Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (At 6,8-15)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 8Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. 9Mas alguns membros da chamada Sinagoga de Libertos, junto com cirenenses e alexandrinos, e alguns da Cilícia e da Ásia, começaram a discutir com Estêvão.

10Porém, não conseguiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. 11Então subornaram alguns indivíduos, que disseram: “Ouvimos este homem dizendo blasfêmias contra Moisés e contra Deus”. 12Desse modo, incitaram o povo, os anciãos e os doutores da Lei, que prenderam Estêvão e o conduziram ao Sinédrio.

13Aí apresentaram falsas testemunhas, que diziam: “Este homem não cessa de falar contra este lugar santo e contra a Lei. 14E nós o ouvimos afirmar que Jesus Nazareno ia destruir este lugar e ia mudar os costumes que Moisés nos transmitiu”.

15Todos os que estavam sentados no Sinédrio tinham os olhos fixos sobre Estêvão, e viram seu rosto como o rosto de um anjo.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 118,23-30)

— Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo.

— Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo.

— Que os poderosos reunidos me condenem; o que me importa é o vosso julgamento! Minha alegria é a vossa Aliança, meus conselheiros são os vossos mandamentos.

— Eu vos narrei a minha sorte e me atendestes, ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade! Fazei-me conhecer vossos caminhos, e então meditarei vossos prodígios!

— Afastai-me do caminho da mentira e dai-me a vossa lei como um presente! Escolhi seguir a trilha da verdade, diante de mim eu coloquei vossos preceitos.

Evangelho (Jo 6,22-29)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Depois que Jesus saciara os cinco mil homens, seus discípulos o viram andando sobre o mar. 22No dia seguinte, a multidão que tinha ficado do outro lado do mar constatou que havia só uma barca e que Jesus não tinha subido para ela com os discípulos, mas que eles tinham partido sozinhos.

23Entretanto, tinham chegado outras barcas de Tiberíades, perto do lugar onde tinham comido o pão depois de o Senhor ter dado graças. 24Quando a multidão viu que Jesus não estava ali, nem os seus discípulos, subiram às barcas e foram à procura de Jesus, em Cafarnaum.

25Quando o encontraram no outro lado do mar, perguntaram-lhe: “Rabi, quando chegaste aqui?” 26Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade, eu vos digo: estais me procurando não porque vistes sinais, mas porque comestes pão e ficastes satisfeitos. 27Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna, e que o Filho do homem vos dará. Pois este é quem o Pai marcou com seu selo”. 28Então perguntaram: “Que devemos fazer para realizar as obras de Deus?” 29Jesus respondeu: “A obra de Deus é que acrediteis naquele que ele enviou”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Jesus é o alimento que nos dá a vida eterna

 “Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna, e que o Filho do homem vos dará. Pois este é quem o Pai marcou com seu selo” (João 6,27).

A verdade é que a vida humana é se levantar até o sol se pôr para trabalhar e conseguirmos o pão de cada dia, o pão que conquistamos com o suor do nosso rosto, do nosso trabalho e da nossa dedicação.

O que é a vida humana senão o esforço para trazer para dentro de casa o pão da subsistência, o pão que alimenta, e trazer condições para que a nossa vida humana seja cada vez mais digna e melhor?

Abençoado seja Deus e você pelo trabalho que realiza para conquistar o pão de cada dia. Não se esforce somente por esse alimento que depois perece. O alimento que você comprou ontem, serviu só para ontem, alimentou-o, colocou-o de pé. O pão que comi hoje me serviu para hoje e, às vezes, nem dá para o dia inteiro; comemos de manhã, e mais tarde temos de comer de novo para permanecermos de pé. Porém, com muito mais esforço, com muito mais empenho e amor, devemos nos dedicar pelo alimento que permanece até a vida eterna.

Sejamos bons trabalhadores, mas sejamos também bons cristãos. Sejamos realmente bons naquilo que fazemos, mas sejamos, acima de tudo, discípulos do Mestre Jesus, por isso trabalhemos com todo o nosso coração para termos em nós o alimento que Ele nos dá.

Com muito mais esforço e amor, devemos nos dedicar pelo alimento que permanece até a vida eterna

Que alimento é esse? Ele é o próprio alimento que vem alimentar a nossa vida, Ele é o alimento da nossa alma, do nosso espírito, da nossa mente e da nossa vontade. A verdade é que precisamos trabalhar mais para nos alimentarmos mais de Jesus, porque nós temos engordado, nos alimentado, temos nos saciado fisicamente, mas estamos muito raquíticos na fé.

Olhemos para as nossas casas, para as nossas famílias, para os nossos filhos. Estamos enchendo as crianças de biscoitos, refrigerantes etc. Estamos enchendo os nossos filhos de brinquedos, de parafernálias, mas o alimento de Jesus é somente um pouquinho de ração, e por isso os filhos estão desfalecendo na fé. Também estamos desfalecendo na fé, por isso fraquejamos tanto, caímos e nos decepcionamos tanto, porque trabalhamos tanto pelo alimento e pela vida humana, terrena, mas não nos alimentamos do pão que dá a vida eterna.

Não nos alimentamos de Jesus somente para um dia irmos para o Céu, nós nos alimentamos do Senhor para que a vida d’Ele esteja em nós, é por isso que precisamos nos esforçar. A palavra e o verbo são esforço, luta, dedicação e empenho.

Como não lembrar que minha mãe trabalhou com todo amor do mundo para garantir um arroz, um feijão e um ovinho dentro de casa! E, às vezes, uma vez por mês, um pedaço de carne. Que esforço ela fez para ter isso, mas que esforço ela também fez para que nos alimentássemos de Deus.

Precisamos parar de fazer “corpo mole” no que diz respeito à fé, à oração e, sobretudo, ao alimentar-se de Deus. Ou nos esforçamos ou pereceremos por falta do pão que nos dá a vida em Deus.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios