Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Hb 12,18-19.21-24)

Leitura da Carta aos Hebreus.

Irmãos, 18vós não vos aproximastes de uma realidade palpável: “fogo ardente e escuridão, trevas e tempestade, 19som da trombeta e voz poderosa”, que os ouvintes suplicaram não continuasse. 21Eles ficaram tão espantados com esse espetáculo, que Moisés disse: “Estou apavorado e com medo”.

22Mas vós vos aproximastes do monte Sião e da cidade do Deus vivo, a Jerusalém celeste; da reunião festiva de milhões de anjos; 23da assembleia dos primogênitos, cujos nomes estão escritos nos céus; de Deus, o Juiz de todos; dos espíritos dos justos, que chegaram à perfeição; 24de Jesus, mediador da nova aliança, e da aspersão do sangue mais eloquente que o de Abel.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 47)

— Recordamos, ó Senhor, vossa bondade em meio ao vosso templo.

— Recordamos, ó Senhor, vossa bondade em meio ao vosso templo.

— Grande é o Senhor e muito digno de louvores na cidade onde ele mora; seu Monte santo, esta colina encantadora, é a alegria do universo.

— Monte Sião, no extremo norte situado, és a mansão do grande Rei! Deus revelou-se em suas fortes cidadelas um refúgio poderoso.

— Como ouvimos dos antigos, contemplamos: Deus habita esta cidade, a cidade do Senhor onipotente, que ele a guarde eternamente!

— Recordamos, Senhor Deus, vossa bondade em meio ao vosso templo; com vosso nome vai também vosso louvor aos confins de toda a terra.

Evangelho (Mc 6,7-13)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 7Jesus chamou os doze e começou a enviá-los dois a dois, dando-lhes poder sobre os espíritos impuros. 8Recomendou-lhes que não levassem nada para o caminho, a não ser um cajado; nem pão, nem sacola, nem dinheiro na cintura.

9Mandou que andassem de sandálias e que não levassem duas túnicas. 10E Jesus disse ainda: “Quando entrardes numa casa, ficai ali até vossa partida. 11Se em algum lugar não vos receberem, nem quiserem vos escutar, quando sairdes, sacudi a poeira dos pés, como testemunho contra eles!” 12Então os doze partiram e pregaram que todos se convertessem. 13Expulsavam muitos demônios e curavam numerosos doentes, ungindo-os com óleo.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Precisamos caminhar em direção à Palavra de Deus que nos liberta

Vamos nos livrar de toda a paralisia para que a Palavra de Deus nos sustente

"E enquanto Jesus anunciava a Palavra, quatro homens trouxeram-lhe um paralítico que estava deitado em uma maca. Como não puderam aproximá-lo de Jesus por causa da multidão, levantaram o telhado onde ele estava e, através do buraco, baixaram o doente na maca " (Mc 2, 3-4).

A primeira coisa que queremos contemplar é a ação de Jesus. Porque as pessoas se reuniram para escutar a Jesus, para ouvir a proclamação da Palavra de Deus, porque foi o que Jesus fez: ele anunciou a Palavra de Deus.

E enquanto a Palavra de Deus é anunciada, o reino Dele ocorre, porque os corações são libertos e a alma é redimida. A ação de Deus atualiza a presença Dele em nosso meio, porque o Reino de Deus ocorre através da proclamação da Palavra. E Jesus fez exatamente isso: ele proclamou a Palavra de Deus.

Aquele paralítico não tinha condições de ouvir a Palavra. Por quê? Porque ele estava realmente paralisado, e a paralisia o pegou, ele não conseguiu chegar a Jesus para ouvi-lo. Mas ele queria ouvir, além disso, ele tinha limites físicos. E, além da dificuldade, a impossibilidade de caminhar para chegar onde Jesus estava, havia também uma enorme multidão que a impedia, era um verdadeiro muro. E, muitas vezes, essa multidão não se abre para que outros necessitados possam alcançar Jesus.

No entanto, mãos abençoadas são providências para a Palavra de Deus chegar naquele momento. E que fazem? Eles carregam sua rede sobre o telhado. E aqui está a sabedoria, a busca dos meios necessários para alcançar a graça de Deus. Se não podemos chegar a Deus "abaixo", podemos chegar "acima"; se não podemos acima, podemos tentar "dos lados", mas precisamos chegar a Deus; e para fazer a Palavra Dele, Sua graça nos encontra.

Desculpe, mas não podemos ficar paralisados ​​em nossas dificuldades! Porque Jesus enfrentou todas as barreiras para nos alcançar, e Ele está em nosso meio. Eu não posso permitir que minha vida fique paralisada. "Ah, mas tenho muitos problemas, muitas dificuldades, muitas coisas para fazer", assim crescem as barreiras.

Se as barreiras para esse homem paralisado eram sua condição física e essa multidão, hoje, nossas barreiras são diferentes: nossos problemas, nossas ocupações e múltiplas tarefas; nossos medos, medos, suspeitas e, muitas vezes, nossa falta de iniciativa.

Passamos por cima do telhado, passamos e, se não nos damos conta, pedimos ajuda. Deixe alguém nos levar, mas precisamos tomar a iniciativa de alcançar Jesus e a Sua Palavra nos alcançar. Mas estamos prostrados; Sejamos tomados por uma onda de desânimo, de tristeza, de desânimo que existe no mundo em que vivemos. A Palavra de Deus nos liberta. Se sua palavra ainda não chegou, preciso me refugiar e correr atrás dela, onde ela quer que ela esteja.

Vamos nos libertar de toda paralisia para que a Palavra de Deus nos deixe em pé.

Deus te abençoe!

Padre Roger Araújo - Padre da Comunidade New Song, jornalista e colaborador da New Song Page. Contato:  padrerogercn@gmail.com  - Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios