Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Gn 4,1-15.25)

Leitura do Livro do Gênesis.

1Adão conheceu Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz Caim, dizendo: “Gerei um homem com a ajuda do Senhor”. 2E deu também à luz Abel, irmão de Caim. Abel foi pastor de ovelhas e Caim, agricultor. 3Aconteceu, tempos depois, que Caim ofereceu frutos da terra como sacrifício ao Senhor, 4e Abel ofereceu primogênitos do seu rebanho, com sua gordura. O Senhor olhou para Abel e sua oferenda, 5mas para Caim e sua oferenda não olhou.

Caim encheu-se de cólera e seu rosto tornou-se abatido. 6Então o Senhor perguntou a Caim: “Por que estás cheio de cólera e andas com o rosto abatido? 7É verdade que, se fizeres o bem, andarás de cabeça erguida; mas se fizeres o mal, o pecado estará à porta, espreitando-te. Tu, porém, poderás dominá-lo”.

8Caim disse a seu irmão Abel: “Vamos ao campo”. Logo que chegaram ao campo, Caim atirou-se sobre o seu irmão Abel e matou-o. 9E o Senhor perguntou a Caim: “Onde está o teu irmão Abel?” Ele respondeu: “Não sei. Acaso sou o guarda do meu irmão?” 10O Senhor lhe disse: “Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão está clamando por mim, da terra. 11Agora, pois, serás amaldiçoado pela terra que abriu a boca para receber das tuas mãos o sangue do teu irmão! 12Quando tu a cultivares, ela te negará seus frutos. E serás um fugitivo, vagando sobre a terra”.

13Caim disse ao Senhor: “Meu castigo é grande demais para que eu o possa suportar. 14Se, hoje, me expulsas desta terra, devo esconder-me de ti, tornando-me um fugitivo a vaguear sobre a terra; qualquer um que me encontrar me matará”. 15E o Senhor lhe disse: “Não! Mas aquele que matar Caim, será punido sete vezes!”

O Senhor pôs, então, um sinal em Caim, para que ninguém, ao encontrá-lo, o matasse. 25Adão conheceu de novo sua mulher. Ela deu à luz um filho, a quem chamou Set, dizendo: “O Senhor deu-me um outro descendente no lugar de Abel, que Caim matou”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 49)

— Imola a Deus um sacrifício de louvor!

— Imola a Deus um sacrifício de louvor!

— Falou o Senhor Deus, chamou a terra, do sol nascente ao sol poente a convocou. Eu não venho censurar teus sacrifícios, pois sempre estão perante mim teus holocaustos.

— “Como ousas repetir os meus preceitos e trazer minha Aliança em tua boca? Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos e deste as costas às palavras dos meus lábios!”

— Assentado, difamavas teu irmão, e ao filho de tua mãe injuriavas. Diante disso que fizeste, eu calarei? Acaso pensas que eu sou igual a ti? É disso que te acuso e repreendo e manifesto essas coisas aos teus olhos.

Evangelho (Mc 8,11-13)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 11os fariseus vieram e começaram a discutir com Jesus. E, para pô-lo à prova, pediam-lhe um sinal do céu. 12Mas Jesus deu um suspiro profundo e disse: “Por que esta gente pede um sinal? Em verdade vos digo, a esta gente não será dado nenhum sinal”. 13E, deixando-os, Jesus entrou de novo na barca e se dirigiu para a outra margem.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Abramos o nosso coração para a graça de Deus

 “Por que esta gente pede um sinal? Em verdade vos digo, a esta gente não será dado nenhum sinal” (Marcos 8,12).

A hipocrisia ou a ilusão da vida é pedir um sinal da graça quando nós temos a graça. Qual é o sinal que vamos pedir a Deus se Ele está no meio de nós? Qual é o sinal que vamos pedir para nos encontrarmos com Ele, se Ele já está aqui no meio de nós? Desculpa, estamos vivendo uma religião às cegas, não vemos o que é óbvio, não enxergamos a graça. Mas o problema não é a graça, é o nosso coração que não se converte para ela.

A Palavra de Deus está aí sendo anunciada e proclamada; a Palavra de Deus está agindo, está libertando, está curando, mas não estamos vendo, porque os nossos olhos estão vedados; então, não fiquemos esperando Deus nos dar algum sinal, não fiquemos esperando cair um trovão do céu, não fiquemos esperando nuvens correrem para lá e para cá, porque há muita gente dizendo: “Olha, Deus vai mandar um sinal!”. Não precisamos de sinal, já estamos com a presença amorosa de Deus em todo canto e lugar em que vamos.

Jesus é a Palavra viva, Ele está ao nosso alcance todos os dias, para que dela nós nos alimentemos. Ele está em todos os Sacrários do mundo inteiro, vivo e ressuscitado. Algumas pessoas precisam ir em Jerusalém para encontrar Jesus. Não tem problema! Eu também já fui lá. Mas Ele está na capelinha lá da zona da mata, Ele está nas nossas cidades e metrópoles; está presente, vivo e real na hóstia consagrada, na Eucaristia.

O problema não é a graça, é o nosso coração não se converter para ela

Há pessoas que precisam ver Deus, mas Ele mesmo já disse: “Eu tive fome… Eu estou ali no faminto, no sedento” (cf. Mateus 25,35). Passamos todos os dias por Jesus jogado ao nosso lado, mas não ligamos, porque queremos sinais para beneficiar a nossa materialidade, nossas graças pessoais que, muitas vezes, são materiais, por isso não percebemos toda a manifestação poderosa e amorosa de Deus em nosso meio.

Eu nunca pedi, não vou pedir nem quero que Nossa Senhora e Nosso Senhor me apareçam, porque eu já estou aqui, estou vendo e contemplando. Se não encontro Jesus na Eucaristia, na Palavra e no irmão, onde vou encontrá-Lo? Se não encontro Jesus nas manifestações do Seu amor misericordioso na minha vida, onde vou encontrá-Lo?

Não coloquemos Deus à prova, coloquemos o nosso coração de joelhos, coloquemos nosso coração penitente para se abrir à graça, porque ela está aí, mas estamos deixando-a passar, porque não nos convertemos para ela.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.