Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (At 18,9-18)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Estando Paulo em Corinto, 9uma noite, o Senhor disse-lhe em visão: “Não tenhas medo; continua a falar e não te cales, 10porque eu estou contigo. Ninguém te porá a mão para fazer mal. Nesta cidade há um povo numeroso que me pertence”. 11Assim Paulo ficou um ano e meio entre eles, ensinando-lhes a Palavra de Deus.

12Na época em que Galião era procônsul na Acaia, os judeus insurgiram-se em massa contra Paulo e levaram-no diante do tribunal, 13dizendo: “Este homem induz o povo a adorar a Deus de modo contrário à Lei”.

14Paulo ia tomar a palavra, quando Galião falou aos judeus, dizendo: “Judeus, se fosse por causa de um delito ou de uma ação criminosa, seria justo que eu atendesse a vossa queixa. 15Mas, como é questão de palavras, nomes e da vossa Lei, tratai disso vós mesmos. Eu não quero ser juiz nessas coisas”. 16E Galião mandou-os sair do tribunal.

17Então todos agarraram Sós­tenes, o chefe da sinagoga, e espancaram-no diante do tribunal. E Galião nem se incomodou com isso. 18Paulo permaneceu ainda vários dias em Corinto. Despedindo-se dos irmãos, embarcou para a Síria, em companhia de Priscila e Áquila. Em Cencreia, Paulo rapou a cabeça, pois tinha feito uma promessa.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 46)

— O Senhor é o grande Rei de toda a terra.

— O Senhor é o grande Rei de toda a terra.

— Povos todos do universo, batei palmas, gritai a Deus aclamações de alegria! Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, o soberano que domina toda a terra.

— Os povos sujeitou ao nosso jugo e colocou muitas nações aos nossos pés. Foi ele que escolheu a nossa herança, a glória de Jacó, seu bem-amado.

— Por entre aclamações Deus se elevou, o Senhor subiu ao toque da trombeta. Salmodiai ao nosso Deus ao som da harpa, salmodiai ao som da harpa ao nosso Rei!

Evangelho (Jo 16,20-23a)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:

20“Em verdade, em verdade vos digo: Vós chorareis e vos lamentareis, mas o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria. 21A mulher, quando deve dar à luz, fica angustiada porque chegou a sua hora; mas, depois que a criança nasceu, ela já não se lembra dos sofrimentos, por causa da alegria de um homem ter vindo ao mundo.

22Também vós agora sentis tristeza, mas eu hei de ver-vos novamente e o vosso coração se alegrará, e ninguém vos poderá tirar a vossa alegria. 23aNaquele dia, não me perguntareis mais nada”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Jesus, retira toda tristeza de nossa alma

Jesus, enxuga as lágrimas de nosso rosto, dá sentido a nossa vida e não permite que nossa alma seja mergulhada numa tristeza eterna

“Também vós agora sentis tristeza, mas eu hei de ver-vos novamente e o vosso coração se alegrará, e ninguém vos poderá tirar a vossa alegria” (João 16,22).

Um sentimento de despedida tomava conta de Jesus e de Seus discípulos; na verdade, ainda era a primeira despedida d’Ele, quando Ele mesmo anunciava o que a Morte, a Paixão e o sacrifício da cruz provocariam em Sua vida. A tristeza tomou conta de Seus seguidores, porque Aquele a quem tinham por perto, o Senhor Jesus, estaria longe por um tempo.

Isso também acontece conosco, quando amamos muito alguém e este parte de forma provisória, porque precisa viajar ou trabalhar longe. A tristeza aperta demais nossa alma quando alguém que amamos muito está doente e sentimos ou ainda pressentimos que a sua morte é eminente. Ninguém gosta de perder alguém que ama, de ver uma pessoa querida sair dessa vida.

As palavras que o Mestre disse a Seus discípulos servem para nós, porque toda tristeza é momentânea! Não podemos negar que ela, muitas vezes, visita nossa vida, vem ao nosso encontro. A tristeza de perder, a tristeza da doença e das decepções, das coisas que não dão certo para nós, das aflições e perturbações da vida e do mundo.

Muitas vezes, a tristeza vem e se aloja em nossa alma, cresce em nosso coração e toma conta de todo o nosso ser. A partir daí, precisamos ter cautela, cuidado e vigilância, porque até podemos ficar tristes por um momento, mas não transformar nossa vida num vale de lágrimas nem numa tristeza eterna por causa das aflições momentâneas que passamos.

O Senhor não se separa mais de nós, Ele está entre nós; e quando experimentamos Sua Páscoa, os frutos da Sua Ressurreição em nossa vida, não permitimos, de forma nenhuma, que a tristeza tenha a última palavra em nossa vida!

Tomando posse das Palavras do Mestre Jesus, estou renunciando a todo espírito de tristeza que, em algum momento da vida, tenha se alojado em nossa alma. Estou realmente suplicando pelas palavras sacramentais do Senhor Jesus. Que a Sua presença amorosa entre nós cure, em nossos corações, todo sentimento de tristeza, toda depressão e mágoa, porque o Cristo Vivo e Ressuscitado faz nova todas as coisas! Ele enxuga as lágrimas de nosso rosto, dá sentido à nossa vida e não permite que a nossa alma seja mergulhada numa tristeza eterna.

Podemos passar por qualquer sentimento de tristeza, mas não entreguemos nossa vida e nossa alma às tristezas!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios