Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Cl 1,9-14)

Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses.

Irmãos, 9desde que recebemos essas notícias, não deixamos de rezar insistentemente por vós, para que chegueis a conhecer plenamente a vontade de Deus, com toda a sabedoria e com o discernimento da luz do Espírito.

10Pois deveis levar uma vida digna do Senhor, para lhe serdes agradáveis em tudo. Deveis produzir frutos em toda boa obra e crescer no conhecimento de Deus, 11animados de muita força, pelo poder de sua glória, de muita paciência e constância.

12Com alegria, dai graças ao Pai, que vos tornou capazes de participar da luz, que é a herança dos santos. 13Ele nos libertou do poder das trevas e nos recebeu no reino de seu Filho amado, 14por quem temos a redenção, o perdão dos pecados.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 97)

— O Senhor fez conhecer seu poder salvador, perante as nações.

— O Senhor fez conhecer seu poder salvador, perante as nações.

— O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.

— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai!

— Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa e da cítara suave! Aclamai, com os clarins e as trombetas, ao Senhor, o nosso Rei!

Evangelho (Lc 5,1-11)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus estava na margem do lago de Genesaré, e a multidão apertava-se a seu redor para ouvir a palavra de Deus. 2Jesus viu duas barcas paradas na margem do lago. Os pescadores haviam desembarcado e lavavam as redes. 3Subindo numa das barcas, que era de Simão, pediu que se afastasse um pouco da margem. Depois sentou-se e, da barca, ensinava as multidões.

4Quando acabou de falar, disse a Simão: “Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca”. 5Simão respondeu: “Mestre, nós trabalhamos a noite inteira e nada pescamos. Mas, em atenção à tua palavra, vou lançar as redes”. 6Assim fizeram, e apanharam tamanha quantidade de peixes que as redes se rompiam. 7Então fizeram sinal aos companheiros da outra barca, para que viessem ajudá-los. Eles vieram, e encheram as duas barcas, a ponto de quase afundarem.

8Ao ver aquilo, Simão Pedro atirou-se aos pés de Jesus, dizendo: “Senhor, afasta-te de mim, porque sou um pecador!” 9É que o espanto se apoderara de Simão e de todos os seus companheiros, por causa da pesca que acabavam de fazer. 10Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram sócios de Simão, também ficaram espantados. Jesus, porém, disse a Simão: “Não tenhas medo! De hoje em diante tu serás pescador de homens”. 11Então levaram as barcas para a margem, deixaram tudo e seguiram a Jesus.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

A Palavra de Deus direciona o nosso coração

 “Quando acabou de falar, disse a Simão: ‘Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca’” (Lucas 5,4).

Imagino a frustração do coração de Simão Pedro e seus companheiros que passaram a noite inteira pescando, mas não pescaram nada, não conseguiram nada. Quantas vezes nós também nos encontramos em momentos de frustração na vida, quando investimos o melhor de nós, tentamos, mas não alcançamos o que queremos, não colhemos os frutos daquilo que nós semeamos; e, muitas vezes, a frustração e a decepção tomam conta do nosso coração.

Jesus está dizendo “não”. Mesmo em meio às decepções, às frustrações, mesmo em meio às coisas que não estão dando certo em nossa vida, não podemos perder o olhar da fé e da esperança. Primeiro, manter firme a nossa esperança no Senhor, olhos fixos em Jesus para que Ele nos dê a direção por onde nós devemos caminhar nesta vida. Eu sei que vamos dizer: “Já tentei”, “Já fiz de tudo”, “Já lutei por aqui”. Não caia nessa armadilha! Enquanto temos vida, temos todas as possibilidades de lutar, de correr atrás, de rever as nossas próprias escolhas, de ver o lado para o qual devemos lançar as nossas redes.

Recolha-se para que, no fundo da sua alma, a Palavra de Deus possa ressoar, direcionar e iluminar aquilo que parece frustrante

O que é necessário? Primeiro, dar atenção à Palavra do Senhor. Quando damos atenção à Palavra de Deus, ela vai nos dando a possibilidade de ver coisas que não estamos vendo e ver as realidades que não estamos alcançando, de iluminar situações que estão escuras, obscuras dentro de nós, porque a Palavra de Deus é luz para a alma e para o coração.

Então, como está respondendo Simão Pedro: “Senhor, trabalhamos a noite inteira e não pescamos nada. Mas, em atenção à tua palavra, vou lançar as redes”. Às vezes, estamos colecionando frustrações, decepções e mágoas, vamos acumulando-as na vida, e paramos nas coisas negativas, não avançamos, não vamos para frente.

Não podemos dar atenção àquilo que foi negativo. Até podemos olhar para revisar, para nos rever, para ver onde erramos, mas não devemos parar nos erros, dar atenção à Palavra de Deus para seguirmos adiante, e a Palavra de Deus traz luz e direção para o nosso coração. É por isso que a pesca de Simão Pedro foi abundante, porque ele deu atenção à Palavra do Senhor.

Recolha-se no silêncio, na vida interior, recolha-se para que, no fundo da sua alma, a Palavra de Deus possa ressoar, direcionar e iluminar aquilo que parece frustrante e decepcionante. Deus tem a direção para dar a nossa vida!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.