Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Sb 1,1-7)

Início do Livro da Sabedoria.

1Amai a justiça, vós que governais a terra; tende bons sentimentos para com o Senhor e procurai-o com simplicidade de coração. 2Ele se deixa encontrar pelos que não exigem provas, e se manifesta aos que nele confiam. 3Pois os pensamentos perversos afastam de Deus; e seu poder, posto à prova, confunde os insensatos. 4A Sabedoria não entra numa alma que trama o mal nem mora num corpo sujeito ao pecado. 5O espírito santo, que a ensina, foge da astúcia, afasta-se dos pensamentos insensatos e retrai-se quando sobrevém a injustiça. 6Com efeito, a Sabedoria é o espírito que ama os homens, mas não deixa sem castigo quem blasfema com seus próprios lábios, pois Deus é testemunha dos seus pensamentos, investiga seu coração segundo a verdade e mantém-se à escuta da sua língua; 7porque o espírito do Senhor enche toda a terra, mantém unidas todas as coisas e tem conhecimento de tudo o que se diz.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 138)

— Conduzi-me no caminho para a vida, ó Senhor!

— Conduzi-me no caminho para a vida, ó Senhor!

— Senhor, vós me sondais e conheceis, sabeis quando me sento ou me levanto; de longe penetrais meus pensamentos, percebeis quando me deito e quando eu ando, os meus caminhos vos são todos conhecidos.

— A palavra nem chegou à minha língua, e já, Senhor, a conheceis inteiramente. Por detrás e pela frente me envolveis; pusestes sobre mim a vossa mão. Esta verdade é por demais maravilhosa, é tão sublime que não posso compreendê-la.

— Em que lugar me ocultarei de vosso espírito? E para onde fugirei de vossa face? Se eu subir até os céus, ali estais; se eu descer até o abismo, estais presente.

— Se a aurora me emprestar as suas asas, para eu voar e habitar no fim dos mares; mesmo lá vai me guiar a vossa mão e segurar-me com firmeza a vossa destra.

Evangelho (Lc 17,1-6)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus disse a seus discípulos: “É inevitável que aconteçam escândalos. Mas ai daquele que produz escândalos! 2Seria melhor para ele que lhe amarrassem uma pedra de moinho no pescoço e o jogassem no mar, do que escandalizar um desses pequeninos.

3Prestai atenção: se o teu irmão pecar, repreende-o. Se ele se converter, perdoa-lhe. 4Se ele pecar contra ti sete vezes num só dia, e sete vezes vier a ti, dizendo: ‘Estou arrependido’, tu deves perdoá-lo”.

5Os apóstolos disseram ao Senhor: “Aumenta a nossa fé!” 6O Senhor respondeu: “Se vós tivésseis fé, mesmo pequena como um grão de mostarda, poderíeis dizer a esta amoreira: ‘Arranca-te daqui e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

O perdão é o melhor caminho para a nossa vida

 “Prestai atenção: se o teu irmão pecar, repreende-o. Se ele se converter, perdoa-lhe. Se ele pecar contra ti sete vezes num só dia, e sete vezes vier a ti, dizendo: 'Estou arrependido', tu deves perdoá-lo ” (Lucas 17,3-4).

Prestemos bastante atenção na direção que Deus está dando ao nosso coração na relação com o nosso irmão. Primeiro, quando vemos alguém errar, pecar, falhar, corrigir e repreender, porque, às vezes, a pessoa está na beira do abismo, vai cair, e precisamos puxar-la. É uma questão de caridade, e seria uma falta de caridade imensa vermos o outro errar e não chamarmos: “Irmão, não é por aí não!”.

É verdade que tem que ter caridade, porque sem caridade não conseguiremos nada. Às vezes, até pecamos mais do que o irmão na falta ou nenhum erro que ele cometeu. É por amor que corrijo o outro, é por amor que chamo à atenção o outro, mas não posso deixar de fazê-lo.

Precisamos ser justos conosco e com o outro também; dar o perdão e ajudar sempre o outro a melhorar

Erra gravemente o pai e a mãe que não corrige seu filho. Erra gravemente o irmão que não corrige o irmão. Erra gravemente o marido que não corrige a esposa e vice-versa. É preciso ter a prudência, o modo próprio, o tempo apropriado, mas é preciso sempre corrigir para que o mal maior não aconteça na vida daquele irmão e na vida de cada um de nós, porque nos falta a caridade de nos ajudarmos.

Que beleza o irmão que se arrependeu daquele mal que fez até contra você ou contra qualquer outra realidade! O grande remédio é o perdão. Seu filho errou, reconheceu que errou, arrependeu-se? Perdoe-lhe. E mesmo que ele cometa isso sete vezes num só dia, mas sete vezes se arrependa, perdoe-lhe. Não é que a pessoa agora pode cometer os erros à vontade. Não! A forma como Jesus está nos dizendo é que nós devemos sempre perdoar, porque o perdão é o caminho para nós, não só para a outra pessoa, mas para nós também reconstruirmos a nossa vida, reconsiderarmos nossas faltas e tomarmos o caminho da verdade.

Não sei quantas vezes precisas do perdão de Deus, perdi como contas de muitas vezes adquiridas o sacramento da confissão. Você sabe muitas vezes você precisou dele? Quantas vezes Deus já lhe perdoou no mesmo dia, na mesma situação, no mesmo pecado sem fazer conta como nós fazemos? Até achamos que Deus é “bobo” - com todo perdão da palavra -, porque, muitas vezes, é assim que tratamos a nossa relação com Ele. Até dizemos: “Deus vai me perdoar!”. Perdoar Ele vai, mas se não nos corrigirmos, o pecado vai nos estragar. Então, muitas vezes queremos ser perdoados, mas não queremos ser corrigidos.

Não adianta só perdoar o erro, tem que consertar o erro cometido. Se o seu filho quebrar a vidraça do vizinho, não adianta só pedir perdão para ele, tem que pedir perdão e também corrigir a vidraça, tem que a trocar, colocar uma nova, até melhor do that that that was stragada. Cometemos um erro na vida, e todas as vezes a misericórdia de Deus vai nos acolher, mas precisamos nos corrigir e reparar o mal que está em nós para que ele não cresça.

O perdão de Deus nunca há de faltar! Agora, se não nos emendarmos, se não nos corrigirmos, a justiça de Deus um dia vai nos julgar. Então, precisamos ser justos conosco e com o outro também, dar o perdão e ajudar sempre o outro a melhorar. Por isso é necessário nos corrigirmos e corrigirmos o outro.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.