Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Hb 13,15-17.20-21)

Leitura da Carta aos Hebreus.

Irmãos, 15por meio de Jesus, ofereçamos a Deus um perene sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que celebram o seu nome. 16Não vos esqueçais das boas ações e da comunhão, pois estes são os sacrifícios que agradam a Deus.

17Obedecei aos vossos líderes e segui suas orientações, porque eles cuidam de vós como quem há de prestar contas. Que possam fazê-lo com alegria, e não com queixas, que não seriam coisa boa para vós. 20O Deus da paz, que fez subir dentre os mortos aquele que se tornou, pelo sangue de uma aliança eterna, o grande pastor das ovelhas, nosso Senhor Jesus, 21vos torne aptos a todo bem, para fazerdes a sua vontade; que ele realize em nós o que lhe é agradável, por Jesus Cristo, ao qual seja dada a glória pelos séculos dos séculos. Amém!

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 22)

— O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.

— O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.

— O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma. Pelos prados e campinas verdejantes ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças.

— Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra do seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, nenhum mal eu temerei. Estais comigo com bastão e com cajado, eles me dão a segurança!

— Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo; com óleo vós ungis minha cabeça, e o meu cálice transborda.

— Felicidade e todo bem hão de seguir-me, por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos.

Evangelho (Mc 6,30-34)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 30os apóstolos reuniram-se com Jesus e contaram tudo o que haviam feito e ensinado. 31Ele lhes disse: “Vinde sozinhos para um lugar deserto e descansai um pouco”. Havia, de fato, tanta gente chegando e saindo que não tinham tempo nem para comer. 32Então foram sozinhos, de barco, para um lugar deserto e afastado. 33Muitos os viram partir e reconheceram que eram eles. Saindo de todas as cidades, correram a pé, e chegaram lá antes deles.

34Ao desembarcar, Jesus viu uma numerosa multidão e teve compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor. Começou, pois, a ensinar-lhes muitas coisas.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

O descanso é essencial para a vida do cristão

Se não priorizarmos o deserto, o silêncio e o descanso, Deus não poderá fazer muito

“E Jesus lhes disse: ‘Vinde sozinhos para um lugar deserto e descansai um pouco’” (Marcos 6,31).

Multidões estavam atrás de Jesus por conta de tudo aquilo que Ele estava realizando: o Reino de Deus. Mas existe, no ensino de Jesus, algo que precisamos aprender. Pois, o chamado d’Ele é para irmos sozinhos e nos afastarmos das pessoas com as quais costumamos estar; nos afastar de tudo aquilo que fazemos e realizamos, das nossas tarefas e obrigações. Sendo assim, teremos o nosso lugar.

Esse lugar precisa ser deserto, deve ser o lugar do nosso encontro, onde podemos nos encontrar conosco mesmos, com Deus e, sobretudo, com as nossas realidades mais profundas. Um lugar onde podemos revigorar a nossa saúde física, mental, emocional e espiritual.  

Nós, muitas vezes, levamos Deus aos outros mas perecemos. Perecemos na depressão, no cansaço, no excesso das atividades, nas fadigas da vida. Isso ocorre porque não levamos a sério a Palavra do Mestre quando nos diz para irmos ao deserto nos revigorarmos e, acima de tudo, para descansarmos nem que seja um pouco.

Precisamos desse descanso, e Jesus fazia isso com maestria. Ele não ficava o dia todo pregando para a multidão, Ele tinha compaixão, ensinava ao povo muitas coisas, mas sempre retirava-se. Primeiro, para estar consigo mesmo, a sós; segundo, para viver a profunda comunhão com o Pai e, depois, para se refazer, porque a missão era árdua.  

Quem de nós não tem uma missão tão árdua? Quem é pai; mãe; jovem; quem tem responsabilidades sabem que, a cada dia, a missão é mais árdua.

Se não priorizarmos o deserto, o silêncio e o descanso, de fato, Deus não poderá fazer muito. Podemos pensar: “Ah, mas eu trabalho para Deus e tenho muitas responsabilidades”. Mas é por esse mesmo motivo que precisamos do descanso, pois, quando mais responsabilidade temos, mais precisaremos do refrigério, do descanso. Se o trabalho é sagrado, na mesma proporção é o descanso, o refrigério d’alma. O convite do Mestre Jesus é para que repensemos a nossa vida a partir de um cuidado essencial para com a nossa saúde.

Não espere ficar todo quebrado, estraçalhado, perder toda a harmonia interior para só depois procurar um tratamento. O deserto é a prevenção evangélica.

Deus abençoe você!       

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios


Notice: Undefined variable: usuario_tk in /var/www/vhosts/jornaluniao.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 245
NULL