Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Est 4,17n.p-r.aa-bb.gg-hh)

Leitura do Livro de Ester.

Naqueles dias, 17na rainha Ester, temendo o perigo de morte que se aproximava, buscou refúgio no Senhor. 17pProstrou-se por terra desde a manhã até o anoitecer, juntamente com suas servas, e disse: 17q“Deus de Abraão, Deus de Isaac e Deus de Jacó, tu és bendito. Vem em meu socorro, pois estou só e não tenho outro defensor fora de ti, Senhor, 17rpois eu mesma me expus ao perigo. 17aaSenhor, eu ouvi, dos livros de meus antepassados, que tu libertas, Senhor, até o fim, todos os que te são caros.

17bbAgora, pois, ajuda-me, a mim que estou sozinha e não tenho mais ninguém senão a ti, Senhor meu Deus. 17ggVem, pois, em auxílio de minha orfandade. Põe em meus lábios um discurso atraente, quando eu estiver diante do leão, e muda o seu coração para que odeie aquele que nos ataca, para que este pereça com todos os seus cúmplices. 17hhE livra-nos da mão de nossos inimigos. Transforma nosso luto em alegria e nossas dores em bem-estar”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 137)

— Naquele dia em que gritei, vós me escutastes, ó Senhor!

— Naquele dia em que gritei, vós me escutastes, ó Senhor!

— Ó Senhor, de coração eu vos dou graças, porque ouvistes as palavras dos meus lábios! Perante os vossos anjos vou cantar-vos e ante o vosso templo vou prostrar-me.

— Eu agradeço vosso amor, vossa verdade, porque fizestes muito mais que prometestes; naquele dia em que gritei, vós me escutastes e aumentastes o vigor da minha alma.

— Estendereis o vosso braço em meu auxílio e havereis de me salvar com vossa destra. Completai em mim a obra começada; ó Senhor, vossa bondade é para sempre! Eu vos peço: não deixeis inacabada esta obra que fizeram vossas mãos!

Evangelho (Mt 7,7-12)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

 Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 7“Pedi e vos será dado! Procurai e achareis! Batei e a porta vos será aberta! 8Pois todo aquele que pede recebe; quem procura encontra; e a quem bate a porta será aberta. 9Quem de vós dá ao filho uma pedra, quando ele pede um pão? 10Ou lhe dá uma cobra, quando ele pede um peixe? 11Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai que está nos céus dará coisas boas aos que lhe pedirem! 12Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles. Nisto consiste a Lei e os Profetas”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Fazer o bem é uma maneira prática de orarmos

 “Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles. Nisto consiste a Lei e os Profetas.” (Mt 7,12)

Jesus está nos ensinando a segunda etapa do caminho da oração. Se a primeira etapa é o silêncio interior, da busca apaixonada pelo coração do Pai, a etapa seguinte é a oração que suplica.

A súplica da alma é revestida, primeiro, da confiança, ou seja, como eu me relaciono com o Pai. Ele é meu Pai eu confio n’Ele, e é por isso que eu vou bater na porta do coração d’Ele, vou procurar, no coração do Pai e vou pedir a Ele aquilo de que eu necessito. Você pode ter certeza que quem bate na porta de Deus, Ele abre a porta; quem procura o socorro em Deus, em Deus é amparado; quem pede, quem suplica a Deus é atendido por Ele.

Ora, não esperemos que sejamos atendidos do jeito que a nossa maneira egoísta, egocêntrica e orgulhosa quer ser atendida. Não! Permitamos que Aquele que é Pai dê ao filho o que, de fato, o filho necessita. Primeiro, o remédio para converter o coração, para acalmar o coração, para direcionar a alma, direcionar a visão, abrir a mente. Nós, muitas vezes, pedimos tantas coisas a Deus, mas não buscamos o essencial. Muitas vezes, o nosso pedido se resume à vida material, às coisas terrenas, e não suplicamos a Deus um coração orante, uma alma cheia do Espírito, não suplicamos a sabedoria divina para ter o discernimento.

Um estudante que vai fazer uma prova não vai pedir para Deus para passar na prova. Ele vai pedir a Deus a sabedoria para usar bem os conteúdos que ele aprendeu, para ter sobriedade, serenidade, para vencer a ansiedade. Que Deus não dá coisas mágicas, porque Ele não é mágico, Deus é Pai, é Aquele que cuida e direciona. Ele não faz nada no nosso lugar, porque Ele nos criou para que tenhamos iniciativas próprias, mas Ele está para nos auxiliar, Ele está para nos iluminar, para nos direcionar.

Façamos, intensamente, o bem para o outro, porque é o bem que nós desejamos, é a maneira prática de orarmos

Não adianta você pedir para Deus para você acertar na loteria, para ganhar aquele dinheiro, porque não é Ele que dá o dinheiro, não é Ele que determina os números da loteria. Deus é quem nos dá a sabedoria para termos sensatez para usarmos o que temos, saber viver com o que não temos e saber buscar o que precisamos. Por isso, para que não gere em nós o inconformismo ou uma relação errada com o amor de Deus, busquemos n’Ele Sua essência, o amor, a misericórdia, porque é tudo o que nós mais necessitamos.

Busque, em primeiro lugar, Deus e o seu Reino, e você pode ter a certeza de que o mais virá em acréscimo.

O terceiro passo, também na via da oração, é fazer aos outros aquilo que nós gostaríamos que fizessem a nós. Não gostamos de ser ofendido, então, não ofendamos ninguém. Gostamos de ser bem tratados? Tratemos bem os outros. Gostamos da educação, então, sejamos educados.

Tem coisa pior do que você entrar num recinto que está bagunçado? E quem bagunçou? Quem foi lá anteriormente. Então, não façamos o mesmo. Isso vale para tudo que vivemos em sociedade, no mundo.

É essencial, meus irmãos, que nada daquilo que não desejamos para nós, nós não façamos para o outro. Não façamos nada de mal para o outro, porque nada de mau nós queremos para nós. Façamos, intensamente, o bem para o outro, porque é o bem que nós desejamos. Essa é a maneira prática de nós orarmos. Não é, simplesmente, suplicarmos, mas agirmos e fazermos o bem para o outro, pois assim estamos consertando o mundo e direcionando a sociedade.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.

https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios