Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (1Jo 5,14-21)

Leitura da Primeira Carta de São João.

Caríssimos, 14esta é a confiança que temos no Filho de Deus: se lhe pedimos alguma coisa de acordo com a sua vontade, ele nos ouve. 15E se sabemos que ele nos ouve em tudo o que lhe pedimos, sabemos que possuímos o que havíamos pedido. 16Se alguém vê seu irmão cometer um pecado que não conduz à morte, que ele reze, e Deus lhe dará a vida; isto, se, de fato, o pecado cometido não conduz à morte. Existe um pecado que conduz à morte, mas não é a respeito deste que eu digo que se deve rezar.

17Toda iniquidade é pecado, mas existe pecado que não conduz à morte. 18Sabemos que todo aquele que nasceu de Deus não peca. Aquele que é gerado por Deus o guarda, e o Maligno não o pode atingir.

19Nós sabemos que somos de Deus, ao passo que o mundo inteiro está sob o poder do Maligno. 20Nós sabemos que veio o Filho de Deus e nos deu inteligência para conhecermos aquele que é o Verdadeiro. E nós estamos com o Verdadeiro, no seu Filho Jesus Cristo. Este é o Deus verdadeiro e a Vida eterna. 21Filhinhos, guardai-vos dos ídolos.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 149)

— O Senhor ama seu povo de verdade.

— O Senhor ama seu povo de verdade.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, e o seu louvor na assembleia dos fiéis! Alegre-se Israel em quem o fez, e Sião se rejubile no seu Rei!

— Com danças glorifiquem o seu nome, toquem harpa e tambor em sua honra! Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória os seus humildes.

— Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores do Senhor em sua boca. Eis a glória para todos os seus santos.

Evangelho (Jo 3,22-30)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 22Jesus foi com seus discípulos para a região da Judeia. Permaneceu aí com eles e batizava. 23Também João estava batizando, em Enon, perto de Salim, onde havia muita água. Aí chegavam as pessoas e eram batizadas.

24João ainda não tinha sido posto no cárcere. 25Alguns discípulos de João estavam discutindo com um judeu a respeito da purificação. 26Foram a João e disseram: “Rabi, aquele que estava contigo além do Jordão e do qual tu deste testemunho, agora está batizando e todos vão a ele”.

27João respondeu: “Ninguém pode receber alguma coisa, se não lhe for dada do céu. 28Vós mesmos sois testemunhas daquilo que eu disse: ‘Eu não sou o Messias, mas fui enviado na frente dele’. 29É o noivo que recebe a noiva, mas o amigo, que está presente e o escuta, enche-se de alegria ao ouvir a voz do noivo. Esta é a minha alegria, e ela é completa. 30É necessário que ele cresça e eu diminua”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

O ego nos afasta de Jesus

 “Esta é a minha alegria, e ela é completa. É necessário que ele cresça e eu diminua” (João 3,29-30).

Até então era João quem pregava e anunciava, que proclamava que o Reino de Deus estava se aproximando. E uma vez que o Reino de Deus chega, que está presente em Jesus, os discípulos vão questionar João a respeito do testemunho, do anúncio e da pregação do Senhor.

Que beleza! É João mesmo quem diz: “É o noivo que recebe a noiva, mas o amigo que está presente O escuta”. João é o amigo do Noivo, e ele enche-se de alegria ao ouvir a voz do Noivo, por isso o coração dele exulta de alegria (cf. João 3,29).

Uma vez que João é o amigo do Noivo, uma vez que ele preparou a Noiva para que recebesse o Noivo Jesus – a noiva é a Igreja e somos nós –, o Noivo está ali. Como bom amigo, João se alegra, e por isso realmente diz: “Convém que Ele cresça e eu diminua, porque Ele é o Salvador, Ele é o Senhor”.

A sociedade do ego leva as pessoas a serem mais egoístas quando, na verdade, temos que ser tomados pela rede de Jesus

Nos tempos em que vivemos, temos que ter muito cuidado para não tomarmos o lugar de Jesus. O que tem acontecido em tantos trabalhos na evangelização, na missão, é que muitas pessoas estão querendo ser o ‘Messias’. E, mais do que isso, somos nós, no nosso protagonismo na Igreja, queremos tomar o lugar de Jesus e não O apontamos às pessoas para que O procurem. Jesus é o Salvador.

Nós, cheios de dores humanas, reclamamos, porque ninguém se lembra de nós, não somos reconhecidos, aplaudidos, não somos curtidos nem lembrados. A sociedade do ego é perigosíssima, é a sociedade que exalta o ego de cada um; e agora, em tempos de redes sociais, mais ainda! Cada um posta a sua imagem, cada um posta a si mesmo e cada um quer ser mais reconhecido, mais lembrado e aclamado.

Que perigo! A sociedade do ego leva as pessoas a serem mais egoístas, orgulhosas e soberbas quando, na verdade, elas têm que tirar o coração das redes [sociais] para serem tomadas pela rede de Jesus, pelo coração de Jesus. Temos de ter em nós os sentimentos que João nutriu por Jesus. Na verdade, é o Evangelho que deve nos mandar, direcionar-nos até na hora de lançar as redes – e aí digo nas redes sociais –, mas não para crescermos, não para sermos reconhecidos nem exaltados, mas para que Jesus cresça, que nós diminuamos e que Ele seja exaltado, louvado, amado, adorado e aclamado.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.