Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Fm 7-20)

Leitura da Carta de São Paulo a Filêmon.

Caríssimo, 7Grande alegria e consolo tive por causa de tua caridade. Os corações dos santos foram reanimados por ti, irmão. 8Por este motivo, se bem que tenha plena autoridade em Cristo para prescrever-te tua obrigação, 9prefiro fazer apenas um apelo à tua caridade.

Eu, Paulo, velho como estou e agora também prisioneiro de Cristo Jesus, 10faço-te um pedido em favor do meu filho que fiz nascer para Cristo na prisão, Onésimo. 11Antes, ele era inútil para ti; agora, ele é valioso para ti e para mim. 12Eu o estou mandando de volta para ti. Ele é como se fosse o meu próprio coração. 13Gostaria de tê-lo comigo, a fim de que fosse teu representante para cuidar de mim nesta prisão, que eu devo ao evangelho. 14Mas, eu não quis fazer nada sem o teu parecer, para que a tua bondade não seja forçada, mas espontânea.

15Se ele te foi retirado por algum tempo, talvez seja para que o tenhas de volta para sempre, 16já não como escravo, mas, muito mais do que isso, como um irmão querido, muitíssimo querido para mim quanto mais o for para ti, tanto como pessoa humana quanto como irmão no Senhor. 17Assim, se estás em comunhão de fé comigo, recebe-o como se fosse a mim mesmo. 18Se em alguma coisa te prejudicou ou se alguma coisa te deve, põe em minha conta. 19Eu, Paulo, de meu punho o escrevo; eu o pagarei, para não dizer que tu mesmo me deves a própria vida. 20Sim, irmão, deixa que eu te explore no Senhor. Conforta em Cristo meu coração.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 145)

— Feliz quem se apoia no Deus de Jacó!

— Feliz quem se apoia no Deus de Jacó!

— O Senhor faz justiça aos que são oprimidos; ele dá alimento aos famintos, é o Senhor quem liberta os cativos.

— O Senhor abre os olhos aos cegos, o Senhor faz erguer-se o caído, o Senhor ama aquele que é justo. É o Senhor quem protege o estrangeiro.

— Quem ampara a viúva e o órfão, mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! Ó Sião, o teu Deus reinará para sempre e por todos os séculos!

Evangelho (Lc 17,20-25)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas. 

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 20os fariseus perguntaram a Jesus sobre o momento em que chegaria o Reino de Deus. Jesus respondeu: “O Reino de Deus não vem ostensivamente. 21Nem se poderá dizer: ‘Está aqui’ ou ‘Está ali’, porque o Reino de Deus está entre vós”.

22E Jesus disse aos discípulos: “Dias virão em que desejareis ver um só dia do Filho do Homem e não podereis ver. 23As pessoas vos dirão: ‘Ele está ali’ ou ‘Ele está aqui’. Não deveis ir, nem correr atrás. 24Pois, como o relâmpago brilha de um lado até o outro do céu, assim também será o Filho do Homem, no seu dia. 25Antes, porém, ele deverá sofrer muito e ser rejeitado por esta geração”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

O Reino de Deus chega de forma simples e humilde

 “O Reino de Deus não vem ostensivamente. Nem se poderá dizer: ‘Está aqui’ ou ‘Está ali’, porque o Reino de Deus está entre vós” (Lucas 17,20-21).

Há, no meio de nós, muitas pessoas que são alarmistas, elas gostam do alarde, do alarme: “Olha, Jesus está voltando”. Já vi isso até em placas, em outdoors e em tantos lugares. É óbvio que Jesus está voltando, mas, mais do que voltando, Ele já está no meio de nós. Essa é a primeira graça, é a primeira realidade que precisamos reconhecer: Ele vive, está no meio de nós e já veio até nós.

Sei que Ele virá na segunda vinda definitiva, mas se não abracei a Sua primeira vinda, como vou abraçar a Sua vinda definitiva? Então, o Reino de Deus, o qual Jesus está hoje se referindo, não vem de forma ostensiva, ou seja, onde faz todo um alarde para dizer que Ele está chegando.

Não! O Reino de Deus chega de forma simples e humilde, mas, se não prestarmos atenção, não o reconheceremos. Só quem realmente despoja o coração do orgulho, da soberba e, na simplicidade, acolhe o Reino de Deus,  é quem experimenta a Sua presença viva no meio de nós.

O Reino de Deus chegou em Maria, no ventre d’Ela; o Reino de Deus veio a nós em um nascimento simples e pobre em Belém, aconteceu na Galileia, onde Jesus pregava e anunciava o Reino de Deus.

O Reino de Deus gera confiança e amor; gera corações que se voltam para Deus com muita generosidade

O Reino de Deus está acontecendo. Não fique esperando coisas grandiosas, não fique esperando guerras, conflitos e sinais no Céu. Quando isso chegar, para nós não será nenhuma novidade, porque já estaremos preparados, munidos, agraciados; e não importa se vai ser aqui ou acolá, não precisamos ficar atrás de Armagedom, de filmes apocalípticos, não precisaremos ficar promovendo medo, terror e pavor no coração das pessoas. Não é assim que o Reino de Deus se manifesta.

O Reino de Deus não gera medo, pavor e pânico. O Reino de Deus gera confiança e amor; gera corações que se voltam para Deus com muita generosidade e não por temeridade. Por isso, o Reino de Deus está no meio de nós, não é preciso buscar naquele monte nem em outro monte; pois, onde você estiver, o Reino de Deus vai estar acontecendo.

Podem até dizer: “Nossa Senhora apareceu lá” – Maravilha! -, Ela apareceu em Fátima, em Lourdes como sinal, mas tanto em Fátima, como em Lourdes, como na sua casa, na sua igreja, como aqui, o Reino de Deus está aqui. Não é preciso ir buscar em nenhum outro lugar onde o sol está brilhando, onde o sol está caindo. É preciso buscar o Reino de Deus onde ele brilha: no meio de nós pelas virtudes, pelas boas obras e pela fidelidade ao Evangelho. É aqui que o Reino de Deus acontece!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.