Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Is 41,13-20)

Leitura do Livro do Profeta Isaías.

13Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tomo pela mão e te digo: “Não temas; eu te ajudarei. 14Não tenhas medo, Jacó, pobre verme, não temais, homens de Israel. Eu vos ajudarei”, diz o Senhor e Salvador, o Santo de Israel.

15Eis que te transformei num carro novo de triturar, guarnecido de dentes de serra. Hás de triturar e despedaçar os montes, e reduzirás as colinas a poeira. 16Ao expô-los ao vento, o vento os levará e o temporal os dispersará; exultarás no Senhor e te alegrarás no Santo de Israel.

17Pobres e necessitados procuram água, mas não há, estão com a língua seca de sede. Eu, o Senhor, os atenderei, eu, Deus de Israel, não os abandonarei. 18Farei nascer rios nas colinas escalvadas e fontes no meio dos vales; transformarei o deserto em lagos e a terra seca em nascentes d’água.

19Plantarei no deserto o cedro, a acácia e a murta e a oliveira; crescerão no ermo o pinheiro, o olmo e o cipreste juntamente, 20para que os homens vejam e saibam, considerem e compreendam que a mão do Senhor fez essas coisas e o Santo de Israel tudo criou.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 144)

— Misericórdia e piedade é o Senhor! Ele é amor, é paciência, é compaixão.

— Misericórdia e piedade é o Senhor! Ele é amor, é paciência, é compaixão.

— Ó meu Deus, quero exaltar-vos, ó meu Rei, e bendizer o vosso nome pelos séculos. O Senhor é muito bom para com todos, sua ternura abraça toda criatura.

— Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder!

— Para espalhar vossos prodígios entre os homens e o fulgor de vosso reino esplendoroso. O vosso reino é um reino para sempre, vosso poder, de geração em geração.

Evangelho (Mt 11,11-15)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 11“Em verdade eu vos digo, de todos os homens que já nasceram, nenhum é maior do que João Batista. No entanto, o menor no Reino dos Céus é maior do que ele. 12Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos Céus sofre violência, e são os violentos que o conquistam. 13Com efeito, todos os profetas e a Lei profetizaram até João. 14E se quereis aceitar, ele é o Elias que há de vir. 15Quem tem ouvidos, ouça”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

O Reino dos Céus é para os humildes

 “Desde os dias de João Batista até agora, o Reino dos Céus sofre violência, e são os violentos que o conquistam” (Mateus 11,12).

Que beleza quando Jesus nos apresenta o modelo de João Batista! Ele mesmo está dizendo que entre os nascidos de mulher ninguém é maior do que João, mas quem se fizer menor é maior do que ele.

No mundo não é assim, no mundo é importante quem se faz grande, quem realiza mais, quem pode mais e consegue mais. No Reino dos Céus é quem é mais humilde, mais simples, mais obediente, quem se coloca mais sob o domínio de Deus.

E para conquistar esse Reino é preciso violência, mas aqui não é violência contra os outros nem para os outros, não é a agressão como muitos estão confundindo e até promovendo violências gratuitas em nome de Deus. Querendo promover o Reino, as pessoas estão se atacando, gladiando-se, acusando-se e criando confusões, porque se acham donas da verdade.

Aqui, é a violência daquela vontade de falar, mas agora vamos nos calar; é aquela violência de se achar dono da razão, mas não queremos ter razão nenhuma. Aqui, é aquela violência que sobe o orgulho e a soberba dentro de nós, mas nós baixamos a bola, nós nos colocamos sob o domínio de Deus. “Não somos nada, Deus é maior. Convém que Ele cresça, que eu diminua e que eu até desapareça”.

É preciso saber contrariar-se para poder conquistar o Reino dos Céus

É aquela violência em que a pessoa não fica chateada, arrasada, decepcionada, magoada porque falaram mal dela. O importante é que Deus seja amado, louvado e glorificado. Sem essa violência não conquistamos o Reino dos Céus.

Não podemos fazer e promover a violência contra o irmão. O que precisamos é violentar o nosso coração dessa explosão de orgulho, soberba e vaidades que agem dentro de nós. Precisamos saber nos contrariar para podermos conquistar o Reino dos Céus.

Precisamos realmente trabalhar com seriedade o nosso próprio temperamento que se descontrola, porque achamos que ser verdadeiros é falar o que nós queremos. Quem não consegue controlar a si mesmo vai conseguir controlar o que nesta vida?

Por isso, o Reino dos Céus é conquistado à força, e são os violentos, os que fazem penitência, os que se autocontrolam, os que perdem é que ganham. O Reino dos Céus é para os humildes; e num mundo tão soberbo como o nosso, é só quem faz muita violência consigo mesmo que consegue vencer o orgulho de cada dia.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.