Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Gn 1,20–2,4a)

Leitura do Livro do Gênesis.

1,20Deus disse: “Fervilhem as águas de seres animados de vida e voem pássaros sobre a terra, debaixo do firmamento do céu”. 21Deus criou os grandes monstros marinhos e todos os seres vivos que nadam, em multidão, nas águas, segundo as suas espécies, e todas as aves, segundo as suas espécies. E Deus viu que era bom. 22E Deus os abençoou, dizendo: “Sede fecundos e multiplicai-vos e enchei as águas do mar, e que as aves se multipliquem sobre a terra”. 23Houve uma tarde e uma manhã: quinto dia.

24Deus disse: “Produza a terra seres vivos segundo as suas espécies, animais domésticos, répteis e animais selvagens, segundo as suas espécies”. E assim se fez. 25Deus fez os animais selvagens, segundo as suas espécies, os animais domésticos segundo as suas espécies, e todos os répteis do solo segundo as suas espécies. E Deus viu que era bom.

26Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem e segundo a nossa semelhança para que domine sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, e sobre todos os répteis que rastejam sobre a terra”. 27E Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o criou: homem e mulher os criou. 28E Deus os abençoou e lhes disse: “Sede fecundos e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a! Dominai sobre os peixes do mar, sobre os pássaros do céu e sobre todos os animais que se movem sobre a terra”. 29E Deus disse: “Eis que vos entrego todas as plantas que dão sementes sobre a terra, e todas as árvores que produzem fruto com sua semente para vos servirem de alimento. 30E a todos os animais da terra, e a todas as aves do céu, e a tudo o que rasteja sobre a terra e que é animado de vida, eu dou todos os vegetais para alimento”. E assim se fez. 31E Deus viu tudo quanto havia feito, e eis que tudo era muito bom. Houve uma tarde e uma manhã: sexto dia.

2,1E assim foram concluídos o céu e a terra com todo o seu exército. 2No sétimo dia, Deus considerou acabada toda a obra que tinha feito; e no sétimo dia descansou de toda a obra que fizera. 3Deus abençoou o sétimo dia e o santificou, porque nesse dia descansou de toda a obra da criação. 4aEsta é a história do céu e da terra, quando foram criados.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 8)

— Ó Senhor nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo!

— Ó Senhor nosso Deus, como é grande vosso nome por todo o universo!

— Contemplando estes céus que plasmastes e formastes com dedos de artista; vendo a lua e estrelas brilhantes, perguntamos: “Senhor, que é o homem, para dele assim vos lembrardes e o tratardes com tanto carinho?”

— Pouco abaixo de Deus o fizestes, coroando-o de glória e esplendor; vós lhe destes poder sobre tudo, vossas obras aos pés lhe pusestes.

— As ovelhas, os bois, os rebanhos, todo o gado e as feras da mata; passarinhos e peixes dos mares, todo ser que se move nas águas.

Evangelho (Mc 7,1-13)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1os fariseus e alguns mestres da Lei vieram de Jerusalém e se reuniram em torno de Jesus. 2Eles viam que alguns dos seus discípulos comiam o pão com as mãos impuras, isto é, sem as terem lavado.

3Com efeito, os fariseus e todos os judeus só comem depois de lavar bem as mãos, seguindo a tradição recebida dos antigos. 4Ao voltar da praça, eles não comem sem tomar banho. E seguem muitos outros costumes que receberam por tradição: a maneira certa de lavar copos, jarras e vasilhas de cobre.

5Os fariseus e os mestres da Lei perguntaram então a Jesus: “Por que os teus discípulos não seguem a tradição dos antigos, mas comem o pão sem lavar as mãos?” 6Jesus respondeu: “Bem profetizou Isaías a vosso respeito, hipócritas, como está escrito: ‘Este povo me honra com os lábios, mas seu coração está longe de mim. 7De nada adianta o culto que me prestam, pois as doutrinas que ensinam são preceitos humanos’. 8Vós abandonais o mandamento de Deus para seguir a tradição dos homens”.

9E dizia-lhes: “Vós sabeis muito bem como anular o mandamento de Deus, a fim de guardar as vossas tradições. 10Com efeito, Moisés ordenou: ‘Honra teu pai e tua mãe’. E ainda: ‘Quem amaldiçoa o pai ou a mãe deve morrer’.

11Mas vós ensinais que é lícito alguém dizer a seu pai e à sua mãe: ‘O sustento que vós poderíeis receber de mim é Corban, isto é, Consagrado a Deus’. 12E essa pessoa fica dispensada de ajudar seu pai ou sua mãe. 13Assim vós esvaziais a Palavra de Deus com a tradição que vós transmitis. E vós fazeis muitas outras coisas como estas”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Nosso coração precisa estar próximo de Deus

 “Bem profetizou Isaías a vosso respeito, hipócritas, como está escrito: ‘Este povo me honra com os lábios, mas seu coração está longe de mim” (Marcos 7,6).

É duro olharmos a hipocrisia dos fariseus. Não é que fariseu seja hipócrita, pois fariseu é uma pessoa religiosa, é uma pessoa que frequenta a sinagoga, é uma pessoa que observa os Mandamentos, as Leis, os decretos e ensinamentos de Deus.

Fariseu é aquele que jejua, que vai com mais frequência à sinagoga, mas aqui é um problema, pois a religião sem coração se torna uma religião hipócrita, porque vai endurecendo tanto a forma de viver a religião que não se importa mais com o irmão. Se importa em julgar, reparar, falar, condenar, mas não se importa em acolher e amar.

A religião está se tornando para alguns uma coisa tão elástica e comum, porque é importante dizer que religião não é uma coisa comum. Religião é algo sublime e extraordinário, é uma graça nova a cada dia. Cada vez que me coloco na presença amorosa de Deus, eu me ligo com Deus e Ele se liga em mim, sou conectado com a graça, vivo a comunhão com a graça.

A religião verdadeira é aquela que nos leva para o coração de Deus

A religião sem a graça se torna uma desgraça, por isso, muitas vezes, a nossa vida religiosa de cada dia se torna uma verdadeira hipocrisia, fazemos por fazer, vamos porque temos que ir, rezamos porque somos obrigados e começamos a julgar e reparar de mais a vida dos outros. Toda vez que seu senso religioso te leva a julgar e condenar os outros, saiba que estamos vivendo a religião da hipocrisia.

A religião verdadeira é aquela que nos leva para o coração de Deus, o coração misericordioso e bondoso; o coração que filtra tudo sobre o olhar da verdade, mas iluminado pelo amor e pela misericórdia. Porque senão vamos ficar nos atos externos, como estão os fariseus aqui no Evangelho. Eles estão olhando que os discípulos de Jesus comem sem lavar as mãos. Que hipocrisia!

Tem que lavar as mãos, ainda mais nos tempos em que vivemos de pandemia – Ai de nós se não lavarmos nossas mãos! Mas não é o ato de lavar ou não as mãos que torna uma pessoa boa, não é o ato de deixar de lavar ou não as mãos que faz de mim uma pessoa mais iluminada, mas é o ato de lavar o meu coração todos os dias, lavar a minha mente da hipocrisia, dos julgamentos, dos maus pensamentos, maus sentimentos, lavar meu coração de todo ressentimento, mágoa e rancor que levo dentro de mim; lavar-me desse sentimento egoísta, orgulhoso e soberbo que muitas vezes move as minhas atitudes, porque senão vou ser do povo que honra a Deus com os lábios “Amém!”, “Aleluia”, mas o coração é tomada pelas impurezas.

Que o Senhor purifique o meu coração, para que, em espírito e verdade, possa louvá-Lo, adorá-Lo e amá-Lo e saber amar, cuidar e respeitar o irmão. Essa é a religião que agrada o coração de Deus!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios