Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Gn 17,3-9)

Leitura do Livro do Gênesis.

Naqueles dias, 3Abrão prostrou-se com o rosto por terra. 4E Deus lhe disse: “Eis a minha aliança contigo: tu serás pai de uma multidão de nações. 5Já não te chamarás Abrão, mas o teu nome será Abraão, porque farei de ti o pai de uma multidão de nações.

6Farei crescer tua descendência infinitamente. Farei nascer de ti nações, e reis sairão de ti. 7Estabelecerei minha aliança entre mim e ti e teus descendentes para sempre; uma aliança eterna, para que eu seja teu Deus e o Deus de teus descendentes. 8A ti e aos teus descendentes darei a terra em que vives como estrangeiro, todo o país de Canaã como propriedade para sempre. E eu serei o Deus dos teus descendentes”. 9Deus disse a Abraão: “Guarda a minha aliança, tu e a tua descendência para sempre”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 104,4-9)

— O Senhor se lembra sempre da Aliança!

— O Senhor se lembra sempre da Aliança!

— Procurai o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face! Lembrai as maravilhas que ele fez, seus prodígios e as palavras de seus lábios!

— Descendentes de Abraão, seu servidor, e filhos de Jacó, seu escolhido, ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, vigoram suas leis em toda a terra.

— Ele sempre se recorda da Aliança, promulgada a incontáveis gerações; da Aliança que ele fez com Abraão, e do seu santo juramento a Isaac.

Evangelho (Jo 8,51-59)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos judeus: 51“Em verdade, em verdade vos digo: se alguém guardar a minha palavra, jamais verá a morte”. 52Disseram então os judeus: “Agora sabemos que tens um demônio. Abraão morreu e os profetas também, e tu dizes: ‘Se alguém guardar a minha palavra jamais verá a morte’. 53Acaso és maior do que nosso pai Abraão, que morreu, como também os profetas? Quem pretendes ser?”

54Jesus respondeu: “Se me glorifico a mim mesmo, minha glória não vale nada. Quem me glorifica é o meu Pai, aquele que vós dizeis ser o vosso Deus. 55No entanto, não o conheceis. Mas eu o conheço e, se dissesse que não o conheço, seria um mentiroso, como vós! Mas eu o conheço e guardo a sua palavra. 56Vosso pai Abraão exultou, por ver o meu dia; ele o viu, e alegrou-se”. 57Os judeus disseram-lhe então: “Nem sequer cinquenta anos tens, e viste Abraão!” 58Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade vos digo, antes que Abraão existisse, eu sou”. 59Então eles pegaram em pedras para apedrejar Jesus, mas ele escondeu-se e saiu do Templo.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Deixemo-nos incomodar pela Palavra de Deus

Deixemo-nos ser incomodados pela Palavra de Deus, porque ela tem a missão de transformar a vida de cada um de nós

“Em verdade, em verdade vos digo: se alguém guardar a minha palavra, jamais verá a morte” (João 8,51).

Veja, se alguém guardar a Palavra de Jesus, jamais verá a morte. Eu creio que nós estamos entendendo que “guardar” não é pegar a Palavra, dobrar e colocá-la dentro do nosso guarda-roupa, da nossa escrivaninha. Guardar quer dizer, acima de tudo, observar, trazer a Palavra para dentro do coração e exprimi-la na vida.

Estamos em busca de um sentido para a vida, de uma realização, estamos em busca, realmente, de trazer felicidade para nossa vida. E não há vida plena se não for a vida em Jesus!

Pode parecer meio teórico dizer: “E como permanecer em Jesus?”. Ter a vida em Jesus é guardar Sua palavra, é conhecer, mergulhar e aprofundar-se nela; é transformá-las nas palavras de Jesus, assumir aquilo que falamos, pensamos, agimos, a forma que vemos o mundo, as coisas, as situações, as relações e tudo aquilo que estamos realizando de acordo com a Palavra de Jesus.

Esse mundo tem sede de palavras de vida eterna, tem sede de renovação! A Palavra de Jesus provoca inquietação naqueles que a acolhem; o coração começa a se renovar, a transformar-se e mudar.

O que acontece com o nosso coração quando, docilmente, acolhemos a Palavra de Deus? As trevas correm de nós, coisas que estão ruminando de negativo dentro do nosso coração vão saindo pela força que a Palavra de Deus exerce dentro de nós. Mas a Palavra de Deus também provoca, por outro lado, indignação daqueles que não a acolhem, não estão de acordo com ela.

Alguns judeus, na narração do Evangelho de hoje, estão indignados, porque Jesus diz que aquele que permanecer n’Ele terá vida. Eles querem até apedrejar Jesus, querem levá-Lo à morte por causa de Suas palavras.

As palavras de Jesus provocam bênçãos para aqueles que a acolhem e perturbação e ira para quem as rejeita. Não precisamos ir muito longe, porque, muitas vezes, queremos ser provocados pela Palavra de Deus. Quando ela vem contradizer nosso comportamento, nossa maneira de pensar, agir e falar algo, também rangemos por dentro, arrumamos desculpas ou oposição a essa Palavra.

É preciso abrir o coração para, docilmente, acolhermos e sermos conduzidos por essa Palavra! Mas, atenção, não acolha a Palavra apenas na conveniência, naquilo que lhe convém e com o que está de acordo, que não o incomoda.

Deixemo-se ser incomodado pela Palavra de Deus, porque ela tem a missão de transformar sua vida!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL