Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (1Rs 17,1-6)

Leitura do Primeiro Livro dos Reis.

Naqueles dias, 1o profeta Elias, tesbita de Tesbi de Galaad, disse a Acab: “Pela vida do Senhor, o Deus de Israel, a quem sirvo, não haverá nestes anos nem orvalho nem chuva, senão quando eu disser!”

2E a palavra do Senhor foi dirigida a Elias nestes termos: 3“Parte daqui e toma a direção do oriente. Vai esconder-te junto à torrente de Carit, que está defronte ao Jordão. 4Lá beberás da torrente. E eu ordenei aos corvos que te deem alimento”. 5Elias partiu e fez como o Senhor lhe tinha ordenado, e foi morar junto à torrente de Carit, que está defronte do Jordão. 6Os corvos traziam-lhe pão e carne, tanto de manhã como de tarde, e ele bebia da torrente.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 120)

— Do Senhor é que me vem o meu socorro, do Senhor que fez o céu e fez a terra!

— Do Senhor é que me vem o meu socorro, do Senhor que fez o céu e fez a terra!

— Eu levanto os meus olhos para os montes: de onde pode vir o meu socorro? “Do Senhor é que me vem o meu socorro, do Senhor que fez o céu e fez a terra!”

— Ele não deixa tropeçarem os meus pés, e não dorme quem te guarda e te vigia. Oh! não! ele não dorme nem cochila, aquele que é o guarda de Israel!

— O Senhor é o teu guarda, o teu vigia, é uma sombra protetora à tua direita. Não vai ferir-te o sol durante o dia, nem a lua através de toda a noite.

— O Senhor te guardará de todo o mal, ele mesmo vai cuidar da tua vida! Deus te guarda na partida e na chegada. Ele te guarda desde agora e para sempre!

Evangelho (Mt 5,1-12)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus. 

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, 2e Jesus começou a ensiná-los:

3“Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus. 4Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados.

5Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. 6Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.

7Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. 8Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.

9Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. 10Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. 11Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e, mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. 12Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus. Do mesmo modo perseguiram os profetas que vieram antes de vós.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Bem-aventurado e feliz é o coração puro

 “Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus” (Marcos 5,3).

Jesus, vendo as multidões, subiu a uma alta montanha para mostrar aos Seus discípulos quem são de verdade os felizes, os bem-aventurados ou a quem pertence, de fato, o Reino dos Céus.

A felicidade é estar no Reino dos Céus. Não é quem possui o ouro ou a prata, não é quem possui toda inteligência e capacidade, não é quem manda ou ganha discussões, não é quem se sobressai sobre os outros, não é quem exerce a tirania no mundo, não é quem vive dos títulos, valores e prazeres deste mundo.

Jesus está nos ensinando que os valores do Reino são outros, diferente de muitos valores que aprendemos. O primeiro deles é a pobreza: “Felizes os pobres”… a pobreza do desprendimento, de quem não se apega e não se caracteriza pelos bens que possui, mas pela espiritualidade e pelos valores eternos.

Bem-aventurado e feliz é o coração puro, que não é movido pelas maldades do mundo

Outro valor sublime é de quem sabe viver a aflição, e são muitas as aflições da vida! Achamos que viver a aflição é condenação ou castigo de Deus, mas é o contrário. Quem vive a aflição em Deus é consolado por Ele; quem vive a aflição, mas coloca em Deus o seu coração, sabe que é o próprio Deus que cuida da aflição do coração humano.  

Bem-aventurado quem vive a mansidão, não vive a agressão, não vive para agredir os outros, nem a si nem a Deus, mas sabe ser manso. O coração manso é aquele que escuta, é aquele que busca a profundidade das coisas e não a superficialidade das agressões humanas. É muito bem-aventurado aquele que tem sede e fome de justiça, que reconhece que vive num mundo muito injusto, cruel e desumano, e não é um continuador nem promotor das injustiças, pelo contrário, tem sede e fome de ser justo, de promover a justiça e fazê-la acontecer.

Feliz é aquele que tem o coração tomado pela misericórdia, jamais pelo rancor, pela discórdia, pelo ressentimento e pela mágoa. O coração misericordioso é aquele que desce à profundidade da alma humana não para condenar e julgar, mas para acolher, amar e, acima de tudo, cuidar.

Bem-aventurado e feliz é o coração puro, que não é movido pelas maldades do mundo, é um coração que não se deixa levar pelo sentido hedonista nem pelas visões distorcidas da pessoa e da realidade humana, mas sabe ser puro como Deus é puro, e por isso O encontra nas pessoas e não na maldade do próprio coração.

Feliz é aquele que promove a paz, não aquele que promove a discórdia, as guerras, as brigas nem as competições e agressões, mas aquele que, em tudo, não procura ter razão, mas a única razão de ser é promover e fazer a paz acontecer, por isso serão também perseguidos por causa da justiça.

Sinta-se feliz quando todo tipo de coisa, até ruim, acontecer. Alegremo-nos e exultemos, porque o nosso nome está escrito no Céu, porque vivemos as bem-aventuranças ou o sentido da eternidade.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios