Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Dn 7,2-14)

Leitura da Profecia de Daniel.

“Eu, Daniel, 2tive uma visão durante a noite: eis que os quatro ventos do céu revolviam o vasto mar, 3e quatro grandes animais, diferentes uns dos outros, emergiam do mar. 4O primeiro era semelhante a um leão, e tinha asas de águia; ainda estava olhando, quando lhe foram arrancadas as asas; ele foi erguido da terra e posto de pé como um homem, e foi-lhe dado um coração de homem. 5Eis que surgiu outro animal, o segundo, semelhante a um urso, que estava erguido pela metade e tinha três costelas nas fauces entre os dentes; ouvia-se dizer: ‘Vamos, come mais carne’. 6Continuei a olhar, e eis que assomou outro animal, semelhante a um leopardo; tinha no dorso quatro asas de ave, e havia no animal quatro cabeças. E foi-lhe dado poder. 7Depois, eu insistia em minha visão noturna, e eis que apareceu o quarto animal, terrível, estranho e extremamente forte; com suas dentuças de ferro, tudo devorava e triturava, calcando aos pés o que sobrava; era bem diferente dos outros animais que eu vi antes, e tinha dez chifres. 8Eu observava estes chifres, e eis que apontou entre eles outro chifre pequeno, e, em compensação, foram arrancados três dos primeiros chifres; e eis que neste chifre pequeno havia uns olhos como olhos de homem e uma boca que fazia ouvir uma fala muito forte. 9Eu continuava olhando até que foram postos uns tronos, e um Ancião de muitos dias aí tomou lugar. Sua veste era branca como neve e os cabelos da cabeça, como lã pura; seu trono eram chamas de fogo, e as rodas do trono, como fogo em brasa.

10Derramava-se aí um rio de fogo que nascia diante dele; serviam-no milhares de milhares, e milhões de milhões assistiam-no ao trono; foi instalado o tribunal, e os livros foram abertos. 11Eu estava olhando para o lado das palavras fortes que o mencionado chifre fazia ouvir, quando percebi que o animal tinha sido morto, e vi que seu corpo fora feito em pedaços e tinha sido entregue ao fogo para queimar; 12percebi também que aos restantes animais foi-lhes tirado o poder, sendo-lhes prolongada a vida por certo tempo.

13Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho de homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença. 14Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam: seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Dn 3,75s.)

— Louvai-o e exaltai-o, pelos séculos sem fim!

— Louvai-o e exaltai-o, pelos séculos sem fim!

— Montes e colinas, bendizei o Senhor!

— Plantas da terra, bendizei o Senhor!

— Mares e rios, bendizei o Senhor!

— Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!

— Baleias e peixes, bendizei o Senhor!

— Pássaros do céu, bendizei o Senhor!

— Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!

Evangelho (Lc 21,29-33)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 29Jesus contou-lhes uma parábola: “Olhai a figueira e todas as árvores. 30Quando vedes que elas estão dando brotos, logo sabeis que o verão está perto. 31Vós também, quando virdes acontecer essas coisas, ficai sabendo que o Reino de Deus está perto.32Em verdade, eu vos digo: tudo isso vai acontecer antes que passe esta geração. 33O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

https://www.youtube.com/watch?v=2HMr4ecNIO4

O Reino de Deus está próximo de nós

Quando passamos por situações difíceis, o Reino de Deus não está longe de nós; nem quando a humanidade passa por provocações extremas

“Vós também, quando virdes acontecer essas coisas, ficai sabendo que o Reino de Deus está perto” (Lucas 21,31).

Quando nós escutamos na Palavra de Deus, falar sobre calamidades, tempos difíceis, terremotos e tantas alterações da natureza, muitas vezes, o temor e o receio tomam conta do nosso coração. Vivemos num mundo globalizado onde, todos os dias, temos notícias de desastres na natureza, desastres humanos, tantas situações calamitosas que causam em nós alguns medos e pavor, causam no nosso coração uma inquietação.

O que está acontecendo com o mundo? É o fim do mundo? É Jesus que está voltando?

É importante saber que calamidades, desastres naturais e tantas outras coisas sempre existiram e sempre existirão, até que o mundo chegue na sua consumação final. Quando essas coisas acontecerem não é para ficarmos desesperados, é para acendermos um sinal de alerta para termos atenção, cuidado, para sermos solidários com aqueles que sofrem diante de tantas situações e assim por diante.

O mais importante é aquilo que a Palavra de Deus está dizendo: “Ficai sabendo que o Reino de Deus está perto”. Ou seja, o Reino de Deus não está longe de nós quando passamos por situações difíceis, quando a humanidade passa por provocações extremas.

Não é que Deus está longe de nós, pelo contrário, Ele está perto de nós quando nos aproximamos d’Ele. Muitas vezes, há uma leitura da ótica do negativismo onde toda a tragédia, todas as desgraças e coisas negativas, são sinais da ausência de Deus. Em muitas situações faltam humanidade, cuidado com a natureza, respeito para com as coisas criadas, falta respeito para com o próprio Criador, mas Deus não está longe de nós, Ele está muito perto de nós.

Deus é aquele que transforma o caos em graça e nós, muitas vezes, transformamos o caos em desgraça. A graça do Reino de Deus que está no meio de nós, é justamente essa: se na natureza nada se perde, mas tudo se transforma, no Reino de Deus também é assim, não perdemos nenhuma situação para ver e fazer o Reino de Deus.

Transformemos as realidades, estejamos atentos a presença de Deus, em tudo aquilo que vemos acontecer no mundo em que vivemos.

Não olhemos o mundo pela ótica da tragédia, mas pela ótica da transformação e da graça, porque o Reino de Deus está no meio de nós.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo

Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios