Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Gn 3,1-8)

Leitura do Livro do Gênesis.

1A serpente era o mais astuto de todos os animais dos campos que o Senhor Deus tinha feito. Ela disse à mulher: “É verdade que Deus vos disse: ‘Não comereis de nenhuma das árvores do jardim?’” 2E a mulher respondeu à serpente: “Do fruto das árvores do jardim, nós podemos comer. 3Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus nos disse: ‘Não comais dele nem sequer o toqueis, do contrário, morrereis’”.

4A serpente disse à mulher: “Não, vós não morrereis. 5Mas Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, vossos olhos se abrirão e sereis como Deus, conhecendo o bem e o mal”. 6A mulher viu que seria bom comer da árvore, pois era atraente para os olhos e desejável para obter conhecimento. E colheu um fruto, comeu e deu também ao marido, que estava com ela, e ele comeu.

7Então, os olhos dos dois se abriram; e, vendo que estavam nus, teceram tangas para si com folhas de figueira. 8Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava pelo jardim à brisa da tarde, Adão e sua mulher esconderam-se do Senhor Deus no meio das árvores do jardim.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 31)

— Feliz aquele cuja falta é perdoada!

— Feliz aquele cuja falta é perdoada!

— Feliz o homem que foi perdoado e cuja falta já foi encoberta! Feliz o homem a quem o Senhor não olha mais como sendo culpado, e em cuja alma não há falsidade!

— Eu confessei, afinal, meu pecado, e minha falta vos fiz conhecer. Disse: “Eu irei confessar meu pecado!” E perdoastes, Senhor, minha falta.

— Todo fiel pode, assim, invocar-vos, durante o tempo da angústia e aflição, porque, ainda que irrompam as águas, não poderão atingi-lo jamais.

— Sois para mim proteção e refúgio; na minha angústia me haveis de salvar, e envolvereis a minha alma no gozo da salvação que me vem só de vós.

Evangelho (Mc 7,31-37)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 31Jesus saiu de novo da região de Tiro, passou por Sidônia e continuou até o mar da Galileia, atravessando a região da Decápole. 32Trouxeram então um homem surdo, que falava com dificuldade, e pediram que Jesus lhe impusesse a mão. 33Jesus afastou-se com o homem, para fora da multidão; em seguida, colocou os dedos nos seus ouvidos, cuspiu e com a saliva tocou a língua dele. 34Olhando para o céu, suspirou e disse: “Efatá!”, que quer dizer: “Abre-te!” 35Imediatamente seus ouvidos se abriram, sua língua se soltou e ele começou a falar sem dificuldade.

36Jesus recomendou com insistência que não contassem a ninguém. Mas, quanto mais ele recomendava, mais eles divulgavam. 37Muito impressionados, diziam: “Ele tem feito bem todas as coisas: aos surdos faz ouvir e aos mudos falar”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

A graça de Deus cura a nossa surdez e nossa mudez

 “Trouxeram então um homem surdo, que falava com dificuldade, e pediram que Jesus lhe impusesse a mão” (Marcos 7,32).

Um coração quando começa a ficar deprimido, uma alma quando está sofrida que dificuldade tem de falar, de se exprimir e se dizer, até porque não sabemos dizer o que está acontecendo, o que estamos vivendo. Tornamo-nos mudos em casa, na família… Diante de Deus, o que vamos falar, falamos com tanta dificuldade. Assim era esse homem do Evangelho.

Quando somos tomados pelas dificuldades da vida, pelos problemas e situações da vida, temos muita dificuldade de falar, de nos expressar e, sobretudo, de escutar. Sim, nos tornamos surdos, o outro fala e não entendemos, não compreendemos. Deus está dizendo, mas a Sua Palavra não penetra nos nossos ouvidos.

Precisamos nos apresentar para Jesus com a nossa surdez e mudez, porque foi isso que fizeram com esse homem. Não estava bem, não estava legal, estava muito mal. Que humildade eu também reconhecer que, muitas vezes, não estou bem, não estou legal e estou mal, mas eu preciso me apresentar para Jesus e preciso deixar que Ele cuide de mim! Essa é a pedagogia de Jesus.

Se não conseguimos sair dessa multidão de coisas, não conseguiremos ouvir a graça de Deus

Eles queriam que Jesus só colocasse as mãos sobre aquele homem. Algumas vezes, as pessoas vêm me pedir: “Padre, toca aqui em mim, porque não estou bem”. Muitas vezes, não é uma questão de tocar, e sim uma questão de cuidar. E qual é o cuidado e a pedagogia de Jesus?

Primeiro, Ele afastou o homem da multidão. Sim, precisamos, muitas vezes, nos afastar da multidão que nos cerca, são multidões de problemas, dificuldades, agitações, dos trabalhos que nós temos; são essas multidões de ocupações que temos, então, temos que sair disso. Porque, se não conseguimos sair dessa multidão de coisas, não conseguiremos ouvir a graça de Deus.

A primeira coisa que Jesus faz conosco é nos tirar para fora, nos levar num lugar à parte, depois, a graça de tocar nos ouvidos, pois os ouvidos estão fechados, eles não escutam, entrou muito barulho dentro de nós, tem tanta coisa gritando dentro de nós que o toque de Jesus é para expulsar os barulhos da alma e do coração, aquilo que está causando violência dentro de nós; são todos os ruídos do mundo e das ocupações que nós temos.

Então, Jesus toca os nossos ouvidos e depois com a sua saliva… Olha que graça! A saliva do Mestre, a saliva de Deus, que criou todas as coisas, toca em nossa língua, porque a nossa língua fala tanta coisa, mas não tem o toque da graça. É preciso deixar que a nossa língua seja curada, para falar de Deus, para proclamá-Lo, para nos dizermos, para falar e proclamar a verdade.

Jesus olha para o Céu e proclama: “Efatá!”, que quer dizer: “Abre-te!”. Abra a cabeça, abra o coração, abra os ouvidos, abra a língua para proclamar a glória de Deus. Hoje, Jesus quer proclamar um “Efatá” em nossa vida. Saia de tudo que te ocupa para se colocar a sós na presença de Jesus, para que Ele possa tocar em mim, em você e curar a nossa surdez e nossa mudez.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.