Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Êx 3,13-20)

Leitura do Livro do Êxodo.

Naqueles dias, ouvindo a voz do Senhor no meio da sarça, 13Moisés disse a Deus: “Sim, eu irei aos filhos de Israel e lhes direi: ‘O Deus de vossos pais enviou-me a vós’. Mas, se eles perguntarem: ‘Qual é o seu nome?’ o que lhes devo responder?”

14Deus disse a Moisés: “Eu sou aquele que sou”. E acrescentou: “Assim responderás aos filhos de Israel: ‘Eu sou enviou-me a vós’”.

15E Deus disse ainda a Moisés: “Assim dirás aos filhos de Israel: ‘O Senhor, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó, enviou-me a vós’. Este é o meu nome para sempre, e assim serei lembrado de geração em geração. 16Vai, reúne os anciãos de Israel e dize-lhes: ‘O Senhor, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó, apareceu-me, dizendo: Eu vos visitei e vi tudo o que vos sucede no Egito. 17E decidi tirar-vos da opressão do Egito e conduzir-vos à terra dos cananeus, dos hititas, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos jebuseus, a uma terra onde corre leite e mel.

18Eles te escutarão e tu, com os anciãos de Israel, irás ao rei do Egito e lhe direis: O Senhor, o Deus dos hebreus, veio ao nosso encontro. E, agora, temos de ir, a três dias de marcha no deserto, para oferecermos sacrifícios ao Senhor nosso Deus’.

19Eu sei, no entanto, que o rei do Egito não vos deixará partir, se não for obrigado por mão forte. 20Por isso, estenderei minha mão e castigarei o Egito com toda a sorte de prodígios que vou realizar no meio deles. Depois disso, o rei do Egito vos deixará partir”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 104,1.5-27)

— O Senhor se lembra sempre da Aliança.

— O Senhor se lembra sempre da Aliança.

— Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, anunciai entre as nações seus grandes feitos! Lembrai as maravilhas que ele fez, seus prodígios e as palavras de seus lábios!

— Ele sempre se recorda da Aliança, promulgada a incontáveis gerações; da Aliança que ele fez com Abraão, e do seu santo juramento a Isaac.

— Deus deu um grande crescimento a seu povo e o fez mais forte que os próprios opressores. Ele mudou seus corações para odiá-lo, e trataram com má-fé seus servidores.

— Então mandou Moisés, seu mensageiro, e igualmente Aarão, seu escolhido; por meio deles realizou muitos prodígios e, na terra do Egito, maravilhas.

Evangelho (Mt 11,28-30)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, tomou Jesus a palavra e disse: 28 “Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso.

29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Encontramos em Deus o descanso para as nossas fadigas

 “Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso” (Mateus 11,28).

A vida não fadiga, todos nós experimentamos o cansaço da vida. Quando olhamos para as nossas responsabilidades, para todas as situações da vida, quando nos deparamos com os embates do dia a dia, quando lidamos com as decepções, com as coisas que não se resolvem. Quando olhamos ao nosso lado e as coisas não estão andando como nós, muitas vezes, queríamos que tivesse andando.

A vida nos fadiga porque estamos sempre correndo e parece que nunca chegamos. A vida nos fadiga porque nós facilmente nos decepcionamos, nos machucamos, nos magoamos. A vida nos fadiga porque parece que as coisas não acontecem do jeito que queremos. A vida nos fadiga porque parece que somos insaciáveis, não estamos satisfeitos com nada, parece que nada é bom.

O descanso é o se refazer, é o recriar; o descanso é ser sempre renovado por Deus

A vida nos fadiga porque nos esforçamos, nós até corremos, mas nos cansamos da labuta, nos cansamos de olhar; e parece que as coisas estão sempre do mesmo jeito, quando não piores. E assim vamos experimentando a fadiga do dia a dia.

Viver é fadigar, é lutar; viver é correr atrás, é cumprir nossas obrigações e responsabilidades. Viver é saber conviver com pessoas diferentes, com temperamentos, muitas vezes, desequilibrados, como o nosso. Viver é saber lidar com o nosso próprio interior que, às vezes, está descompensado, está cansado. Viver é se relacionar com todas as situações que a vida nos impõe, por isso, nos encontramos muitas vezes assim: cansados sobre o peso dos nossos fardos, e tudo que nós precisamos é do descanso.

A palavra “descanso” é tão sagrada para Deus que Ele, mesmo na narrativa mais bela da criação de todas as coisas, parece que se fatigou, porque, no sétimo dia, descansou e fez do descanso um repouso sagrado, lugar de se revigorar, de se refazer. Mais do que um dia de descanso, nós, muitas vezes, não sabemos o que é descansar, porque descansar é, na verdade, se revigorar, é sermos recriados e refeitos.

Quando continuamos sendo a mesma pessoa, quando continuamos a ter as mesmas atitudes, quando tratamos as coisas com a mesma grosseria de sempre, é sinal de que não estamos descansados porque não estamos refeitos. Quando não refazemos as nossas próprias atitudes, quando não repensamos os nossos próprios caminhos, mas tudo caminha do mesmo jeito, é porque o homem não está sendo refeito, a estrada não tá sendo reconstruída.

O descanso é o se refazer, é o recriar; o descanso é ser sempre renovado por Deus, e é por isso que Ele está dizendo: “Vinde a mim e eu vos darei descanso”. Ele vai nos refazer, vai nos dar sempre o Seu jugo. E o lugar de Deus nos refazer e nos remodelar é no Seu coração, na mansidão e na humildade, porque só na mansidão e humildade é que nós refreamos os impulsos descontrolados do coração, refreamos os pensamentos e devaneios da mente para em Deus nos refazermos.

Vinde todos nós ao coração de Jesus, para encontrarmos o descanso das fadigas da vida.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios