Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Dt 6,4-13)

Leitura do Livro do Deuteronômio.

Moisés falou ao povo, dizendo: 4“Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. 5Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças. 6E trarás gravadas em teu coração todas estas palavras que hoje te ordeno. 7Tu as repetirás com insistência aos teus filhos e delas falarás quando estiveres sentado em tua casa, ou andando pelos caminhos, quando te deitares, ou te levantares.

8Tu as prenderás como sinal em tua mão e as colocarás como um sinal entre os teus olhos; 9tu as escreverá nas entradas da tua casa e nas portas da tua cidade.

10Quando o Senhor te introduzir na terra que prometeu com juramento a teus pais, Abraão, Isaac e Jacó, que te daria, com cidades grandes e belas que não edificaste, 11casas cheias de toda espécie de bens que não acumulaste, cisternas já escavadas que não cavaste, vinhas e oliveiras que não plantaste; e quando comeres e te fartares, 12então, cuida bem de não esqueceres o Senhor que te tirou do Egito, da casa da escravidão. 13Temerás o Senhor teu Deus, a ele servirás e só pelo seu nome jurarás”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 17)

— Eu vos amo, ó Senhor, sois minha força e salvação.

— Eu vos amo, ó Senhor, sois minha força e salvação.

— Eu vos amo, ó Senhor! Sois minha força, minha rocha, meu refúgio e Salvador! Ó meu Deus, sois o rochedo que me abriga, minha força e poderosa salvação.

— Ó meu Deus, sois o rochedo que me abriga, sois meu escudo e proteção: em vós espero! Invocarei o meu Senhor: a ele a glória! E dos meus perseguidores serei salvo!

— Viva o Senhor! Bendito seja o meu Rochedo! E louvado seja Deus, meu Salvador! Concedeis ao vosso rei grandes vitórias e mostrais misericórdia ao vosso Ungido.

Evangelho (Mt 17,14-20)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14chegando Jesus e seus discípulos junto da multidão, um homem aproximou-se de Jesus, ajoelhou-se e disse: 15“Senhor, tem piedade de meu filho. Ele é epiléptico, e sofre ataques tão fortes que muitas vezes cai no fogo ou na água. 16Levei-o aos teus discípulos, mas eles não conseguiram curá-lo!”

17Jesus respondeu: “Ó gente sem fé e perversa! Até quando deverei ficar convosco? Até quando vos suportarei? Trazei aqui o menino”. 18Então Jesus o ameaçou e o demônio saiu dele. Na mesma hora, o menino ficou curado. 19Então, os discípulos aproximaram-se de Jesus e lhe perguntaram em particular: “Por que nós não conseguimos expulsar o demônio?”

20Jesus respondeu: “Porque a vossa fé é demasiado pequena. Em verdade vos digo, se vós tiverdes fé do tamanho de uma semente de mostarda, direis a esta montanha: ‘Vai daqui para lá’ e ela irá. E nada vos será impossível”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

A fé realiza milagres em nossa vida

“Em verdade vos digo, se vós tiverdes fé do tamanho de uma semente de mostarda, direis a esta montanha: 'Vai daqui para lá' e ela irá. E nada vos será impossível ” (Mateus 17,20).

Nada é impossível para aquele que crê, para aquele que coloca no Senhor sua confiança e sua esperança. Um pai desesperado e desanimado, mas que ainda tem uma migalha da fé, aproxima-se de Jesus, ajoelha-se na presença de Jesus para pedir pelo seu filho: “Senhor, piedade do meu filho. Meu filho é epiléptico ”.

Você sabe o que uma epilepsia provoca na vida de uma criança, de um adulto, de quem dela sofre. Aqui, poderíamos colocar tantas outras realidades que levam nossos pais a sofrer por não compreenderem, não entendreem, muitas vezes, como doenças, como enfermidades, os limites físicos, os limites de todas as ordens que, muitas vezes, nossos filhos estão sofrendo. Crianças que nascem com limitações crônicas e outras limitações, deficiências e debilidades que são assumidas ou adquiridas ao longo da vida.

Aqui está uma dificuldade da humanidade de lidar com os limites, porque somos chamados, somos invocados somente para expandir como potências; e quando temos que lidar com os limites nos frustramos, decepcionamo-nos, amarguramo-nos e, muitas vezes, ficamos debilitados.

A fé é luz, a fé traz direção, a fé muda a situação dentro de nós

E essa realidade, esse pai está assim porque ele foi primeiro aos discípulos, e eles não puderam fazer nada por ele. Os discípulos foram os primeiros incrédulos que olharam para a situação daquele pai, criança criança e disse: “Não podemos fazer nada”.

Não podemos cruzar os braços de nenhuma situação, seja ela qual for. Eu sei que existem hipóteses que são muito sofridas, são muito dolorosas; existem diante das quais, humanamente, ficamos sem saber o que fazer, mas nós temos a quem recorrer. Não é para soluções mágicas, não é simplesmente fazer uma pergunta e a resposta já vem.

A fé é luz, a fé traz direção, a fé muda a situação dentro de nós para não desanimarmos com qualquer realidade, seja ela qual for. Muitas vezes, temos que nos deparar com os limites que chegam da idade, à medida que a idade vai avançando os limites se impõem, muitas vezes em doenças e enfermidades que não esperamos. Muitas vezes, estamos lidando com os nossos pais, nossos idosos com doenças degenerativas e as pessoas simplesmente param diante do quadro, diante da depressão, param porque estamos sempre sendo provados a sermos potencialmente superiores, parece que nos envergonhamos diante dos limites.

Os limites existem para dizer que, diante de Deus, não há limite para a Sua graça, para o Seu amor, para a Sua misericórdia. Os limites existem para nos tirar de nós, para sabermos que em Deus podemos ir além para cuidarmos dos pacientes, dos sofredores, para cuidarmos dos nossos limites próprios, dos nossos sofrimentos. E há pessoas limitadas fisicamente que estão dando exemplos para nós que nos sentimos potencialmente grandes, porque é preciso ter fé. A fé realiza milagres, primeiro na cabeça, no coração, e depois a vida vai experimentar o que o milagre da fé é capaz de fazer.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo  - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com - Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.