Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Segundo ex-reitor do Santuário de Fátima, Monsenhor Luciano Guerra, pedir perdão e rezar o Rosário são a essência da mensagem de Fátima e o segredo de salvação para o século XXI.

Conversão permanente

A consagração ao Coração Imaculado de Maria, que é símbolo de um compromisso de fidelidade e apostolado, está intimamente ligada à mensagem de Fátima, que apela à conversão permanente, à oração e à prática da reparação.

“Como a Santíssima Trindade, não podemos viver sozinhos. Os problemas da família trazem muitas pessoas a Fátima. Muitas lágrimas se choram e não é pelo fato de a imagem de Nossa Senhora ser bonita, mas porque as pessoas se lembram de outras que estão ausentes”.

A humanidade enfrenta, atualmente, o tecnicismo, a globalização, a migração não controlada, o aquecimento global, os choques aos mais vários níveis, incluindo o choque de civilizações.

Futuro da humanidade

“Dá a impressão de que tudo está a chocar com tudo, uma espécie de tsunami”, não é de estranhar que as pessoas levantem interrogações e tenham muitas dúvidas acerca do seu próprio futuro e o da humanidade.

“Quanto tempo durará a humanidade?” “O ser humano resignar-se-á, perderá a esperança?” “O que aconteceria numa situação de guerra massiva?” “Não se poderão repetir outros casos como o de Hitler, o comunismo, o marxismo, o leninismo, o maoísmo, o polpotismo ou outros?” “Será que Deus é a única solução para os problemas humanos?” “O que faz as pessoas virem a Fátima?” “Será que a Rússia se vai mesmo converter? Se sim, será que vai ter um papel importante no mundo, de forma religiosa?”

Monsenhor Luciano Guerra acredita que “a Igreja Católica é a instituição religiosa mais preparada para os problemas da realidade hodierna. Não querendo (com esta afirmação) diminuir, de modo nenhum, a ação positiva das outras religiões”.

Lendo a atualidade à luz da Mensagem de Fátima, o Reitor considera que esta esperança depositada na Igreja Católica pode também encontrar-se na Terceira parte do Segredo de Fátima. “O sangue dos mártires é a semente de novos cristãos. (…) A Igreja Católica tem milhões de mártires no século XX, esses milhões de mártires darão milhões de sementes”, afirmou.

Protetora do século XXI

“Nossa Senhora acaba por ser colocada, em Fátima, como exemplo e como protetora do século XXI”, disse o Reitor, interrogando-se se esta presença feminina terá também que ver com a crescente importância das mulheres na sociedade. Estamos a precisar que haja um bocadinho de bondade, simpatia, finura, de caridade e de solidariedade, muito próprias da mulher”, disse.

“Vamos esperar que, na Igreja Católica, Fátima seja uma força decisiva no mundo atual, pelos caminhos apontados na conclusão das aparições: arrepender-se, emendar-se e rezar o terço todos os dias”.

(Canção nova)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios