Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (At 20,28-38)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, Paulo disse aos anciãos da Igreja de Éfeso: 28“Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho, sobre o qual o Espírito Santo vos colocou como guardas, para pastorear a Igreja de Deus, que ele adquiriu com o sangue do seu próprio Filho.

29Eu sei, depois que eu for embora, aparecerão entre vós lobos ferozes, que não pouparão rebanho. 30Além disso, do vosso próprio meio aparecerão homens com doutrinas perversas que arrastarão discípulos atrás de si. 31Por isso, estai sempre atentos: lembrai-vos de que, durante três anos, dia e noite, com lágrimas, não parei de exortar a cada um em particular. 32Agora entrego-vos a Deus e à mensagem de sua graça, que tem poder para edificar e dar a herança a todos os que foram santificados. 33Não cobicei prata, ouro ou vestes de ninguém. 34Vós bem sabeis que estas minhas mãos providenciaram o que era necessário para mim e para os que estavam comigo. 35Em tudo vos mostrei que, trabalhando deste modo, se deve ajudar os fracos, recordando as palavras do Senhor Jesus, que disse: ‘Há mais alegria em dar do que em receber’”.

36Tendo dito isto, Paulo ajoelhou-se e rezou com todos eles. 37Todos, depois, prorromperam em grande pranto, e lançando-se ao pescoço de Paulo, o beijavam, 38aflitos, sobretudo por lhes haver ele dito que não tornariam a ver-lhe o rosto. E o acompanharam até o navio.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 67)

— Reinos da terra cantai ao Senhor.

— Reinos da terra cantai ao Senhor.

— Suscitai, ó Senhor Deus, suscitai vosso poder, confirmai este poder que por nós manifestastes, a partir de vosso templo, que está em Jerusalém, para vós venham os reis e vos ofertem seus presentes!

— Reinos da terra, celebrai o nosso Deus, cantai-lhe salmos! Ele viaja no seu carro sobre os céus dos céus eternos. Eis que eleva e faz ouvir a sua voz, voz poderosa.

— Dai glória a Deus e exaltai o seu poder por sobre as nuvens. Sobre Israel, eis sua glória e sua grande majestade! Em seu templo ele é admirável e a seu povo dá poder. Bendito seja o Senhor Deus, agora e sempre. Amém, amém!

Evangelho (Jo 17,11b-19)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, Jesus ergueu os olhos para o céu e rezou, dizendo: 11b“Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um assim como nós somos um. 12Quando eu estava com eles, guardava-os em teu nome, o nome que me deste. Eu guardei-os e nenhum deles se perdeu, a não ser o filho da perdição, para se cumprir a Escritura. 13Agora, eu vou para junto de ti, e digo estas coisas, estando ainda no mundo, para que eles tenham em si a minha alegria plenamente realizada. 14Eu lhes dei a tua palavra, mas o mundo os rejeitou, porque não são do mundo, como eu não sou do mundo. 15Não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. 16Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo. 17Consagra-os na verdade; a tua palavra é verdade. 18Como tu me enviaste ao mundo, assim também eu os enviei ao mundo. 19Eu me consagro por eles, a fim de que eles também sejam consagrados na verdade”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Busquemos viver a unidade entre nós

 “Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um assim como nós somos um” (João 17,11b).

A grande oração sacerdotal de Jesus é uma oração de súplica, de intercessão pelos seus de seu tempo e de todos os tempos, para que estejamos n’Ele.

Permanecer em Jesus não é fácil, porque as forças do mundo nos atraem, puxam-nos, e Ele está suplicando para que sejamos um. O que é “ser um”? É viver a unidade, pois essa é a expressão da comunhão. Veja: o nosso Deus é único, a comunhão de amor que há na Trindade Pai, Filho e Espírito Santo precisa resplandecer em nós, mas só viveremos a unidade com Deus se tivermos comunhão com Ele. 

A palavra “comunhão” precisa ser muito bem vivida, entendida, compreendida e pregada entre nós e no meio de nós. A comunhão é a expressão evangélica mais concreta do amor. Termos comunhão com Deus é termos amor por Ele.

Quando chamamos o sacramento da Eucaristia de “comunhão”, quando a recebemos, na verdade, vivemos a nossa comunhão, nossa união íntima, mística e pessoal com Deus.

Vamos pegar nossa natureza humana frágil, pecadora e corrompida pelo mal e permitir que a graça de Deus unifique aquilo que em nós está dividido, quebrado e dilacerado. Precisamos viver em comunhão com Ele, precisamos nos quebrar, abrir-nos e entregarmo-nos para termos comunhão com Deus, uma comunhão de unidade, de amor e entrega; acima de tudo, união que busca unidade com Deus.

Essa comunhão entre a nossa natureza e a natureza de Deus não é a comunhão que faz com que tudo seja igual, porque não somos iguais a Deus nem podemos ser. Ele é Senhor e Deus da natureza divina. Nós somos essa criatura humana pecadora, mas Deus nos permite viver em comunhão com Ele. Veja a diversidade que todos nós podemos viver na união e na comunhão com Deus.

Precisamos viver a comunhão entre nós. A mais bela expressão da comunhão com Deus é quando temos comunhão uns com os outros, comungamos do mesmo pão, pois, muitas vezes, comungamos do mesmo Espírito, da mesma palavra, mas não conseguimos viver a unidade entre nós.

Só viveremos a unidade se tivermos comunhão com Deus

Cada um quer puxar para um lado e o grande contratestemunho que nós cristãos damos, no mundo em que vivemos, é não testemunharmos a comunhão.

Fazemos questão de colocar em evidência as nossas diferenças, nossas opções e nossos rótulos. Rotulamo-nos e rotulamos os outros quando só existe uma graça que nos salva: a graça da comunhão com Cristo, a graça de estarmos unidos ao Pai, Filho e Espírito Santo.

Tudo que passa da comunhão é invenção humana do egoísmo, do individualismo que quer prevalecer sobre aquilo que Cristo veio nos trazer: a comunhão com Ele e nossa comunhão uns com os outros.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios