Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Ef 1,1-10)

Início da Carta de São Paulo aos Efésios.

1Paulo, apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, aos santos e fiéis em Cristo Jesus: 2a vós, graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. 3Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Ele nos abençoou com toda a bênção do seu Espírito em virtude de nossa união com Cristo, no céu. 4Em Cristo, ele nos escolheu, antes da fundação do mundo, para que sejamos santos e irrepreensíveis sob o seu olhar, no amor. 5Ele nos predestinou para sermos seus filhos adotivos por intermédio de Jesus Cristo, conforme a decisão da sua vontade, 6para o louvor da sua glória e da graça com que ele nos cumulou no seu Bem-amado. 7Pelo seu sangue, nós somos libertados. Nele, as nossas faltas são perdoadas, segundo a riqueza da sua graça, 8que Deus derramou profusamente sobre nós, abrindo-nos a toda a sabedoria e prudência. 9Ele nos fez conhecer o mistério da sua vontade, o desígnio benevolente que antemão determinou em si mesmo, 10para levar à plenitude o tempo estabelecido e recapitular em Cristo, o universo inteiro: tudo o que está nos céus e tudo o que está sobre a terra.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 97)

— O Senhor fez conhecer seu poder salvador perante as nações.

— O Senhor fez conhecer seu poder salvador perante as nações.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.

— O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.

— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai!

— Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa e da cítara suave! Aclamai, com os clarins e as trombetas, ao Senhor, o nosso Rei!

Evangelho (Lc 11,47-54)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas. 

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse o Senhor: 47“Ai de vós, porque construís os túmulos dos profetas; no entanto, foram vossos pais que os mataram. 48Com isso, vós sois testemunhas e aprovais as obras de vossos pais, pois eles mataram os profetas e vós construís os túmulos. 49É por isso que a sabedoria de Deus afirmou: Eu lhes enviarei profetas e apóstolos, e eles matarão e perseguirão alguns deles, 50a fim de que se peçam contas a esta geração do sangue de todos os profetas, derramado desde a criação do mundo, 51desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o santuário. Sim, eu vos digo: serão pedidas contas disso a esta geração. 52Ai de vós, mestres da Lei, porque tomastes a chave da ciência. Vós mesmos não entrastes, e ainda impedistes os que queriam entrar”. 53Quando Jesus saiu daí, os mestres da Lei e os fariseus começaram a tratá-lo mal, e a provocá-lo sobre muitos pontos. 54Armavam ciladas, para pegá-lo de surpresa, por qualquer palavra que saísse de sua boca.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Coloquemo-nos sob a autoridade da Mãe Igreja

“Ai de vós, mestres da Lei, porque tomastes a chave da ciência. Vós mesmos não entrastes, e ainda impedistes os que queriam entrar” (Lucas 11,52).

É duro saber que mestres da Lei, que são doutores no conhecimento da Lei divina, Lei sagrada, não entram no Reino de Deus, porque eles conhecem a Lei, mas não a praticam; conhecem as Sagradas Escrituras, mas não as colocam em prática; se acham conhecedores de tudo quanto é coisa a respeito de Deus: o que pode e o que não pode, o que deve e o que não se deve, mas não vivem o amor, a caridade, e ainda impedem os outros de entrarem.

Geralmente, os chamados “mestres da Lei”, “doutores da Lei” rechaçam e condenam tudo; o certo são eles, os outros estão sempre errados.

Hoje, temos muitos doutores da Lei, mesmo sem estudar a Lei divina, a Lei canônica, mesmo sem estudar se acham conhecedores. Há os que estudam e buscam, inclusive as pessoas estão com uma prática e se acham um máximo. Eles recorrem aos textos na internet, pegam os pensadores que querem, os gurus que os inspiram, e tudo o que escrevem vão copiando, colando dali e daqui, vão juntando e criando as escolas farisaicas no nosso meio para julgar, condenar, discutir e agredir os irmãos.

Só podemos nos deixar conduzir pela Mãe Igreja

Eles estão por todas as partes, invadem as redes sociais dos outros para condenar quem não faz e não pensa como eles. Quem sou eu para julgar, condenar e atacar seja lá quem for? O primeiro critério que tenho para me relacionar com alguém é, justamente, essa postura. Quem vive de condenar, agredir e atacar, não vou perder tempo para me relacionar com quem não contribui com o diálogo, com o amor fraterno; com quem não sabe ouvir, porque esses são elementos essenciais do Evangelho. A essência do Evangelho não é a agressão, a discussão, o ataque aos outros, não é formar grupos armados. Inclusive, quando digo “armados”, quer dizer armados de argumentos, de sofismas, para partir para cima dos outros.

Coloco-me sob a autoridade da Igreja, que é Mãe, Mestra, a Igreja que escuta e que silencia. Não posso me deixar levar por quem se acha mestre, doutor e conhecedor seja lá do que for. Só podemos nos deixar conduzir pela Mãe Igreja que, nestes dois mil anos, passou por ataques de cá e de lá, mas ela subsiste, ela é a arca da aliança, ela é a arca de Noé que nos conduz para a salvação em Deus. Todos os demais que atacam dentro ou fora dela não passam desses que criaram apenas ataques a Jesus.

Quando Jesus diz “Ai”, preciso dizer “Ai” para mim, para não me achar ou não me tornar um mestre, um doutor da Lei como aquele que se acha conhecedor de tudo, e tudo só é certo se estiver de acordo com o que penso. Há uma autoridade maior: o próprio Deus, e cá entre nós, a Santa Mãe Igreja.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios