Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Idealizada pelo Alto Comitê para a Fraternidade Humana - composto por cristãs, muçulmano e judeus de todo o mundo - campanha pede o fim da pandemia da Covid-19

A FAMBRAS, Federação das Associações Muçulmanas do Brasil, em parceria com o Consulado Geral dos Emirados Árabes Unidos, aderiu à campanha mundial “Reze pela Humanidade” – que acontecerá na próxima quinta-feira, 14 de maio.

Idealizada pelo Alto Comitê para a Fraternidade Humana - composto por líderes religiosos, estudiosos e expoentes da cultura de todo o mundo, pertencentes aos mundos cristão, muçulmano e judeu - a campanha apela a todas as pessoas, independentemente de sua nação ou da fé que professam, que orem pelo fim da pandemia da Covid-19 e “liberte o mundo das consequências sanitárias, econômicas e humanitárias da propagação desse contágio grave”. O Grand Iman Ahmad Al Tayeb, Sheik do Al Azhar – principal liderança da religião muçulmana – e o Papa Francisco, representando a igreja católica, são os grandes mobilizadores da campanha em nível mundial.

Ali Zoghbi, vice-presidente da FAMBRAS, afirma que, como muçulmano, acredita na força da fé neste momento tão difícil para toda a humanidade. “A ciência e a informação de qualidade são indispensáveis para vencer a pandemia. Mas não podemos nos esquecer de recorrer a Deus – e é esta a mensagem que a FAMBRAS quer passar não só aos seguidores da fé islâmica, mas também, para toda a sociedade brasileira”.

O cônsul-geral dos Emirados Árabes Unidos, Ibrahim Salem Alalawi, lembrou do encontro histórico, ocorrido em fevereiro do ano passado em seu país natal, entre o Papa Francisco e o Grande Imã de Al-Azhar, Ahmed el-Tayeb – quando ambos clamaram por diálogo inter-religioso na construção da paz. “Os tempos atuais, contudo, pedem mais uma vez que juntemos nossos esforços ... A campanha é um convite para que Deus estenda sua misericórdia a todos”.

A FAMBRAS, de acordo com seu diretor de comunicação, Carlos Dias, está produzindo vídeos com lideranças religiosas católicas e muçulmanas – e os disponibilizará em todos os seus canais de comunicação. “Cada liderança vai passar uma mensagem objetiva, porém inspiradora, para que todos entendam, efetivamente, que é preciso, sim, rezar pela humanidade”. Participaram dos vídeos, entre outros religiosos, os sheikhs Jihad Hammadeh e Mohamed al Bukai e os padres Juarez de Castro e Alessandro Campos.

Cristina Thomaz/Asimp/FAMBRAS

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios