Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Unopar realizou o maior vestibular presencial de sua história neste domingo, 6 de Novembro. Milhares de candidatos de Londrina, região e de várias cidades do País participaram das provas disputando uma vaga para um dos 49 cursos oferecidos. “Este crescimento é o resultado do trabalho da equipe Unopar ao longo destes 40 anos, sempre avaliando os resultados, corrigindo o percurso, adequando currículos para atender as exigências do mercado e observando atentamente o nível de empregabilidade de seus egressos”, apontou a reitora Wilma Jandre Melo, que acompanhou pessoalmente a realização do processo.

 A qualidade do ensino na Unopar foi o diferencial apontado pelos vestibulandos para a escolha da instituição. “Qualidade é um adjetivo subjetivo, difícil de mensurar, mas quando se tem um número de inscritos como este, essa qualidade pode ser percebida de forma concreta”, afirmou o professor Hélio Navarro, vice-reitor da Unopar. “Este resultado é o reconhecimento da sociedade quanto à qualidade que a Unopar vem embutindo nos seus cursos ao longo dos anos e que tem se convertido em credibilidade para a instituição. Esse é o melhor reconhecimento que poderíamos ter do trabalho de todos, desde o atendimento do porteiro até o trabalho do professor em sala de aula. Estamos muito felizes”, comemorou o vice-reitor. 

“Este é sem dúvida o maior vestibular da história da Unopar. Desde o início as inscrições já apontavam para um resultado recorde mas na última semana os números superaram todas as nossas expectativas”, informou o professor Cleber Ramos, diretor de Planejamento e presidente da Comissão de Processo Seletivo da Unopar.

Devido ao grande número de inscritos, as provas foram realizadas em dois campi da Unopar em Londrina – no Centro de Ciências Exatas e Sociais Aplicadas (CCESA) e no campus do Piza. A Universidade disponibilizou serviço de transporte gratuito para levar os candidatos que se equivocaram ao endereço correto. O professor Cleber explicou que o ensalamento é automático e que ao confirmar a inscrição os candidatos já eram informados do local onde fariam o vestibular. Mesmo assim, algumas pessoas só descobriram que estavam no lugar errado quando procuraram seus nomes nas listas afixadas na entrada dos Centros da Unopar. Foi o que aconteceu com Letícia Sartor, 21 anos, candidata do curso Design de Interiores. “Eu moro perto do CCESA. Quando cheguei aqui e não vi meu nome na lista, levei um susto. Ao me informarem que minha prova era lá no Jardim Piza, fiquei super nervosa mas me disseram que tinha transporte e que ia dar tempo, então me acalmei”, confessou.

Outro diferencial da Unopar foi preparar uma sala para recepcionar os familiares que aguardavam os candidatos durante as provas. Jair Francisco de Carvalho trouxe a filha Thaynara de Apucarana para fazer o vestibular para o curso de Nutrição. Charles Shimonishi veio de Alvorada do Sul com a namorada, Luana Calsavara, candidata ao curso de Ciências Contábeis. Ele faz o trajeto diariamente já que é aluno da Unopar no curso de Educação Física. “Se ela passar, viremos juntos”, garantiu. Alessandra Marques e o marido, Dirceu Bueno de Moraes Junior, mudaram-se para Londrina há pouco tempo. Ele estava fazendo prova para o curso de Educação Física. Jefferson Mattiolli trouxe o filho Jefferson Junior de Ibaiti para prestar vestibular para Agronomia. Ele conversava com outro pai, Antonio Novello, que veio ainda de mais longe, Vacaria, no Rio Grande do Sul. Ele dirigiu 9 horas e percorreu 800 quilômetros para dar ao filho Matheus Felipe, 16 anos, a oportunidade de realizar um sonho: passar no vestibular de Ciências Aeronáuticas. “Escolhi esse curso por uma realização pessoal, venho querendo fazer isso há um bom tempo”, contou Matheus, antes de se despedir do pai com um abraço. Antonio é comerciante em Vacaria, uma cidade de 60 mil habitantes.

Os candidatos que tinham alguma deficiência também ganharam atenção especial. Isabela Akemi Araújo Yamamoto, deficiente visual, fez a prova para o curso de Jornalismo numa sala preparada especialmente para ela.

A escolha do melhor ensino

Muita gente de Londrina também escolheu a Unopar para estudar. Vanessa Canhan, 21 anos, fez a prova para o curso de Gestão em Recursos Humanos. “Optei pela Unopar porque é o melhor ensino do Paraná”, assegurou.

Entre os candidatos havia gente de todas as idades, alguns já com diploma de curso superior, como Flaviano aparecido Pereira, 27 anos, de Cornélio Procópio. Formado em Letras, ele agora tenta uma vaga em Agronomia. “Estou trabalhando nessa área e como o curso da Unopar é noturno, posso conciliar com meu trabalho”, contou. O amigo Matheus Martins de Paula, 17 anos, também de Cornélio, se preparou para o mesmo curso. “Estou terminando o terceiro ano do Ensino Médio. Tomara que a gente passe e possa estudar junto”.

Maria das Neves, 43 anos, veio de Cambé para prestar vestibular para o curso de Administração. “Eu fiz uma pesquisa no MEC e vi os índices da Unopar. Fiquei bem impressionada. As pessoas falam muito bem da Unopar ”.

Andressa Oliveira Nascimento, 22 anos, quer passar em Educação Física: “Minha irmã fez este mesmo curso na Unopar e adorou. Ela já se formou e agora eu quero fazer bacharelado para me tornar uma personal “.

Agora é só esperar até a próxima terça-feira, dia 8 de novembro, a partir das 20 horas, quando a Unopar divulgará o resultado do vestibular no site www.unopar.br.

A londrinense, Claudia Camargo, esteve presente no maior vestibular da Unopar, prestando vestibular para Publicidade e Propaganda.

(Phoenix Finardi)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios