Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (At 19,1-8)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

1Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo atravessou as regiões montanhosas e chegou a Éfeso. Aí encontrou alguns discípulos e perguntou-lhes: 2“Vós recebestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé?” Eles responderam: “Nem sequer ouvimos dizer que existe o Espírito Santo!”

3Então Paulo perguntou: “Que batismo vós recebestes?” Eles responderam: “O batismo de João”. 4Paulo disse-lhes: “João administrava um batismo de conversão, dizendo ao povo que acreditasse naquele que viria depois dele, isto é, em Jesus”. 5Tendo ouvido isso, eles foram batizados no nome do Senhor Jesus.

6Paulo impôs-lhes as mãos e sobre eles desceu o Espírito Santo. Começaram então a falar em línguas e a profetizar. 7Ao todo, eram uns doze homens. 8Paulo foi então à sinagoga e, durante três meses, falava com toda convicção, discutindo e procurando convencer os ouvintes sobre o reino de Deus.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 67)

— Reinos da terra, cantai ao Senhor.

— Reinos da terra, cantai ao Senhor.

— Eis que Deus se põe de pé, e os inimigos se dispersam! Fogem longe de sua face os que odeiam o Senhor! Como a fumaça se dissipa, assim também os dissipais, como a cera se derrete, ao contato com o fogo, assim pereçam os iníquos ante a face do Senhor!

— Mas os justos se alegram na presença do Senhor; rejubilam satisfeitos e exultam de alegria! Cantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome! O seu nome é Senhor: exultai diante dele!

— Dos órfãos ele é pai, e das viúvas protetor; é assim o nosso Deus em sua santa habitação. É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados, quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.

Evangelho (Jo 16,29-33)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 29os discípulos disseram a Jesus: “Eis, agora falas claramente e não usas mais figuras. 30Agora sabemos que conheces tudo e que não precisas que alguém te interrogue. Por isto cremos que vieste da parte de Deus”. 31Jesus respondeu: “Credes agora? 32Eis que vem a hora – e já chegou – em que vos dispersareis, cada um para seu lado, e me deixareis só. Mas eu não estou só; o Pai está comigo. 33Disse-vos estas coisas para que tenhais paz em mim. No mundo, tereis tribulações. Mas tende coragem! Eu venci o mundo!”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Revestidos de coragem, vencemos o mundo

 “Disse-vos estas coisas para que tenhais paz em mim. No mundo, tereis tribulações. Mas tende coragem! Eu venci o mundo!” (João 16,33).

Uma verdade que não podemos negar é que, no mundo, nós temos tribulações. É Jesus quem está dizendo que nós as teremos, e Ele sabe tudo aquilo que causa tribulação neste mundo em que estamos.

É um mundo de muita instabilidade! É uma instabilidade emocional, econômica, nas relações humanas… E tudo isso gera conflitos, atritos e muitas situações de tribulações no meio de nós. A palavra final não é da tribulação, da tentação nem das dificuldades. A palavra final precisa ser a do Senhor.

A coragem é fruto da fortaleza, e a fortaleza é a força de Deus em nós. O Espírito que estamos suplicando, o Espírito que nos rendemos, que recebemos por graça do batismo e precisamos cultivar, em nossas relações, é o Espírito que nos dá a força que vem do Alto, a força para enfrentarmos, para lidarmos com as tribulações da vida e do mundo.

Eu tenho a convicção de que sozinhos não podemos, não vencemos nem conseguimos. Precisamos da força do Alto, precisamos, mais do que nunca, da força do Espírito. Eu tenho convicção de que não somos super-homens, mas, muitas vezes, queremos ser, precisamos tomar consciência das nossas fraquezas, mas não é para ficarmos nos lamentando, nos fazendo de coitadinhos.

O Espírito nos dá a força que vem do Alto, para lidarmos com as tribulações da vida e do mundo

Na nossa fragilidade, a força de Deus vai nos socorrer, mas quando não admitimos por causa do nosso orgulho, da nossa soberba, do nosso egoísmo ou das nossas vaidades. Quando estamos na pior, jogados e prostrados o que Deus pode fazer por nós?

Na situação em que nos encontramos, revistamo-nos da força de Deus e do Espírito. Humildemente, prostremo-nos na presença d’Ele e reconheçamos: “Senhor, eu sou fraco. Senhor, as minhas fragilidades são muitas. Revista-me da sua coragem, porque só assim posso vencer o mundo”. É um mundo enorme para ser vencido, é o mundo que está dentro de nós, nossas aflições, nossos medos, temores e receios.

Há um mundo a ser vencido e enfrentado a cada dia. Como vamos vencê-los? Como vamos vencer a vida? Como vamos caminhar adiante sem a força que vem de Deus? Por isso, a coragem de se abrir para se revestir da força do Alto, para que a paz de Deus esteja em nós mesmo em meio a todas as tribulações, aflições e dificuldades que enfrentamos na vida.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios