Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura  (Dt 8,2-3.14b-16a)

Leitura do Livro do Deuteronômio:

Moisés falou ao povo, dizendo: 2 Lembra-te de todo o caminho por onde o Senhor teu Deus te conduziu, esses quarenta anos, no deserto, para te humilhar e te pôr à prova, para saber o que tinhas no teu coração, e para ver se observarias ou não seus mandamentos. 3 Ele te humilhou, fazendo-te passar fome e alimentando-te com o maná que nem tu nem teus pais conhecíeis, para te mostrar que nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca do Senhor. 14b Não te esqueças do Senhor teu Deus que te fez sair do Egito, da casa da escravidão, 15 e que foi teu guia no vasto e terrível deserto, onde havia serpentes abrasadoras, escorpiões, e uma terra árida e sem água nenhuma. Foi ele que fez jorrar água para ti da pedra duríssima, 16a e te alimentou no deserto com maná, que teus pais não conheciam.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 147)

— Glorifica o Senhor, Jerusalém; celebra teu Deus, ó Sião!

— Glorifica o Senhor, Jerusalém; celebra teu Deus, ó Sião!

— Glorifica o Senhor, Jerusalém!/ Ó Sião, canta louvores ao teu Deus!/ Pois reforçou com segurança as tuas portas,/ e os teus filhos eu teu seio abençoou.

— A paz em teus limites garantiu/ e te dá como alimento a flor do trigo./ Ele envia suas ordens para a terra,/ e a palavra que ele diz corre veloz.

— Anuncia a Jacó sua palavra,/ seus preceitos e suas leis a Israel./ Nenhum povo recebeu tanto carinho,/ a nenhum outro revelou os seus preceitos.

Segunda Leitura (1Cor 10,16-17)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios:

Irmãos: 16 O cálice da bênção, o cálice que abençoamos, não é comunhão com o sangue de Cristo? E o pão que partimos, não é comunhão com o corpo de Cristo? 17 Porque há um só pão, nós todos somos um só corpo, pois todos participamos desse único pão.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Anúncio do Evangelho (Jo 6,51-58)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus às multidões dos judeus: 51 “Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu darei é a minha carne dada para a vida do mundo”. 52 Os judeus discutiam entre si, dizendo: “Como é que ele pode dar a sua carne a comer?” 53 Então Jesus disse: “Em verdade, em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós. 54 Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. 55 Porque a minha carne é verdadeira comida, e o meu sangue, verdadeira bebida. 56 Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. 57 Como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo por causa do Pai, assim aquele que me recebe como alimento viverá por causa de mim. 58 Este é o pão que desceu do céu. Não é como aquele que os vossos pais comeram. Eles morreram. Aquele que come este pão viverá para sempre”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

A Eucaristia é um sacramento de amor por excelência

A Eucaristia é um sacramento de amor por excelência, é Deus quem está nos amando de forma extrema e única

“Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele” (João 6,56).

Hoje, a Igreja nos dá a graça de celebrarmos a Solenidade de Corpus Christi, o Corpo e o Sangue do Senhor. É Jesus quem nos dá o Seu Corpo como alimento, e o Seu Sangue como bebida para nos lavar e purificar, mas, acima de tudo, para vivermos na comunhão com Ele.

Quando olhamos a vida de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, vemos que é uma vida de comunhão com Seu Pai, pois Jesus veio para o meio de nós restabelecer a nossa comunhão com Deus; e para isso Ele nos deu Sua vida, no sentido mais extremo dela. Ele não nos negou nada, deu-nos o Seu Corpo e Sangue como nosso alimento e nossa bebida. Jesus mesmo está dizendo que quem come a Sua Carne e bebe o Seu Sangue permanece em comunhão com Ele.

Ele permanece conosco quando nos alimentamos d’Ele. E alimentar-se de Jesus é assumir os Seus pensamentos e sentimentos, a Sua vida em nós. Não é simplesmente irmos à Celebração Eucarística, recebermos a comunhão e esperarmos que a comunhão exerça algo mágico em nós. A comunhão é um verdadeiro milagre, a Eucaristia é o milagre mais sublime!

A festa que nós dedicamos, hoje, para celebrar o Corpo do Senhor é uma festa de ação de graças e reconhecimentos. Quando as pessoas vão às ruas para enfeitá-las, fazendo procissões em todos os lugares do mundo, são maneiras de dizer “obrigado”. É uma gratidão profunda por Deus, que vem da alma humana de forma tão sublime.

A Eucaristia é sacramento de amor por excelência, é Deus quem está nos amando de forma tão extrema e única, de forma tão sublime, que Ele nos dá Seu Corpo e Seu Sangue. Que respeito devemos ter para com Deus? Que veneração, que amor nós devemos ter e nutrir para com a Eucaristia? O sacramento da vida, da nossa comunhão com Deus, é o sacramento que restabelece e nos coloca em união com Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Hoje, no nosso coração, mais do que nunca, devemos dizer glórias e louvores a todo momento, ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento da Eucaristia, onde Jesus nos resgata, salva-nos e coloca-nos em plena comunhão de amor com Ele.

Louvado e adorado seja Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento do Altar!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios