Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (1Jo 4,11-18)

Leitura da Primeira Carta de São João.

11Caríssimos, se Deus nos amou assim, nós também devemos amar-nos uns aos outros. 12Ninguém jamais viu a Deus. Se nos amamos uns aos outros, Deus permanece conosco e seu amor é plenamente realizado entre nós.

13A prova de que permanecemos com ele, e ele conosco, é que ele nos deu o seu Espírito. 14E nós vimos e damos testemunho, que o Pai enviou seu Filho como Salvador do mundo. 15Todo aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece com ele, e ele com Deus.

16E nós conhecemos o amor que Deus tem para conosco, e acreditamos nele. Deus é amor: quem permanece no amor, permanece com Deus, e Deus permanece com ele. 17Nisto se realiza plenamente o seu amor para conosco: em nós termos plena confiança no dia do julgamento, porque, tal como Jesus, nós somos neste mundo.

18No amor não há temor. Ao contrário, o perfeito amor lança fora o temor, pois o temor implica castigo, e aquele que teme não chegou à perfeição do amor.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 71)

— As nações de toda a terra hão de adorar-vos, ó Senhor!

— As nações de toda a terra hão de adorar-vos, ó Senhor!

— Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, vossa justiça ao descendente da realeza! Com justiça ele governe o vosso povo, com equidade ele julgue os vossos pobres.

— Os reis de Társis e das ilhas hão de vir e oferecer-lhes seus presentes e seus dons; e também os reis de Seba e de Sabá hão de trazer-lhe oferendas e tributos. Os reis de toda a terra hão de adorá-lo e todas as nações hão de servi-lo.

— Libertará o indigente que suplica, e o pobre ao qual ninguém quer ajudar. Terá pena do indigente e do infeliz, e a vida dos humildes salvará.

Evangelho (Mc 6,45-52)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Depois de saciar os cinco mil homens, 45Jesus obrigou os discípulos a entrarem na barca e irem na frente para Betsaida, na outra margem, enquanto ele despedia a multidão. 46Logo depois de se despedir deles, subiu ao monte para rezar.

47Ao anoitecer, a barca estava no meio do mar e Jesus sozinho em terra. 48Ele viu os discípulos cansados de remar, porque o vento era contrário. Então, pelas três da madrugada, Jesus foi até eles andando sobre as águas, e queria passar na frente deles.

49Quando os discípulos o viram andando sobre o mar, pensaram que era um fantasma e começaram a gritar. 50Com efeito, todos o tinham visto e ficaram assustados. Mas Jesus logo falou: “Coragem, sou eu! Não tenhais medo!” 51Então subiu com eles na barca, e o vento cessou. Mas os discípulos ficaram ainda mais espantados, 52porque não tinham compreendido nada a respeito dos pães. O coração deles estava endurecido.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

O Senhor tira do nosso coração todos os fantasmas

 “Mas Jesus logo falou: ‘Coragem, sou eu! Não tenhais medo!’” (Marcos 6,50).

O episódio que acompanhamos no Evangelho de hoje é a sequência daquilo que foi a multiplicação dos pães. Agora, uma vez que os discípulos nem entenderam aquilo que Jesus fez, o Mestre ordena que eles peguem o barco e sigam adiante, enquanto Ele vai despedir aquela multidão e, depois, seguir para a Sua oração. Em seguida, Jesus vai ao encontro dos Seus discípulos que já estão em meio ao mar.

Estavam ainda assustados com o que aconteceu na multidão, e ficaram ainda mais assustados quando viram alguém vir sobre o mar. Uma vez que estavam com o coração atordoado, não reconheceram Jesus; eles pensaram que é um fantasma, e começam a gritar.

Quantas vezes o nosso coração – também tão atordoado, cheio de tensões, de preocupações e inquietações, sobretudo com as instabilidades emocionais – está olhando e vendo fantasias e fantasmas!

Volte-se com todo o seu coração para o amor do Senhor Nosso Deus e não tenha medo

Como a mente humana é capaz de criar! Ela cria problema onde não existe, vê coisas onde não está, ela vê problema em tudo quanto é lugar, ela começa a enxergar e criar realidades que não existem. A mente mirabolante, tomada pelo medo, pela angústia, pela raiva, pelo rancor, pelas inquietações e preocupações da vida, cria muitos fantasmas e fantasias. É capaz de transformar até a presença de Deus em um fantasma, assim como os discípulos estavam vendo, mas nem eles reconheceram que era o Senhor.

Em meio às inquietações todas que estamos vivendo, que estamos enfrentando em qualquer época da nossa vida, na noite escura da alma e dos sentidos, nos momentos de solidão e desencanto ou decepções, é preciso tirar o olhar das fantasias e dos fantasmas e permitir que o coração escute Jesus: “Coragem, meu filho! Não se mova pelo medo. Não deixe que seu coração seja tomado pelo medo”.

Os discípulos estavam com o coração endurecido; e quando o coração está endurecido, ele não enxerga a graça, e a graça não passa por ele. Então, acalme o seu coração, volte-se para o amor do Senhor Nosso Deus e não tenha medo. O Senhor deseja tirar de dentro de nós todos os fantasmas, as fantasias que nos causam angústia, tensão, preocupação e depressão, porque Ele nos quer curados e libertos.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios