Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (At 16,11-15)

Leitura dos Atos dos Apóstolos

11Embarcamos em Trôade e navegamos diretamente para a ilha de Samotrácia. No dia seguinte, ancoramos em Neápolis, 12de onde passamos para Filipos, que é uma das principais cidades da Macedônia, e que tem direitos de colônia romana. Passamos alguns dias nessa cidade.

13No sábado, saímos além da porta da cidade para um lugar junto ao rio, onde nos parecia haver oração. Sentados, começamos a falar com as mulheres que estavam aí reunidas. 14Uma delas chamava-se Lídia; era comerciante de púrpura, da cidade de Tiatira. Lídia acreditava em Deus e escutava com atenção. O Senhor abriu o seu coração para que aceitasse as palavras de Paulo.

15Após ter sido batizada, assim como toda sua família, ela convidou-nos: “Se vós me considerais uma fiel do Senhor, permanecei em minha casa”. E forçou-nos a aceitar.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 149)

— O Senhor ama seu povo de verdade.

— O Senhor ama seu povo de verdade.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, e o seu louvor na assembleia dos fiéis! Alegre-se Israel em quem o fez, e Sião se rejubile no seu Rei!

— Com danças glorifiquem o seu nome, toquem harpa e tambor em sua honra! Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória aos seus humildes.

— Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores do Senhor em sua boca, eis a glória para todos os seus santos.

Evangelho (Jo 15,26–16,4a)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:

15,26“Quando vier o Defensor que eu vos mandarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim.

27E vós também dareis testemunho, porque estais comigo desde o começo. 16,1Eu vos disse estas coisas para que a vossa fé não seja abalada. 2Expulsar-vos-ão das sinagogas, e virá a hora em que aquele que vos matar julgará estar prestando culto a Deus. 3Agirão assim, porque não conheceram o Pai, nem a mim. 4aEu vos digo isto, para que vos lembreis de que eu o disse, quando chegar a hora”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Busquemos crescer na intimidade com o Espírito Santo

O Espírito é protetor e consolador, o amparo de que precisamos, a certeza que Deus nos dá de que não estamos sozinhos

“Quando vier o Defensor que eu vos mandarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim” (João 15, 26).

O grande dom que Deus nos dá é o Espírito Santo que recebemos. Veja que graça, pois, muitas vezes, sentimo-nos fracos, débeis, expostos ao mundo em que vivemos. Até dizemos: “Que será por mim? Quem vai me defender? Quem vai me proteger e me guardar? Quem vai me dirigir nesta vida?”.

O Espírito que recebemos de Deus é nosso defensor e advogado, Ele advoga, pede e suplica por nós; mais do que pedir, Ele suplica e intercede, é protetor e consolador, o amparo de que precisamos, a certeza que Deus nos dá de que não estamos sozinhos.

Não podemos caminhar na vida cristã sozinhos, não podemos decidir as coisas sozinhos nem nos entregar aos medos, às aflições e a tudo aquilo que experimentamos nessa vida, porque temos em nós o dom de Deus.

É verdade que precisamos crescer na intimidade com o Senhor, gerar relacionamento um Ele e permitir que cresça e produza frutos em nós; e a certeza que Deus nos dá é a de que não estamos sozinhos.

Como viver a Palavra de Deus? Como colocá-la em prática num mundo que nega Ele e Seus valores?

É o Espírito que nos dá a graça de testemunharmos esse Deus que está em nós. O Paráclito não só nos advoga, protege e ilumina, como testemunha o que o Pai faz por meio de nós.

Como vamos dizer aos outros a respeito de Deus? O mesmo Espírito nos dá essa graça do testemunho. Por isso, meus irmãos, busquemos crescer na intimidade, na relação pessoal com o Espírito. Busquemos nos entregar em cada momento, em cada dia de nossa vida.

Não deixemos que o Pentecostes aconteça em nossa vida somente em certas ocasiões como o dia em que fomos batizados, o dia em que fomos crismados, na festa de Pentecostes. É óbvio que são pontos essenciais, são momentos de graças que guardamos em nossa vida. O Espírito é nosso amigo, nosso consolador e advogado; Ele age por nós em cada dia de nossa vida, nas alegrias e tristezas, nos momentos de júbilo e também nas grandes tribulações e aflições da vida.

Nós não estamos sozinhos, porque Deus nos deu Seu Espírito!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios