Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (1Cor 3,1-9)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.

1Irmãos, não pude falar-vos como a pessoas espirituais. Tive de vos falar como a pessoas carnais, como a crianças na vida em Cristo. 2Pude oferecer-vos somente leite, não alimento sólido, pois ainda não éreis capazes de tomá-lo. E nem atualmente sois capazes de receber alimento sólido, 3visto que ainda sois carnais. As rivalidades e rixas que existem aí, no meio de vós, acaso não mostram que sois carnais e que procedeis de acordo com os impulsos naturais?

4Quando um declara: “Eu sou de Paulo”, e outro: “Eu sou de Apolo”, não estais procedendo como pessoas simplesmente naturais? 5Pois, que é Apolo? Que é Paulo? Não passam de servidores, pelos quais chegastes à fé. E cada um deles exerce seu serviço segundo o dom recebido de Deus. 6Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é que fazia crescer. 7De modo que nem o que planta, nem o que rega são, propriamente, importantes. Quem é importante é aquele que faz crescer: Deus.

8Aquele que planta e aquele que rega formam uma unidade, mas cada um receberá o seu próprio salário, proporcional ao seu trabalho. 9Com efeito, nós somos cooperadores de Deus, e vós sois lavoura de Deus, construção de Deus.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 32)

— Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

— Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

— Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, e a nação que escolheu por sua herança! Dos altos céus o Senhor olha e observa; ele se inclina para olhar todos os homens.

— Ele contempla do lugar onde reside e vê a todos os que habitam sobre a terra. Ele formou o coração de cada um e por todos os seus atos se interessa.

— No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Por isso o nosso coração se alegra nele, seu santo nome é nossa única esperança.

Evangelho (Lc 4,38-44)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas. 

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 38Jesus saiu da sinagoga e entrou na casa de Simão. A sogra de Simão estava sofrendo com febre alta, e pediram a Jesus em favor dela. 39Inclinando-se sobre ela, Jesus ameaçou a febre, e a febre a deixou. Imediatamente, ela se levantou e começou a servi-los.

40Ao pôr-do-sol, todos os que tinham doentes atingidos por diversos males, os levaram a Jesus. Jesus punha as mãos em cada um deles e os curava. 41De muitas pessoas também saíam demônios, gritando: “Tu és o Filho de Deus”. Jesus os ameaçava, e não os deixava falar, porque sabiam que ele era o Messias.

42Ao raiar do dia, Jesus saiu e foi para um lugar deserto. As multidões o procuravam e, indo até ele, tentavam impedi-lo de as deixar. 43Mas Jesus disse: “Eu devo anunciar a Boa Nova do Reino de Deus também a outras cidades, porque para isso é que eu fui enviado”. 44E pregava nas sinagogas da Judeia.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

A presença de Jesus nos liberta do poder do maligno

“De muitas pessoas também saíam demônios, gritando: ‘Tu és o Filho de Deus’. Jesus os ameaçava, e não os deixava falar, porque sabiam que ele era o Messias” (Lucas 4,41).

Jesus cuida do Seu povo, assim como cuidou da febre que tomava conta da sogra de Pedro, assim como Ele cuidou de todas as pessoas que eram levadas a Ele, atingidas por diversas doenças, enfermidades, males e espíritos malignos. A mão de Jesus tocava em todos; ainda que não fosse fisicamente, Sua presença amorosa era para com todos. A Palavra d’Ele agia com poder para libertar as pessoas do poder do mal.

Aquilo que chamamos de “opressão espiritual”, quantas vezes está também recaindo sobre nós. A cabeça está cheia de tormentos, inquietações e preocupações, a cabeça está cheia de coisas mal resolvidas e estão dentro de nós nos agitando de todas as formas.

A presença de Jesus é para nos acalmar e purificar, a presença amorosa do Senhor é para nos libertar. Assim como levavam as pessoas para colocá-las próximas a Jesus, precisamos estar próximos d’Ele para que a Sua presença nos toque, liberte e restaure.

Coloque suas dores, enfermidades, inquietações e preocupações aos pés de Jesus. Não entregue a cabeça aos tormentos, às inquietações; não entregue o coração às provações dos sentimentos, afetos, das coisas todas que, dentro de nós, não estão resolvidas. Entreguemo-nos ao poder de Jesus.

Precisamos estar próximos de Jesus para que a Sua presença nos toque, liberte e restaure

Assim como Jesus ameaçou os espíritos malignos e não permitiu que eles falassem, Jesus não quer que os espíritos malignos estejam falando, gritando e agindo em nós. Pelo contrário, Ele quer expulsá-los da nossa vida.

Então, se Jesus quer e veio para expulsar, permitamos que Ele expulse, permitamos que Ele mande para longe de nós esses espíritos perversos e terríveis, que estão nos atormentando, tirando a nossa paz interior e estão nos inquietando a cada dia. Permitamos que a Palavra poderosa de Jesus esteja agindo em nossa vida.

Convido você a acalmar o coração, a colocar-se na presença amorosa do Senhor em oração e clame por Jesus: “Misericórdia de mim, Senhor, e me liberte de todos os espíritos malignos e enganadores, que estão criando tormento na minha alma e tirando a paz do meu coração”.

Que Deus lhe conceda saúde e paz a cada dia da sua vida!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios