Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (1Sm 3,1-10.19-20)

Leitura do Primeiro Livro de Samuel.

Naqueles dias, 1o jovem Samuel servia ao Senhor na presença de Eli. Naquele tempo, a palavra do Senhor era rara e as visões não eram frequentes. 2Aconteceu que, um dia, Eli estava dormindo no seu quarto. Seus olhos começavam a enfraquecer, e já não conseguia enxergar. 3A lâmpada de Deus ainda não se tinha apagado e Samuel estava dormindo no templo do Senhor, onde se encontrava a arca de Deus. 4Então o Senhor chamou: “Samuel, Samuel!” Ele respondeu: “Estou aqui”. 5E correu para junto de Eli e disse: “Tu me chamaste, aqui estou”. Eli respondeu: “Eu não te chamei. Volta a dormir!” E ele foi deitar-se.

6O Senhor chamou de novo: “Samuel, Samuel!” E Samuel levantou-se, e foi ter com Eli e disse: “Tu me chamaste, aqui estou”. Ele respondeu: “Não te chamei, meu filho. Volta a dormir!” 7Samuel ainda não conhecia o Senhor, pois, até então, a palavra do Senhor não se lhe tinha manifestado. 8O Senhor chamou pela terceira vez: “Samuel, Samuel!” Ele levantou-se, foi para junto de Eli e disse: “Tu me chamaste, aqui estou”.

Eli compreendeu que era o Senhor que estava chamando o menino. 9Então disse a Samuel: “Volta a deitar-te e, se alguém te chamar, responderás: ‘Senhor, fala que teu servo escuta!’” E Samuel voltou ao seu lugar para dormir. 10O Senhor veio, pôs-se junto dele e chamou-o como das outras vezes: “Samuel! Samuel!” E ele respondeu: “Fala, que teu servo escuta”. 19Samuel crescia, e o Senhor estava com ele. E não deixava cair por terra nenhuma de suas palavras. 20Todo Israel, desde Dã até Bersabeia, reconheceu que Samuel era um profeta do Senhor.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 39)

— Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!

— Eis que venho fazer, com prazer, a vossa vontade, Senhor!

— Esperando, esperei no Senhor, e inclinando-se, ouviu meu clamor. É feliz quem a Deus se confia; quem não segue os que adoram os ídolos e se perdem por falsos caminhos.

— Sacrifício e oblação não quisestes, mas abristes, Senhor, meus ouvidos; não pedistes ofertas nem vítimas, holocaustos por nossos pecados. E então eu vos disse: “Eis que venho!”

— Sobre mim está escrito no livro: “Com prazer faço a vossa vontade, guardo em meu coração vossa lei!”.

— Boas novas de vossa justiça anunciei numa grande assembleia; vós sabeis: não fechei os meus lábios!

Evangelho (Mc 1,29-39)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 29Jesus saiu da sinagoga e foi, com Tiago e João, para a casa de Simão e André. 30A sogra de Simão estava de cama, com febre, e eles logo contaram a Jesus. 31E ele se aproximou, segurou sua mão e ajudou-a a levantar-se. Então, a febre desapareceu; e ela começou a servi-los. 32À tarde, depois do pôr do sol, levaram a Jesus todos os doentes e os possuídos pelo demônio. 33A cidade inteira se reuniu em frente da casa. 34Jesus curou muitas pessoas de diversas doenças e expulsou muitos demônios. E não deixava que os demônios falassem, pois sabiam quem ele era.

35De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus se levantou e foi rezar num lugar deserto. 36Simão e seus companheiros foram à procura de Jesus. 37Quando o encontraram, disseram: “Todos estão te procurando”. 38Jesus respondeu: “Vamos a outros lugares, às aldeias da redondeza! Devo pregar também ali, pois foi para isso que eu vim”. 39E andava por toda a Galileia, pregando em suas sinagogas e expulsando os demônios.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Estenda as suas mãos para Jesus

“E-se, segurou sua mão e ele-a a levantar. Então, a febre mudou; e ela começou a servi-los” (Marcos 1,31).

Para que o discípulo chegue ao serviço, ele precisa experimentar essa proximidade de Jesus, a mão de Jesus que o toca. O texto começa dizendo que “Jesus se ajuda”; Jesus elimina distância como, Ele se faz presente de quem sofre, qualquer mal, qualquer de quem sofre de quem sofre, por mais simples que ela se sente, quem sofre. Era uma febre, mas Jesus se importa com o menor detalhe da sua vida.

As mãos que se encontram, da sogra de Pedro e as mãos de Jesus, restabelecem uma relação, tiram aquela mulher da solidão. Como é significativo para nós segurar a mão de alguém, como é forte esse gesto, sobretudo no momento de debilidade, no momento de enfermidade; por exemplo, quando você se encontra enfermo, como é bom segurar a mão de alguém, como a mão representa uma força que vem de outra pessoa. Até o coração que se sente frágil, transmita segurança, proximidade, força e vigor. É a mão de Jesus que se estende para aquela mulher. As tuas mãos nas mãos de Jesus te deu uma força imprevisível. Estenda a sua mão para Jesus, para as mãos de Jesus, porque Ele nos socorre.

Você é importante para Jesus, Ele estende a mão para você

Essa Palavra se cumprir, hoje, na nossa estendendo-se a mulher, levantar-se, aproximar-se, Jesus vida, aproximando-a da mulher. Aqui, o mesmo verbo é usado para falar da ressurreição de Jesus. Veja, o que aconteceu na vida daquela mulher, aquela mulher assume um novo modo de viver, aquela mulher éda. Se o Senhor toca o seu coração, você também precisa ressuscitar, você também precisa do túmulo dos seus pecados, das suas misérias, das suas enfermidades e você precisa fora, para o dom de uma vida nova .

“E a febre febre”. Essa palavra precisa cair no nosso coração, parecia uma cura tão insignificante, como eu disse: uma febre; mas para Jesus nada é insignificante quando se trata de um ser humano, porque você é importante para o Senhor, porque essa palavra precisa chegar no seu coração independentemente da situação na qual você se encontra. Você é importante para Jesus, Ele estende a mão para você!

O último passo da cura de hoje é o serviço, não é um mero serviço, não é que a sogra de Pedro foi fazer um cafezinho, foi preparar o almoço, algo para comer, um lanche. Esse “serviço” aqui é a configuração a Cristo, que veio não para ser servidor, mas para servir, que se fez servo de todos, por isso, quem alcança uma cura ou uma graça não é para sua autossatisfação, e sim para se unir a Cristo da forma mais perfeita, é para que você também se torne servo do Senhor, servo do amor, servo dos irmãos, servo da sua família. A graça de Deus vem para nos configurar a Jesus, o servo obediente, o servo do Pai.

Sobre todos vós, a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

Padre Donizete Ferreira - Sacerdote da Comunidade Canção Nova

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.