Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (1Jo 4,11-18)

Leitura da Primeira Carta de São João.

11Caríssimos: se Deus nos amou assim, nós também devemos amar-nos uns aos outros. 12Ninguém jamais viu a Deus. Se nos amamos uns aos outros, Deus permanece conosco e seu amor é plenamente realizado em nós.

13A prova de que permanecemos com ele, e ele conosco, é que ele nos deu o seu Espírito. 14E nós vimos e damos testemunho, que o Pai enviou seu Filho como Salvador do mundo. 15Todo aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece com ele, e ele com Deus.

16E nós conhecemos o amor que Deus tem para conosco, e acreditamos nele. Deus é amor: quem permanece no amor, permanece com Deus, e Deus permanece com ele. 17Nisto se realiza plenamente o seu amor para conosco: em nós termos plena confiança no dia do julgamento, porque, tal como Jesus, nós somos neste mundo.

18No amor não há temor. Ao contrário, o perfeito amor lança fora o temor, pois o temor implica castigo, e aquele que teme não chegou à perfeição do amor.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 71)

— As nações de toda a terra, hão de adorar-vos, ó Senhor!

— As nações de toda a terra, hão de adorar-vos, ó Senhor!

— Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, vossa justiça ao descendente da realeza! Com justiça ele governe o vosso povo, com equidade ele julgue os vossos pobres.

— Os reis de Társis e das ilhas hão de vir e oferecer-lhe seus presentes e seus dons; e também os reis de Seba e de Sabá hão de trazer-lhe oferendas e tributos. Os reis de toda a terra hão de adorá-lo e de todas as nações hão de servi-lo.

— Libertará o indigente que suplica, e o pobre ao qual ninguém quer ajudar. Terá pena do indigente e do infeliz, e a vida dos humildes salvará.

Evangelho (Mc 6,45-52)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

—Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Depois de saciar os cinco mil homens, 45Jesus obrigou os discípulos a entrarem na barca e irem na frente para Betsaida, na outra margem, enquanto ele despedia a multidão. 46Logo depois de se despedir deles, subiu ao monte para rezar.

47Ao anoitecer, a barca estava no meio do mar e Jesus sozinho em terra. 48Ele viu os discípulos cansados de remar, porque o vento era contrário. Então, pelas três da madrugada, Jesus foi até eles andando sobre as águas, e queria passar na frente deles.

49Quando os discípulos o viram andando sobre o mar, pensaram que era um fantasma e começaram a gritar. 50Com efeito, todos o tinham visto e ficaram assustados. Mas Jesus logo falou: “Coragem, sou eu! Não tenhais medo!” 51Então subiu com eles na barca, e o vento cessou. Mas os discípulos ficaram ainda mais espantados, 52porque não tinham compreendido nada a respeito dos pães. O coração deles estava endurecido.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

O Senhor desperta uma nova coragem em seu coração

 “Coragem, sou eu! Não tenhais medo! Então subiu com eles na barca, e o vento cessou ” (Marcos 6,50-51).

 “Coragem” é a primeira palavra pronunciada por Jesus. Coragem, do latim, quer dizer: “a força que vem de dentro”, “a força que vem do coração”, que te faz capaz de enfrentar situações muito difíceis e muito dolorosas. Coragem diz de uma estrutura interior que cada cristão é chamado a ter, uma cultivar e o reforço. Porque, constantemente, todos nós, cristãos, estamos diante de provações, estamos diante de dificuldades, estamos diante de problemas que todos os dias batem à nossa porta. Como é importante essa palavra para nós: coragem.

A primeira coisa que Jesus deseja para você: Ele não te reprova. Engraçado que Jesus chega dos Seus discípulos, que estão ali com medo daqueles ventos, mas não reprova. A primeira coisa é encorajar, a primeira coisa é despertar no coração deles, e nos nossos corações, essa força que está escondida.

Que a força dessa Palavra desperte nos nossos corações uma coragem nova para enfrentar as nossas dificuldades

Como é bom receber uma palavra de encorajamento, não é verdade !? No momento em que nós atravessamos uma tribulação, no momento que estamos para baixo, no momento que estamos desanimados, quando passamos por uma decepção na vida, como é bom receber uma palavra de encorajamento. É o mesmo que dizer: “Você não está sozinho”, “Você não foi abandonado nessa situação”.

Abra os seus olhos, veja que existe alguém por você, alguém está ao seu lado, alguém luta junto com você, alguém que traz uma palavra que vai na direção contrária daquilo que nós estamos vivendo: se estamos desanimados, aquela palavra de encorajamento nos coloc de novo de pé, nos faz levantar a cabeça de novo e olhar para a meta, prossiga a nossa caminhada.

Ao chegar ali, diante dos discípulos, depois de encorajá-los, Jesus mostra a sua identidade: “Sou eu!”. É a identidade de Deus, é o Criador que está ali, é o sopro da Vida, é o Redentor que está ali com os discípulos. É Deus quem está com você - “Sou eu!” -, é Deus quem recria o coração dos discípulos, é Deus quem faz companhia no momento da solidão, é Deus quem salva dos abismos da morte; Deus está contigo e Ele nunca te abandona.

Que a força dessa Palavra, hoje, de fato, desperte no nosso coração uma coragem nova para enfrentar as nossas dificuldades, mas também ilumine a nossa consciência de que nós não estamos sozinhos. Não é para você se levantar e lutar sozinho, mas é para você se levantar e ter consciência de que Deus está ao seu lado. Deus caminha contigo e luta junto com você em seu favor.

Sobre todos vós, a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém! 

Padre Donizete Ferreira - Sacerdote da Comunidade Canção Nova.

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.