Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Primeira Leitura (1Jo 5,14-21)

Leitura da Primeira Carta de São João.

Caríssimos, 14esta é a confiança que temos no Filho de Deus: se lhe pedimos alguma coisa de acordo com a sua vontade, ele nos ouve. 15E se sabemos que ele nos ouve em tudo o que lhe pedimos, sabemos que possuímos o que havíamos pedido. 16Se alguém vê seu irmão cometer um pecado que não conduz à morte, que ele reze, e Deus lhe dará a vida; isto, se, de fato, o pecado cometido não conduz à morte. Existe um pecado que conduz à morte, mas não é a respeito deste que eu digo que se deve rezar.

17Toda iniquidade é pecado, mas existe pecado que não conduz à morte. 18Sabemos que todo aquele que nasceu de Deus não peca. Aquele que é gerado por Deus o guarda, e o Maligno não o pode atingir.

19Nós sabemos que somos de Deus, ao passo que o mundo inteiro está sob o poder do Maligno. 20Nós sabemos que veio o Filho de Deus e nos deu inteligência para conhecermos aquele que é o Verdadeiro. E nós estamos com o Verdadeiro, no seu Filho Jesus Cristo. Este é o Deus verdadeiro e a Vida eterna. 21Filhinhos, guardai-vos dos ídolos.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 149)

— O Senhor ama seu povo de verdade.

— O Senhor ama seu povo de verdade.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, e o seu louvor na assembleia dos fiéis! Alegre-se Israel em quem o fez, e Sião se rejubile no seu Rei!

— Com danças glorifiquem o seu nome, toquem harpa e tambor em sua honra! Porque, de fato, o Senhor ama seu povo e coroa com vitória os seus humildes.

— Exultem os fiéis por sua glória, e cantando se levantem de seus leitos, com louvores do Senhor em sua boca. Eis a glória para todos os seus santos.

Evangelho (Jo 3,22-30)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 22Jesus foi com seus discípulos para a região da Judeia. Permaneceu aí com eles e batizava. 23Também João estava batizando, em Enon, perto de Salim, onde havia muita água. Aí chegavam as pessoas e eram batizadas.

24João ainda não tinha sido posto no cárcere. 25Alguns discípulos de João estavam discutindo com um judeu a respeito da purificação. 26Foram a João e disseram: “Rabi, aquele que estava contigo além do Jordão e do qual tu deste testemunho, agora está batizando e todos vão a ele”.

27João respondeu: “Ninguém pode receber alguma coisa, se não lhe for dada do céu. 28Vós mesmos sois testemunhas daquilo que eu disse: ‘Eu não sou o Messias, mas fui enviado na frente dele’. 29É o noivo que recebe a noiva, mas o amigo, que está presente e o escuta, enche-se de alegria ao ouvir a voz do noivo. Esta é a minha alegria, e ela é completa. 30É necessário que ele cresça e eu diminua”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

O ego nos afasta de Jesus

 “Esta é a minha alegria, e ela é completa. É necessário que ele cresça e eu diminua” (João 3,29-30).

Até então era João quem pregava e anunciava, que proclamava que o Reino de Deus estava se aproximando. E uma vez que o Reino de Deus chega, que está presente em Jesus, os discípulos vão questionar João a respeito do testemunho, do anúncio e da pregação do Senhor.

Que beleza! É João mesmo quem diz: “É o noivo que recebe a noiva, mas o amigo que está presente O escuta”. João é o amigo do Noivo, e ele enche-se de alegria ao ouvir a voz do Noivo, por isso o coração dele exulta de alegria (cf. João 3,29).

Uma vez que João é o amigo do Noivo, uma vez que ele preparou a Noiva para que recebesse o Noivo Jesus – a noiva é a Igreja e somos nós –, o Noivo está ali. Como bom amigo, João se alegra, e por isso realmente diz: “Convém que Ele cresça e eu diminua, porque Ele é o Salvador, Ele é o Senhor”.

A sociedade do ego leva as pessoas a serem mais egoístas quando, na verdade, temos que ser tomados pela rede de Jesus

Nos tempos em que vivemos, temos que ter muito cuidado para não tomarmos o lugar de Jesus. O que tem acontecido em tantos trabalhos na evangelização, na missão, é que muitas pessoas estão querendo ser o ‘Messias’. E, mais do que isso, somos nós, no nosso protagonismo na Igreja, queremos tomar o lugar de Jesus e não O apontamos às pessoas para que O procurem. Jesus é o Salvador.

Nós, cheios de dores humanas, reclamamos, porque ninguém se lembra de nós, não somos reconhecidos, aplaudidos, não somos curtidos nem lembrados. A sociedade do ego é perigosíssima, é a sociedade que exalta o ego de cada um; e agora, em tempos de redes sociais, mais ainda! Cada um posta a sua imagem, cada um posta a si mesmo e cada um quer ser mais reconhecido, mais lembrado e aclamado.

Que perigo! A sociedade do ego leva as pessoas a serem mais egoístas, orgulhosas e soberbas quando, na verdade, elas têm que tirar o coração das redes [sociais] para serem tomadas pela rede de Jesus, pelo coração de Jesus. Temos de ter em nós os sentimentos que João nutriu por Jesus. Na verdade, é o Evangelho que deve nos mandar, direcionar-nos até na hora de lançar as redes – e aí digo nas redes sociais –, mas não para crescermos, não para sermos reconhecidos nem exaltados, mas para que Jesus cresça, que nós diminuamos e que Ele seja exaltado, louvado, amado, adorado e aclamado.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios