Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (At 18,23-28)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

23Paulo permaneceu algum tempo em Antioquia. Em seguida, partiu de novo, percorrendo sucessivamente as regiões da Galácia e da Frígia, fortalecendo todos os discípulos. 24Chegou a Éfeso um judeu chamado Apolo, natural de Ale­xan­dria. Era um homem eloquente, versado nas Escrituras.

25Fora instruído no caminho do Senhor e, com muito entusiasmo, falava e ensinava com exatidão a respeito de Jesus, embora só conhecesse o batismo de João. 26Então, ele começou a falar com muita convicção na sinagoga. Ao escutá-lo, Priscila e Áquila tomaram-no consigo e, com mais exatidão, expuseram-lhe o caminho de Deus.

27Como ele estava querendo passar para a Acaia, os irmãos apoiaram-no e escreveram aos discípulos para que o acolhessem bem. Pela graça de Deus, a presença de Apolo aí foi muito útil aos fiéis. 28Com efeito, ele refutava vigoro­samente os judeus em público, demonstrando pelas Escrituras que Jesus é o Messias.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 46)

— O Senhor é o grande Rei de toda a terra.

— O Senhor é o grande Rei de toda a terra.

— Povos todos do universo, batei palmas, gritai a Deus aclamações de alegria! Porque sublime é o Senhor, o Deus Altíssimo, o soberano que domina toda a terra.

— Porque Deus é o grande Rei de toda a terra, ao som da harpa acompanhai os seus louvores! Deus reina sobre todas as nações, está sentado no seu trono glorioso.

— Os chefes das nações se reuniram com o povo do Deus santo de Abraão, pois só Deus é realmente o Altíssimo, e os poderosos desta terra lhe pertencem!

Evangelho (Jo 16,23b-28)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:

23b“Em verdade, em verdade vos digo: se pedirdes ao Pai alguma coisa em meu nome, ele vo-la dará. 24Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis; para que a vossa alegria seja completa.

25Disse-vos estas coisas em linguagem figurativa. Vem a hora em que não vos falarei mais em figuras, mas claramente vos falarei do Pai. 26Naquele dia pedireis em meu nome, e não vos digo que vou pedir ao Pai por vós, 27pois o próprio Pai vos ama, porque vós me amas­tes e acre­ditastes que eu vim da parte de Deus. 28Eu saí do Pai e vim ao mundo; e novamente parto do mundo e vou para o Pai”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Sejamos transformados pela força do amor de Deus

 “Em verdade, em verdade vos digo: se pedirdes ao Pai alguma coisa em meu nome, ele vo-la dará. Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis; para que a vossa alegria seja completa” (João 16,23b-24).

Como Deus quer que nos alegremos! Como Ele quer que a nossa alegria esteja n’Ele e que a alegria d’Ele esteja em nós! Mas é preciso pedir, é preciso buscar. E tudo aquilo que pedirmos a Deus, peçamos no nome de Jesus, na autoridade e na pessoa de Jesus. Que o nome de Jesus esteja em nós, em nosso coração, em nossas atitudes, esteja em tudo aquilo que realizarmos.

Tudo aquilo que buscarmos em nome de Jesus, o Pai há de nos conceder. E por que há de nos conceder? O Pai ama tanto o Filho, tem um amor singular, sem igual, único, infinito e eterno pelo Filho que tudo o que pedirmos na autoridade d’Ele, o Pai nos concede.

Do outro lado, o amor do Filho pelo Pai é tão sublime, que Ele deu a Sua vida em amor ao Pai, Ele viveu toda a sua vida, aceitou o desafio do Pai de vir a este mundo por amor, primeiro, é óbvio, pelo Pai.

Quando olhamos todo o amor que há no Pai e no Filho, esse amor do Pai e do Filho, revelado na força e no poder do Espírito Santo, estamos vendo que não há outra força que salva, liberta, cura e restaura qualquer situação do que o amor.

Que esse amor do Pai esteja em nós, esteja vertendo dentro de nós em tudo aquilo que realizarmos

Não podemos ceder à outra força a não ser a força do amor. Não há outra força em Deus restauradora, curadora e libertadora do que a força do amor. O amor que há entre o Pai e o Filho é este amor que nos é dado, amor que nos liberta, nos restaura, que realiza uma obra nova na vida de cada um de nós.

A primeira coisa que peço ao Pai no nome de Jesus: “Derrama sobre nós, meu Pai, esse amor sublime. Veste sobre nós, sobre nosso coração toda a força do amor, para que amemos uns aos outros, para que vivamos intensamente o amor, para que o amor nos guie, nos cure e nos liberte; para que vivamos o amor”.

Sejamos transformados pelo amor, para que ele seja a marca da nossa vida, porque somos filhos de um Deus que é todo amor, pois o próprio Pai nos ama. “Porque vós me amas­tes e acre­ditastes que eu vim da parte de Deus”. Cremos que Jesus veio da parte de Deus e, por isso, o Pai nos ama tanto. Que esse amor do Pai esteja em nós, esteja vertendo dentro de nós em tudo aquilo que realizarmos.

“Jesus, é em teu nome que pedimos: que permaneçamos sempre no amor do Pai, que permaneçamos em Seu amor e que amemos uns aos outros.”

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios