Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses.

12Meus queridos, como sempre fostes obedientes, não só em minha presença, mas ainda mais agora na minha ausência, trabalhai para a vossa salvação, com temor e tremor. 13Pois é Deus que realiza em vós tanto o querer como o fazer, conforme o seu desígnio benevolente.

14Fazei tudo sem reclamar ou murmurar, 15para que sejais livres de repreensão e ambiguidade, filhos de Deus sem defeito, no meio desta geração depravada e pervertida, na qual brilhais como os astros no universo.

16Conservai com firmeza a palavra da vida. Assim, no dia de Cristo, terei a glória de não ter corrido em vão, nem trabalhado inutilmente. 17E ainda que eu seja oferecido em libação, no sacrifício que é o sagrado serviço de vossa fé, fico feliz e alegro-me com todos vós. 18Vós também, alegrai-vos pelo mesmo motivo e congratulai-vos comigo.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 26)

— O Senhor é minha luz e salvação!

— O Senhor é minha luz e salvação!

— O Senhor é minha luz e salvação; de quem eu terei medo? O Senhor é a proteção da minha vida; perante quem eu tremerei?

— Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, e é só isto que eu desejo: habitar no santuário do Senhor por toda a minha vida; saborear a suavidade do Senhor e contemplá-lo no seu templo.

— Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem, espera no Senhor!

Evangelho (Lc 14,25-33)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas. 

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 25grandes multidões acompanhavam Jesus. Voltando-se, ele lhes disse: 26“Se alguém vem a mim, mas não se desapega de seu pai e sua mãe, sua mulher e seus filhos, seus irmãos e suas irmãs e até da sua própria vida, não pode ser meu discípulo. 27Quem não carrega sua cruz e não caminha atrás de mim, não pode ser meu discípulo.

28Com efeito: qual de vós, querendo construir uma torre, não se senta primeiro e calcula os gastos, para ver se tem o suficiente para terminar? Caso contrário, 29ele vai lançar o alicerce e não será capaz de acabar. E todos os que virem isso começarão a caçoar, dizendo: 30‘Este homem começou a construir e não foi capaz de acabar!’

31Ou ainda: Qual rei que, ao sair para guerrear com outro, não se senta primeiro e examina bem se com dez mil homens poderá enfrentar o outro que marcha contra ele com vinte mil? 32Se ele vê que não pode, enquanto o outro rei ainda está longe, envia mensageiros para negociar as condições de paz. 33Do mesmo modo, portanto, qualquer um de vós, se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo!”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

O amor a Jesus nos ensina a amar os nossos

 “Portanto, qualquer um de vós, se não renunciar a tudo o que tem, não pode ser meu discípulo!” (Lucas 14,33).

As palavras do Mestre Jesus parecem ser muito duras para a nossa vida, porque, se alguém quer vir a Ele mas não desapega do pai, da mãe, da família, daquilo que possui, não pode ser Seu discípulo.

O discípulo não pode ser apegado a nada, o discípulo tem que ter amor e cuidado, porque o apego é uma coisa doentia, mantém a pessoa friccionada naquilo em que ela se pegou e não solta para nada. Preciso dizer que nada do que temos será sempre nosso.

Pais, vocês têm que amar muito os filhos, é até redundante dizer isso porque não posso imaginar pais que não amem seus filhos. Você não pode ser apegado a eles, os seus filhos crescerão, eles têm que ser formados para que sirvam a vida, para que formem, muitas vezes, a família para a qual são chamados a formarem ou seguirem uma vocação sacerdotal, religiosa, missionária… Mas, muitas vezes, um jovem não consegue ser inteiro para formar uma família, porque ou é excessivamente apegado aos seus pais ou os pais não vivem sem ele. De qualquer forma, viveremos uns sem os outros um dia na vida.

O amor a Jesus nos dá as verdadeiras ferramentas para que cuidemos dos nossos

Então, podemos e devemos amar muito as pessoas que Deus colocou em nossa vida. Mas cuidado! Porque existem amores pegajosos e excessivos e a pessoa não consegue se deslocar. Marido e mulher têm que se amarem e serem um do outro como se comprometeram por toda vida, mas vai chegar um dia que um vai ter que partir, vai deixar e a sua vida tem que continuar.

Quem ama na medida certa ama sempre, ama com todo cuidado e com tudo aquilo que são as exigências do amor, mas quem coloca o apego acima do amor, esse sofre e faz os outros sofrerem, gera, inclusive dentro de si, muitas patologias que são preocupantes para o relacionamento sadio, que é necessário se ter em toda e qualquer esfera da vida humana, nas amizades, na relação que precisa ter entre pais e filhos, entre marido e mulher. Enfim, para ser discípulo de Jesus é preciso amá-Lo acima de qualquer coisa, temos que nos desapegar daquilo que nos mantém presos a este mundo.

Não se preocupe porque o amor a Jesus nos ensina a amar os nossos, o amor a Jesus nos dá as verdadeiras ferramentas para que cuidemos dos nossos. Não tenha medo de amar a Deus sobre todas as coisas, pois o nosso medo é viver os excessos, os apegos e não amarmos a Deus para amarmos os nossos como precisam ser amados.

Deus abençoe você!  

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios