Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Eclo 48,1-4.9-11)

Leitura do Livro do Eclesiástico.

Naqueles dias, 1o profeta Elias surgiu como um fogo, e sua palavra queimava como uma tocha. 2Fez vir a fome sobre eles e, no seu zelo, reduziu-os a pouca gente. 3Pela palavra do Senhor fechou o céu e de lá fez cair fogo por três vezes. 4Ó Elias, como te tornaste glorioso por teus prodígios! Quem poderia gloriar-se de ser semelhante a ti?

9Tu foste arrebatado num turbilhão de fogo, num carro de cavalos também de fogo, 10tu, nas ameaças para os tempos futuros, foste designado para acalmar a ira do Senhor antes do furor, para conduzir o coração do pai ao filho, e restabelecer as tribos de Jacó. 11Felizes os que te viram, e os que adormeceram na tua amizade!

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 79)

— Convertei-nos, ó Senhor, resplandecei a vossa face e nós seremos salvos!

— Convertei-nos, ó Senhor, resplandecei a vossa face e nós seremos salvos!

— Pastor de Israel, prestai ouvidos. Vós que sobre os querubins vos assentais. Despertai vosso poder, ó nosso Deus, e vinde logo nos trazer a salvação!

— Voltai-vos para nós, Deus do universo! Olhai dos altos céus e observai. Visitai a vossa vinha e protegei-a! Foi a vossa mão direita que a plantou; protegei-a e ao rebento que firmastes!

— Pousai a mão sobre o vosso Protegido, o filho do homem que escolhestes para vós! E nunca mais vos deixaremos, Senhor Deus! Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome!

Evangelho (Mt 17,10-13)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Ao descerem do monte, 10os discípulos perguntaram a Jesus: “Por que os mestres da Lei dizem que Elias deve vir primeiro?” 11Jesus respondeu: “Elias vem e colocará tudo em ordem. 12Ora, eu vos digo: Elias já veio, mas eles não o reconheceram. Ao contrário, fizeram com ele tudo o que quiseram. Assim também o Filho do Homem será maltratado por eles”. 13Então os discípulos compreenderam que Jesus lhes falava de João Batista.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Deixemos Jesus converter o nosso coração

 “Elias já veio, mas eles não o reconheceram. Ao contrário, fizeram com ele tudo o que quiseram. Assim também o Filho do Homem será maltratado por eles” (Mateus 17,12).

Geração perversa à de Jesus, que não reconheceram os enviados de Deus. Primeiro, a referência que Jesus faz a Elias, João Batista veio com o Espírito de Elias. Aí você pergunta: “O Espírito de Elias?”, “Que espírito de Elias?”. É o espírito profético, o espírito profético que Elias tinha que foi tão importante para Israel, mas Israel também não o ouviu.

Agora, no novo tempo que é dado a Israel, veio o novo Elias, veio João Batista com esse mesmo espírito anunciando, preparando, e muitos não o reconheceram. É claro! É preciso reconhecer que pessoas se converteram, pessoas ouviram João, deixaram-se batizar, mas os religiosos na sua grande maioria, os líderes não.

Só não se converte ou não deixamos Jesus converter o nosso coração, porque não aceitamos as correções de Deus

Como é difícil, muitas vezes, nós, obcecados no mundo religioso em que estamos, com as nossas pretensões de sermos realmente donos do Reino dos Céus, não nos convertermos para Deus com a graça que Ele nos envia. Porque achamos que o Reino de Deus, que a Palavra de Deus é enviada sempre para os outros, aí estou sempre sendo duro em culpar, em chamar à atenção os outros, e não deixo que a Palavra de Deus exerça essa força da convenção em mim.

Preciso me converter, a cada dia, e preciso entender que conversão não é simplesmente mudança de comportamento, também é uma expressão necessária, mas a conversão vem pela mudança de mentalidade. A mentalidade religiosa corrompida é uma das mais perversas que existem, porque a mentalidade religiosa pervertida se fecha, bloqueia-se e não se abre para ser corrigida. Você pode olhar que uma pessoa religiosa não gosta de ser corrigida, ela gosta de corrigir os outros; a pessoa religiosa não gosta de ser instruída, porque ela se acha instrutora dos outros, quando, na verdade, a graça de Deus muda a mentalidade.

A conversão é justamente abrir a mente e dizer: “Preciso aprender sempre”, “Preciso de ajuda”, “Preciso de socorro”, “Preciso aprender a ser humilde”, porque quando não me converto, a minha atitude religiosa faz de mim uma pessoa arrogante, com aquelas jactâncias todas, com aquelas vaidades todas. É por isso que quando Jesus se refere aqui aos religiosos de Sua época, e você sabe o número deles, os grupos que eles tinham, os fariseus, os doutores da Lei, não eram os doutores da lei civil, eram os doutores da Lei religiosa mesmo. Vamos nos tornando doutos em religião, em falar de Deus, mas só não se converte ou não deixamos Jesus converter o nosso coração, porque não aceitamos as correções de Deus.

Elias veio para corrigir Israel, e Israel não se deixou corrigir por ele. No novo tempo, vem João corrigir também Israel, e Israel não se deixa convencer nem se converter por ele, e agora vem Jesus e com Ele fazem ainda pior, não só não o recebem, mas o matam, rejeitam-no e matam-no.

Não podemos seguir o caminho dos maus religiosos, e mau religioso não é aquele que fica em casa acomodado, também é uma forma má de viver a religião, mas o mau religioso é aquele que não acolhe, é aquele que não se converte, é aquele que quer converter a todos e não converte a si próprio. Acolhamos, pois é tempo de conversão.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova - https://www.facebook.com/pe.rogeraraujo/?fref=ts

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.