Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A graça está no que acontece, e não no que, gostaríamos que acontecesse

Muitas vezes, nos questionamos e entristecemos diante das contrariedades que a nós, acontecem. Não é raro gastarmos um grande espaço de tempo, procurando entender tais situações e nos perguntando: – Por que a vida tem que ser assim? Por que as coisas aconteceram assim e não de outra forma? É difícil manter-se estruturado quando as coisas não saem da maneira como planejamos, entretanto, é preciso compreender que em tudo o que nos acontece, se aloja um recado do Criador para nós.

É no real, no concreto das nossas vidas, que Deus age e nos molda. O Senhor não deseja o nosso mal, todavia, Ele se aproveita até das escolhas erradas que fazemos e dos sofrimentos que nos assolam, para nos formar e nos fazer crescer.

É preciso enxergar na realidade a ação de Deus e, é necessário contemplar a realidade com ”olhos de realidade”, sem máscaras e ilusões. Por mais duras que sejam as situações que nos aconteceram, é preciso entender que estas portam algo de novo, e que têm muito a nos ensinar. Muitas vezes, é somente a partir da destruição de coisas antigas, que uma obra nova pode nascer.

A graça está no que acontece, e não no que, gostaríamos que acontecesse. Por mais que não compreendamos nossas perdas e desilusões, mesmo em meio a essas situações, precisamos enxergá-las sob a ótica do amor de Deus, desvelando assim, o que o Ele diz e faz.

Só Deus nos basta

Principalmente no “campo minado,” de nossos relacionamentos e afetos, experienciamos ausências e dores: provocam em nós um vazio sem significação. Contudo, aprendemos muito quando temos sensibilidade para entender que, as pessoas não têm a obrigação de nos amar da maneira que desejamos, e não podemos escravizá-las em nossas carências.

É a verdade contida em nossas experiências que nos fazem crescermos e entendermos o que somos. Compreendemos e o que Deus tem para nós.

Só Deus nos basta! E com Ele, o ser é capaz de enfrentar sua realidade e superar suas decepções, reconstruindo assim, a capacidade de amar e de acreditar na vida.

Que as lágrimas da dor não nos roubem a esperança do amor. Creiamos que o real é o espaço do crescer, e que mesmo aquilo que hoje nos frustra, poderá fazer-nos crescer e ser mais.

É necessário acreditar sempre na força do bem e do amor, os quais nos fazem enxergar a vida com sobriedade, assumindo a verdade e, perpetuando, a tarefa de iluminar na força do Espírito Santo toda e qualquer situação de nossa história.

Extraiamos – do que vivemos no hoje – a graça que Deus reservou para nós e cooperemos com Ele na construção, mesmo partindo das ruínas, do novo ser que Ele deseja compor em nós.

Padre Adriano Zandoná é missionário da Comunidade Canção Nova. Formado em Filosofia e Teologia, tem seis livros publicados: Construindo a Felicidade, Curar-se para ser Feliz, Conquistando a Liberdade Interior, 7 Passos para Restaurar sua Família, A Cura da Alma Feminina e Como Controlar e Vencer a Ansiedade. Dois quais 2 foram traduzidos para o inglês. Gravou quatro CDs pela Gravadora Canção Nova. Apresenta o programa Para ser Feliz ao vivo pela TV Canção Nova (em rede nacional), todas as terças às 20h. É membro da Direção Artística da TV Canção Nova, em Cachoeira Paulista. Twitter: @peadrianozcn   Facebook: PadreAdrianoZandonaOficial - Instagram: @padreadrianozandona

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios