Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Mq 5,1-4a)

Leitura do Livro do Profeta Miquéias.

Assim fala o Senhor: 1”Tu, Belém de Éfrata, pequenina entre os mil povoados de Judá, de ti há de sair aquele que dominará em Israel; sua origem vem de tempos remotos, desde os dias da eternidade. 2Deus deixará seu povo ao abandono, até ao tempo em que uma mãe der à luz; e o resto de seus irmãos se voltará para os filhos de Israel. 3Ele não recuará, apascentará com a força do Senhor e com a majestade do nome do Senhor seu Deus; os homens viverão em paz, pois ele agora estenderá o poder até aos confins da terra, 4ae ele mesmo será a paz”.

— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

Responsório (Sl 70,6;12,6)

— Exulto de alegria no Senhor.

— Exulto de alegria no Senhor.

— Sois meu apoio desde antes que eu nascesse, desde o seio maternal, o meu amparo: para vós o meu louvor eternamente!

— Uma vez que confiei no vosso amor, meu coração, por vosso auxílio, rejubile, e que eu vos cante pelo bem que me fizestes!

Evangelho (Mt 1,18-23)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

18A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo.

19José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria em segredo. 20Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”.

22Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: 23“Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Tenhamos Maria como um referencial para nossa vida

Não tenhamos medo de amá-la, de recebê-la em nossa casa, não tenhamos medo de ter nela um referencial de vida, de entrega e doação

“José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo” (Mateus 1,20).

Hoje, celebramos a Natividade de Nossa Senhora, o dia em que a Virgem Maria nasceu. Sabemos o quanto nos alegramos com toda a vida que nasce, a vida dos filhos. Olhemos a nossa própria vida, como celebramos, como gostamos de recordar o dia em que viemos a esse mundo, onde tantos se alegraram com o nosso nascimento.

Toda a vida é para rendermos graças ao Senhor e, hoje, queremos louvar, agradecer e bendizer o dia em que a Virgem Maria nasceu do ventre de sua mãe Ana. Toda a vida reflete para nós a bondade de Deus à Virgem Maria, resplandece na vida dela toda a graça divina de renovação da humanidade. Nasceu aquela que nos deu o Salvador da humanidade, nasceu aquela que foi toda de Deus, nasceu aquela que fez da sua vida uma oblação e entrega de toda a sua existência ao Senhor.

Celebramos o nascimento daquela que fez de cada dia da sua vida uma eternidade e um hino de louvor ao Criador. Maria foi toda de Deus desde o ventre da sua mãe, por isso ela nasceu para ser de Deus e viveu para ser toda d’Ele. Não tenhamos medo de amá-la, de recebê-la em nossa casa, não tenhamos medo de ter nela um referencial de vida, de entrega e doação.

Celebremos o nascimento da Virgem Maria e tenhamos nela um referencial para sermos aquilo que ela foi em excelência: discípula do Mestre Jesus, filha prediletíssima do Pai, a mulher do Espírito.

A vida de Maria foi marcada por esse três traços: primeiro, ela foi uma filha de Deus, honrou o Pai em todos os seus atos. Segundo, mais do que Mãe de Jesus, ela foi discípula de Jesus, a Mãe que aprendeu com o Filho, aquela que ensinou seu Filho a andar, a viver e ser homem. Ela aprendeu d’Ele o sentido da eternidade e da vida evangélica. Terceiro: Maria é Mãe e Mestra, filha de Deus e discípula de Jesus, porque foi a Mulher do Espírito, viveu uma espiritualidade, uma entrega a Deus; e o Espírito tomou posse dela como propriedade única, do seu ventre, do seu seio virginal e de toda a sua vida.

O Espírito fez dela a sua morada preferida. Ele a conduziu, iluminou e direcionou. Queremos pedir a essa dádiva a intercessão da Virgem Maria; também queremos ser filhos do Pai, discípulos do Mestre Jesus e homens e mulheres cheios do Espírito Santo como Maria foi.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL