Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Sf 3,1-2.9-13)

Leitura da Profecia de Sofonias.

Assim fala o Senhor: 1“Ai de ti, rebelde e desonrada, cidade desumana. 2Ela não prestou ouvidos ao apelo, não aceitou a correção; não teve confiança no Senhor, nem se aproximou de seu Deus.

9Darei aos povos, nesse tempo, lábios purificados, para que todos invoquem o nome do Senhor e lhe prestem culto em união de esforços. 10Desde além-rios da Etiópia, os que me adoram, os dispersos do meu povo, me trarão suas oferendas.

11Naquele dia, não terás de envergonhar-te por causa de todas as tuas obras com que prevaricaste contra mim; pois eu afastarei do teu meio teus fanfarrões arrogantes, e não continuarás a fazer de meu santo monte motivo de tuas vanglórias.

12E deixarei entre vós um punhado de homens humildes e pobres”. E no nome do Senhor porá sua esperança o resto de Israel. 13Eles não cometerão iniquidades nem falarão mentiras; não se encontrará em sua boca uma língua enganadora; serão apascentados e repousarão, e ninguém os molestará.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 33)

— Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.

— Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.

— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Minha alma se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se alegrem!

— Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda angústia.

— Mas ele volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança. Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias o liberta.

— Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido. Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, e castigado não será quem nele espera.

Evangelho (Mt 21,28-32)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor. 

Naquele tempo, disse Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo: 28“Que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, ele disse: ‘Filho, vai trabalhar hoje na vinha!’ 29O filho respondeu: ‘Não quero’. Mas depois mudou de opinião e foi. 30O pai dirigiu-se ao outro filho e disse a mesma coisa. Este respondeu: ‘Sim, senhor, eu vou’. Mas não foi. 31Qual dos dois fez a vontade do pai?”

Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “O primeiro”. Então Jesus lhes disse: “Em verdade vos digo, que os publicanos e as prostitutas vos precedem no Reino de Deus. 32Porque João veio até vós num caminho de justiça, e vós não acreditastes nele. Ao contrário, os publicanos e as prostitutas creram nele. Vós, porém, mesmo vendo isso, não vos arrependestes para crer nele”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Maria intercede por nós

Maria, hoje, quer olhar para cada um de nós e dizer: “Você não está sozinho! Não está abandonado!”

“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre!” (Lucas 1,42).

Celebramos, hoje, o dia de Nossa Senhora de Guadalupe. Um dos grandes sinais de Deus para os nossos tempos, é a aparição da mãe de Deus na cidade de Guadalupe, a um indígena, Juan Diego. Os primeiros habitantes deste continente tomaram conta, foram eles quem desenvolveram este local, foram eles os primeiros representantes de Deus nesta terra. Depois que veio a colonização, depois que outros povos chegaram, trouxeram muitas coisas boas e belas, mas, ao mesmo tempo, provocaram muitas coisas desastrosas como a dizimação e a eliminação de tantos irmãos indígenas, os primeiros habitantes desta terra.

Quando a mãe de Deus aparece ao querido indígena Juan Dieguito para dizer: “Eu sou sua mãe!”, é para nos dar a certeza e a convicção de que, apesar dos desastres humanos, dos dissabores que tantas vezes a nossa humanidade provoca, Deus está conosco. E se há uma maneira tão singular e singela de Deus se fazer presente no meio de nós, é através da sua mãe. Foi assim na vida do próprio Jesus, Deus quis que Seu filho tivesse uma mãe. A mesma Maria que disse para Juan Diego: “Eu sou sua mãe”, disse isso tantas vezes para Jesus.

Hoje, no Céu, ela diz: “Eu sou sua mãe”, porque ela vai ser para sempre a mãe de Jesus. Uma realidade que não podemos negar é que Maria vai ser para sempre nossa mãe.

É verdade que têm filhos que assumem seu pai e sua mãe, mas há filhos que, por tantas circunstâncias, podem negar a maternidade, a paternidade, a filiação que tem com esse pai ou com essa mãe. Mas uma coisa que não podemos fazer é mudar a natureza. Na ordem da graça, na natureza divina, Deus quis restaurar todas as coisas em Cristo, e quis que Jesus, nesta terra, tivesse uma mãe.

Na primeira criação, quando tudo se perdeu, a mãe daquela criação era Eva. A própria palavra já nos diz que “Eva é a mãe de todos os viventes”. E nós somos os degradados filhos de Eva, porém, estes, que caíram também na desgraça do pecado, são novamente agraciados por Cristo, e agora têm uma mãe, chamada Maria.

A presença de Maria na vida de Juan Diego, dos povos indígenas, desse vasto continente chamado América Latina, é um sinal de esperança, consolo, proteção e vida nova. Quando tudo parecia perdido, a mãe estava dizendo: “Eu estou aqui! Eu sou sua mãe!”.

Maria, hoje, quer olhar para cada um de nós e dizer: “Você não está sozinho! Não está abandonado!”. Não somos órfãos, não precisamos sucumbir em meios às dificuldades da vida, porque no céu e na terra também temos uma mãe que é por nós!

O que Maria disse a Juan Diego está dizendo ao nosso coração: “Eu sou sua mãe!”. Eu gostaria de responder como Juan Diego, e tenho certeza que você também gostaria de responder: “Mãe, eu quero ser seu filho! Mãe, eu quero viver como seu filho! Conduz-me pela mão, pega-me no seu colo, abraça-me, cuida das minhas feridas, cura o que está machucado dentro de mim. Eu quero ser seu filho!”.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova - https://www.facebook.com/rogeraraujo.cn

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios