Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Cl 1,1-8)

Início da Carta de São Paulo aos Colossenses.

1Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus e o irmão Timóteo, 2aos santos e fiéis irmãos em Cristo que estão em Colossas: graça e paz da parte de Deus, nosso Pai. 3Damos graças a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, sempre rezando por vós, 4pois ouvimos acerca da vossa fé em Cristo Jesus e do amor que mostrais para com todos os santos, 5animados pela esperança na posse do céu.

Disso já ouvistes falar no Evangelho, cuja palavra de verdade chegou até vós. 6E como no mundo inteiro, assim também entre vós ela está produzindo frutos e se desenvolve desde o dia em que ouvistes a graça divina e conhecestes verdadeiramente.

7Assim aprendestes de Epafras, nosso estimado companheiro, que é junto de vós um autêntico mensageiro de Cristo. 8Foi ele quem nos deu notícia sobre o amor que o Espírito suscitou em vós.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 51)

— Confio na clemência do meu Deus, agora e sempre!

— Confio na clemência do meu Deus, agora e sempre!

— Eu, porém, como oliveira verdejante na casa do Senhor,/ confio na clemência do meu Deus/ agora e para sempre!

— Louvarei a vossa graça eternamente,/ porque vós assim agistes;/ espero em vosso nome,/ porque é bom, perante os vossos santos!

Evangelho (Lc 4,38-44)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 38Jesus saiu da sinagoga e entrou na casa de Simão. A sogra de Simão estava sofrendo com febre alta, e pediram a Jesus em favor dela. 39Inclinando-se sobre ela, Jesus ameaçou a febre, e a febre a deixou. Imediatamente, ela se levantou e começou a servi-los.

40Ao pôr do sol, todos os que tinham doentes atingidos por diversos males, os levaram a Jesus. Jesus punha as mãos em cada um deles e os curava. 41De muitas pessoas também saíam demônios, gritando: “Tu és o Filho de Deus”. Jesus os ameaçava, e não os deixava falar, porque sabiam que ele era o Messias.

42Ao raiar do dia, Jesus saiu e foi para um lugar deserto. As multidões o procuravam e, indo até ele, tentavam impedi-lo de as deixar. 43Mas Jesus disse: “Eu devo anunciar a Boa Nova do Reino de Deus também a outras cidades, porque para isso é que eu fui enviado”. 44E pregava nas sinagogas da Judeia.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Nossas enfermidades nos aproximam do Senhor

 “Ao pôr do sol, todos os que tinham doentes atingidos por diversos males, os levaram a Jesus. Jesus punha as mãos em cada um deles e os curava” (Lucas 4,40).

A começar pela sogra de Simão Pedro, onde Jesus vai se fazer presente para levantá-la do estado de opressão em que vivia a alma e o coração dela, deixando-a, inclusive, febril. Jesus vai ao encontro dela para curá-la; e, inclinando-se sobre ela, Ele mesmo ameaçou a febre. A febre a deixou e ela se levantou para servir ao Senhor.

Assim como ela, tantos outros doentes e enfermos, pessoas acometidas por diversos males eram levadas a Jesus. Precisamos levar nossas doenças, nossas enfermidades, nossos doentes e nossos enfermos à presença de Jesus. Precisamos orar pela nossa saúde, assim como precisamos cuidar da nossa saúde.

Deus não nos quer doentes; nem doença alguma é vontade de Deus. É claro que, há diversos fatores de ordem psicológica, emocional e espiritual; há diversos fatores que, fisicamente, nos deixam frágeis na vida, mas uma certeza precisamos ter: Deus está com todo doente e com todo enfermo para abençoá-lo, cuidá-lo, para se fazer presente na sua enfermidade.

A doença e a enfermidade são uma oportunidade para o encontro com Deus

Nenhum enfermo pode sentir-se jamais sozinho e abandonado, precisamos, cada vez mais, levar os nossos enfermos para a presença de Jesus; e trazê-Lo para os nossos irmãos que sofrem qualquer doença ou enfermidade.

A doença e a enfermidade são uma oportunidade para o encontro com Deus, aquele encontro que transforma a alma, o coração e, inclusive, dá sentido ao nosso sofrimento. Nenhum sofrimento em Deus é sem sentido, todo sofrimento em Deus, vivido em Deus, é redentor, salvador e purificador para a própria alma e para o próprio coração. Deus não nos quer curados somente fisicamente, Deus nos quer plenamente restaurados. Por isso, toda enfermidade é uma ocasião para a cura da alma e do coração, quando levamos a Jesus a nossa situação, quando realmente permitimos ser tocados, quando permitimos que a nossa vida seja revista, quando permitimos que o nosso interior seja renovado pela presença de Jesus.

Por isso, supliquemos a Jesus pela nossa saúde, supliquemos a Ele pelos que estão doentes, enfermos e pelos que estão sofrendo. Vivamos nossas debilidades, nossas fragilidades na presença do Senhor, porque Ele cuida de nós.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.