Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Ez 24,15-24)

Leitura da Profecia de Ezequiel.

15A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos: 16“Filho do homem, vou tirar de ti, por um mal súbito, o encanto de teus olhos. Mas não deverás lamentar-te nem chorar ou derramar lágrimas. 17Geme em silêncio, sem fazer o luto dos mortos. Põe o turbante na cabeça, calça as sandálias nos pés, sem encobrir a barba, nem comer o pão dos enlutados”.

18Eu tinha falado ao povo pela manhã, e à tarde minha esposa morreu. Na manhã seguinte, fiz como me foi ordenado. 19Então o povo perguntou-me: “Não nos vais explicar o que têm a ver conosco as coisas que tu fazes?” 20Eu respondi-lhes: “A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos: 21Fala à casa de Israel: Assim diz o Senhor Deus: Vou profanar o meu santuário, o objeto do vosso orgulho, o encanto de vossos olhos, o alento de vossas vidas. Os filhos e as filhas, que lá deixastes, tombarão pela espada.

22E fareis assim como eu fiz: Não cobrireis a barba, nem comereis o pão dos enlutados, 23levareis o turbante na cabeça, as sandálias nos pés, sem vos lamentar nem chorar. Definhareis por causa de vossas próprias culpas, gemendo uns para os outros. 24Ezequiel servirá para vós como sinal: Fareis exatamente o que ele fez; quando isso acontecer, sabereis que eu sou o Senhor Deus”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Dt 32,18-21)

— Esqueceram o Deus que os gerou!

— Esqueceram o Deus que os gerou!

— Da Rocha que te deu à luz te esqueceste, do Deus que te gerou não te lembraste. Vendo isto, o Senhor os desprezou, aborrecido com seus filhos e suas filhas.

— E disse: Esconderei deles meu rosto e verei, então, o fim que eles terão, pois, tornaram-se um povo pervertido, são filhos que não têm fidelidade.

— Com deuses falsos provocaram minha ira, com ídolos vazios me irritaram; vou provocá-los por aqueles que nem povo são, através de gente louca hei de irritá-los.

Evangelho (Mt 19,16-22)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 16alguém aproximou-se de Jesus e disse: “Mestre, que devo fazer de bom para possuir a vida eterna?” 17Jesus respondeu: “Por que me perguntas sobre o que é bom? Um só é o Bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos”. 18O homem perguntou: “Quais mandamentos?” Jesus respondeu: “Não matarás, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, 19honra teu pai e tua mãe, e ama o teu próximo como a ti mesmo”.

20O jovem disse a Jesus: “Tenho observado todas essas coisas. Que ainda me falta?” 21Jesus respondeu: “Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me”. 22Quando ouviu isso, o jovem foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Deixemo-nos guiar pelas Leis do Senhor

Os mandamentos da Lei do Senhor são para nós um verdadeiro degrau, uma oportunidade de abrirmos o nosso coração para o Reino dos Céus

“Se queres entrar na vida, observa os mandamentos. Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no céu” (Mateus 19, 17-27 ). 

Um jovem muito rico se aproxima de Jesus e pergunta: “Bom Mestre, o que devo fazer para possuir a vida eterna?”. Em primeiro lugar, para termos direito à vida eterna é necessário observar os mandamentos, as Leis de Deus. Não podemos pensar em outras coisas, sem primeiro observar as leis. Pensamos que é uma coisa pequena, mas é a grande obrigação e aplicação que devemos fazer em nossa vida!

Não devemos negligenciar os mandamentos da Lei de Deus; precisamos observá-los, colocá-los à nossa frente, revisar a nossa vida a partir dos mandamentos divinos.

Quando uma pessoa vai se confessar e se lembra de uma ou outra coisa, é muito bom, mas os mandamentos da Lei divina são os espelhos nos quais devemos nos espelhar e olhar a nossa vida, aqueles dez [mandamentos] que aprendemos desde crianças. O primeiro é amar a Deus sobre todas as coisas, e o último não cobiçar nada que não é nosso.

Cada um dos mandamentos são para nós um verdadeiro degrau, uma obrigação, uma oportunidade de abrirmos o nosso coração para o Reino dos Céus.

Não negligencie os mandamentos, não permita que em sua casa os mandamentos do Senhor sejam deixados de lado. Eu sei que a sociedade e o mundo em que vivemos já deixaram os mandamentos da Lei de Deus de lado há muito tempo. Entretanto, não é a sociedade que guia os nossos passos, somos nós quem nos deixamos guiar pelas Leis do Senhor e seguimos os Seus passos.

Por isso, meus irmãos, apliquemo-nos com seriedade e com o coração; revisemos a nossa vida. Os mandamentos são uma riqueza, não uma proibição: “Não faça isso! Não faça aquilo!”. Pelo contrário, é uma regra e uma postura de vida, é o modo de sermos de Deus!

O fato de irmos ou não à igreja não nos torna mais de Deus, entretanto, viver em nós os preceitos da Lei Divina é o que nos diferencia dos outros, não para sermos melhores ou os mais importantes, mas para mostrarmos com a vida que o Reino de Deus está entre nós.

Pode ser que você sinta dentro de si, como muitos jovens sentem, o apelo para viver uma vida evangélica de forma mais perfeita e plena, igual seremos no Reino dos Céus. É o chamado a uma radicalidade evangélica. Esse chamado, essa entrega se dá muito na vida daqueles que deixam tudo para seguir o Senhor, é um caminho excelente.

O jovem do Evangelho de hoje deu o primeiro passo para o Reino dos Céus, por isso ele vivia bem os mandamentos, mas um passo mais radical ele não pôde dar.

Muitas vezes, a nossa vida precisa de uma certa radicalidade em alguns aspectos e, é sempre necessário dar um passo a mais. Não tenha medo de dar passos para ser mais de Deus, só não seja aquela pessoa insensata, que faz as coisas sem pensar, que não calcula os passos a serem dados e faz as coisas de qualquer jeito.

Tudo o que fizermos na prudência, com a graça de Deus, é Ele mesmo quem abençoará os nossos passos!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova - https://www.facebook.com/rogeraraujo.cn

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios