Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Gn 1,26–2,3)

Leitura do Livro do Gênesis.

26Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem e segundo a nossa semelhança, para que domine sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, e sobre todos os répteis que rastejam sobre a terra”.

27E Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o criou: homem e mulher os criou. 28E Deus os abençoou e lhes disse: “Sede fecundos e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a! Dominai sobre os peixes do mar, sobre os pássaros do céu e sobre todos os animais que se movem sobre a terra”. 29E Deus disse: “Eis que vos entrego todas as plantas que dão semente sobre a terra, e todas as árvores que produzem fruto com sua semente, para vos servirem de alimento. 30E a todos os animais da terra, e a todas as aves do céu, e a tudo o que rasteja sobre a terra e que é animado de vida, eu dou todos os vegetais para alimento”. E assim se fez. 31E Deus viu tudo quanto havia feito, e eis que tudo era muito bom. Houve uma tarde e uma manhã: sexto dia. 2,1E assim foram concluídos o céu e a terra com todo o seu exército. 2No sétimo dia, Deus considerou acabada toda a obra que tinha feito; e no sétimo dia descansou de toda a obra que fizera. 3Deus abençoou o sétimo dia e o santificou, porque nesse dia descansou de toda a obra da criação.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

Responsório (Sl 89)

— Ó Senhor, fazei dar frutos o labor de nossas mãos!

— Ó Senhor, fazei dar frutos o labor de nossas mãos!

— Já bem antes que as montanhas fossem feitas ou a terra e o mundo se formassem, desde sempre e para sempre vós sois Deus.

— Vós fazeis voltar ao pó todo mortal, quando dizeis: “Voltai ao pó, filhos de Adão!” Pois mil anos para vós são como ontem, qual vigília de uma noite que passou.

— Ensinai-nos a contar os nossos dias, e dai ao nosso coração sabedoria! Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis? Tende piedade e compaixão de vossos servos!

— Saciai-nos de manhã com vosso amor, e exultaremos de alegria todo o dia! Manifestai a vossa obra a vossos servos, e a seus filhos revelai a vossa glória

Evangelho (Mt 13,54-58)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo …+ segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 54dirigindo-se para a sua terra, Jesus ensinava na sinagoga, de modo que ficavam admirados. E diziam: “De onde lhe vêm essa sabedoria e esses milagres? 55Não é ele o filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria, e seus irmãos não são Tiago, José, Simão e Judas? 56E suas irmãs não moram conosco? Então, de onde lhe vem tudo isso?” 57E ficaram escandalizados por causa dele. Jesus, porém, disse: “Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família!” 58E Jesus não fez ali muitos milagres, porque eles não tinham fé.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Contemos com a intercessão de São José

Contemos com a intercessão de São José, para que o nosso trabalho edifique o mundo

“Não é ele o filho do carpinteiro?” (Mateus 13, 55).

Com muita alegria celebramos, hoje, no primeiro dia do mês de maio, São José Operário. O pai de Jesus é carpinteiro, trabalhador, operário. Por isso, no mundo inteiro, quando celebramos o Dia do Trabalho, temos um modelo, um referencial, que é José trabalhador!

O trabalho edifica, enobrece e dá ao homem mais dignidade. A dignidade humana é enaltecida na capacidade de trabalhar. O primeiro modelo, o referencial de trabalho que temos é o próprio Deus.

Na Primeira Leitura da Missa de hoje, segundo Gênesis, acompanhamos o Pai trabalhador, que criou todas as coisas com muito amor e ternura. Deus estava fazendo a obra da criação. Quando andamos pelos lugares, pela natureza, podemos contemplar a perfeição da Sua criação!

Hoje, queremos nos espelhar em Deus nosso Pai. Jesus vai nos recordar no Seu Evangelho: “O meu pai trabalha e eu trabalho também”. O Pai é trabalhador, o Filho trabalhou durante toda a sua vida aqui na Terra, e teve como modelo de trabalho manual Seu pai José, que era um carpinteiro. Jesus, ainda menino, trabalhou com Seu pai na carpintaria.

Não posso imaginar ninguém sem trabalhar, não posso imaginar ninguém sem se empenhar em usar os dons e talentos para construir, edificar e fazer com que o mundo seja melhor. É nossa contribuição que damos ao mundo. Ao trabalharmos, estamos edificando, transformando o mundo e a sociedade. Por isso, todo trabalho feito com dignidade é abençoado por Deus. É o meio de nos santificarmos e santificar o mundo com aquilo que fazemos.

Enfrentamos, muitas vezes, realidades muito duras no mundo do trabalho. Penso que a principal seja o desemprego. Milhões de filhos de Deus, por esse mundo afora, estão desempregados, não conseguem um trabalho digno para custear a sua casa, sua família e seus filhos.

Isso é uma agressão ao próprio Deus, à natureza humana. Por isso, as nossas preces de hoje se voltam também para tantos trabalhadores que precisam trabalhar, mas não têm essa graça, também pelas oportunidades de trabalho e assim por diante.

O que não podemos, de forma nenhuma, é ficarmos desocupados. Não podemos nos entregar ao desalento, ao desânimo, porque não temos esse ou aquele trabalho. Trabalhando em casa, na rua, na igreja ou em qualquer lugar, precisamos colocar para fora os dons que temos! Porque faz mal à natureza humana, à capacidade humana ficarmos inertes, paralisados, virarmos parasitas e não trabalharmos.

Deus abençoe você, irmão e irmã, que coloca a mão na massa, você que tem multiplicado os dons e os talentos que Deus lhe deu para o trabalho. Deus abençoe os trabalhadores do mundo inteiro. Que tenham, hoje, em São José, uma inspiração, um incentivo. Contemos com a intercessão dele para que o nosso trabalho edifique o mundo, santifique-nos e santifique todos que estão ao nosso lado.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios