do ponto de vista acadêmico como para conhecer a cultura de outro país. Abre bastante a visão do estudante e seus contatos pessoais e profissionais. Amplia suas perspectivas de futuro. Vale a pena se inscrever e disputar uma bolsa de estudos”, incentiva o pró-reitor.

No momento, Bélgica e Finlândia estão com inscrições abertas até dia 5 de abril e Áustria, China e Irlanda até o próximo dia 6. São os países que definem os períodos de chamadas para bolsas, durante todo o ano, e os interessados devem estar atentos aos prazos. “A UniFil vai passar a informar no portal cada vez que um país fizer uma nova convocação. Queremos que nossos alunos aproveitem os benefícios do Ciências Sem Fronteiras”, ressalta.

A maioria dos cursos da UniFil se enquadra no perfil do programa, que prioriza as áreas de engenharias, tecnológicas, de saúde e computação, entre outras. “O governo federal quer qualificar profissionais em alta tecnologia e firmou parceria com um grande número de universidades no exterior. Quem quiser participar deve acessar constantemente o site do programa e ver as oportunidades disponíveis”, orienta Luppi. Atualmente, 12 alunos da UniFil aguardam resultado sobre seleção para bolsas em Portugal.

A ajuda financeira para viver no exterior paga pelo governo varia de acordo com o país. Alguns exemplos: nos Estados Unidos são 870 dólares mensais, na Europa 870 euros, na Austrália 1.300 dólares australianos e no Canadá 984 dólares canadenses. Em cidades de alto custo de vida, o valor da bolsa é maior. O dinheiro deve ser usado para pagar despesas de hospedagem, alimentação e transporte, principalmente. A viagem também é bancada pelo programa.

O Ciência Sem Fronteiras já viabilizou 14.214 bolsas de estudos e atualmente tem 11.786 estudantes fazendo cursos no exterior.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL