Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (1Cor 3,1-9)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios.

1Irmãos, não pude falar-vos como a pessoas espirituais. Tive de vos falar como a pessoas carnais, como a crianças na vida em Cristo. 2Pude oferecer-vos somente leite, não alimento sólido, pois ainda não éreis capazes de tomá-lo. E nem atualmente sois capazes de receber alimento sólido, 3visto que ainda sois carnais. As rivalidades e rixas que existem aí, no meio de vós, acaso não mostram que sois carnais e que procedeis de acordo com os impulsos naturais?

4Quando um declara: “Eu sou de Paulo”, e outro: “Eu sou de Apolo”, não estais procedendo como pessoas simplesmente naturais? 5Pois, que é Apolo? Que é Paulo? Não passam de servidores, pelos quais chegastes à fé. E cada um deles exerce seu serviço segundo o dom recebido de Deus. 6Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é que fazia crescer. 7De modo que nem o que planta, nem o que rega são, propriamente, importantes. Quem é importante é aquele que faz crescer: Deus.

8Aquele que planta e aquele que rega formam uma unidade, mas cada um receberá o seu próprio salário, proporcional ao seu trabalho. 9Com efeito, nós somos cooperadores de Deus, e vós sois lavoura de Deus, construção de Deus.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 32)

— Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

— Feliz o povo que o Senhor escolheu por sua herança!

— Feliz o povo cujo Deus é o Senhor, e a nação que escolheu por sua herança! Dos altos céus o Senhor olha e observa; ele se inclina para olhar todos os homens.

— Ele contempla do lugar onde reside e vê a todos os que habitam sobre a terra. Ele formou o coração de cada um e por todos os seus atos se interessa.

— No Senhor nós esperamos confiantes, porque ele é nosso auxílio e proteção! Por isso o nosso coração se alegra nele, seu santo nome é nossa única esperança.

Evangelho (Lc 4,38-44)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas. 

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 38Jesus saiu da sinagoga e entrou na casa de Simão. A sogra de Simão estava sofrendo com febre alta, e pediram a Jesus em favor dela. 39Inclinando-se sobre ela, Jesus ameaçou a febre, e a febre a deixou. Imediatamente, ela se levantou e começou a servi-los.

40Ao pôr-do-sol, todos os que tinham doentes atingidos por diversos males, os levaram a Jesus. Jesus punha as mãos em cada um deles e os curava. 41De muitas pessoas também saíam demônios, gritando: “Tu és o Filho de Deus”. Jesus os ameaçava, e não os deixava falar, porque sabiam que ele era o Messias.

42Ao raiar do dia, Jesus saiu e foi para um lugar deserto. As multidões o procuravam e, indo até ele, tentavam impedi-lo de as deixar. 43Mas Jesus disse: “Eu devo anunciar a Boa Nova do Reino de Deus também a outras cidades, porque para isso é que eu fui enviado”. 44E pregava nas sinagogas da Judeia.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

A presença de Jesus nos liberta do poder do maligno

“De muitas pessoas também saíam demônios, gritando: ‘Tu és o Filho de Deus’. Jesus os ameaçava, e não os deixava falar, porque sabiam que ele era o Messias” (Lucas 4,41).

Jesus cuida do Seu povo, assim como cuidou da febre que tomava conta da sogra de Pedro, assim como Ele cuidou de todas as pessoas que eram levadas a Ele, atingidas por diversas doenças, enfermidades, males e espíritos malignos. A mão de Jesus tocava em todos; ainda que não fosse fisicamente, Sua presença amorosa era para com todos. A Palavra d’Ele agia com poder para libertar as pessoas do poder do mal.

Aquilo que chamamos de “opressão espiritual”, quantas vezes está também recaindo sobre nós. A cabeça está cheia de tormentos, inquietações e preocupações, a cabeça está cheia de coisas mal resolvidas e estão dentro de nós nos agitando de todas as formas.

A presença de Jesus é para nos acalmar e purificar, a presença amorosa do Senhor é para nos libertar. Assim como levavam as pessoas para colocá-las próximas a Jesus, precisamos estar próximos d’Ele para que a Sua presença nos toque, liberte e restaure.

Coloque suas dores, enfermidades, inquietações e preocupações aos pés de Jesus. Não entregue a cabeça aos tormentos, às inquietações; não entregue o coração às provações dos sentimentos, afetos, das coisas todas que, dentro de nós, não estão resolvidas. Entreguemo-nos ao poder de Jesus.

Precisamos estar próximos de Jesus para que a Sua presença nos toque, liberte e restaure

Assim como Jesus ameaçou os espíritos malignos e não permitiu que eles falassem, Jesus não quer que os espíritos malignos estejam falando, gritando e agindo em nós. Pelo contrário, Ele quer expulsá-los da nossa vida.

Então, se Jesus quer e veio para expulsar, permitamos que Ele expulse, permitamos que Ele mande para longe de nós esses espíritos perversos e terríveis, que estão nos atormentando, tirando a nossa paz interior e estão nos inquietando a cada dia. Permitamos que a Palavra poderosa de Jesus esteja agindo em nossa vida.

Convido você a acalmar o coração, a colocar-se na presença amorosa do Senhor em oração e clame por Jesus: “Misericórdia de mim, Senhor, e me liberte de todos os espíritos malignos e enganadores, que estão criando tormento na minha alma e tirando a paz do meu coração”.

Que Deus lhe conceda saúde e paz a cada dia da sua vida!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.