Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Sf 3,1-2.9-13)

Leitura da Profecia de Sofonias.

Assim fala o Senhor: 1“Ai de ti, rebelde e desonrada, cidade desumana. 2Ela não prestou ouvidos ao apelo, não aceitou a correção; não teve confiança no Senhor, nem se aproximou de seu Deus.

9Darei aos povos, nesse tempo, lábios purificados, para que todos invoquem o nome do Senhor e lhe prestem culto em união de esforços. 10Desde além-rios da Etiópia, os que me adoram, os dispersos do meu povo, me trarão suas oferendas.

11Naquele dia, não terás de envergonhar-te por causa de todas as tuas obras com que prevaricaste contra mim; pois eu afastarei do teu meio teus fanfarrões arrogantes, e não continuarás a fazer de meu santo monte motivo de tuas vanglórias.

12E deixarei entre vós um punhado de homens humildes e pobres”. E no nome do Senhor porá sua esperança o resto de Israel. 13Eles não cometerão iniquidades nem falarão mentiras; não se encontrará em sua boca uma língua enganadora; serão apascentados e repousarão, e ninguém os molestará.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial (Sl 33)

— Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.

— Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.

— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Minha alma se gloria no Senhor; que ouçam os humildes e se alegrem!

— Contemplai a sua face e alegrai-vos, e vosso rosto não se cubra de vergonha! Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, e o Senhor o libertou de toda angústia.

— Mas ele volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança. Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias os liberta.

— Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido. Mas o Senhor liberta a vida dos seus servos, e castigado não será quem nele espera.

Evangelho (Mt 21,28-32)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus. 

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo: 28“Que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, ele disse: ‘Filho, vai trabalhar hoje na vinha!’ 29O filho respondeu: ‘Não quero’. Mas depois mudou de opinião e foi. 30O pai dirigiu-se ao outro filho e disse a mesma coisa. Este respondeu: ‘Sim, senhor, eu vou’. Mas não foi. 31Qual dos dois fez a vontade do pai?”

Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “O primeiro”. Então Jesus lhes disse: “Em verdade vos digo, que os publicanos e as prostitutas vos precedem no Reino de Deus. 32Porque João veio até vós num caminho de justiça, e vós não acreditastes nele. Ao contrário, os publicanos e as prostitutas creram nele. Vós, porém, mesmo vendo isso, não vos arrependestes para crer nele”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

A verdadeira conversão nos leva até Deus

 “Então Jesus lhes disse: ‘Em verdade vos digo que os publicanos e as prostitutas vos precedem no Reino de Deus. Porque João veio até vós num caminho de justiça, e vós não acreditastes nele’” (Mateus 21,31-32).

No Evangelho de hoje, Jesus nos mostra o exemplo do pai que tinha dois filhos. Aquele primeiro filho – para o qual o pai dirigiu a palavra pedindo para ele trabalhar na vinha – disse ao pai que não queria, mas depois, na sensatez, refletiu, pensou e foi. O segundo já respondeu imediatamente que iria, mas não foi, não usou da sensatez para responder nem para pensar naquilo que respondeu. Ele respondeu que iria por uma questão da sutilidade, daquilo que seria o óbvio – obedecer ao pai -, mas, na verdade, ele não foi.

Sabe, o acolhimento do Reino de Deus não se faz por boca nem por coração, mas por convicção. Essa convicção leva a uma conversão, a uma mudança de atitudes. O bonito na vida não é ter uma opinião formada, mas é ter uma opinião mudada e convertida. O bonito na vida não é a pessoa dizer que tem palavra, mas é ser capaz de rever a sua palavra e os seus conceitos.

A verdadeira conversão abre o coração para ouvir a direção que Deus tem para cada um de nós

Não é nenhuma fraqueza de caráter a pessoa ter uma palavra agora e dizer humildemente: “Eu repensei aquilo que eu achava, aquilo que dizia e acreditava”. Não é fraqueza nenhuma, pelo contrário, é uma personalidade autêntica alguém dizer: “Eu revi meus conceitos”, “Eu repensei as minhas opiniões”, “Deixei Deus me convencer, converter-me e saí das minhas ilusões e dos meus subjetivismos para me deixar convencer pela graça de Deus”.

O que é uma verdadeira fraqueza de caráter é a pessoa viver no erro e morrer no erro, é a pessoa viver no pecado e morrer no pecado, é a pessoa transformar a sua opinião em verdade e não sair dela por orgulho ou soberba. A verdadeira conversão é aquela que alarga e abre o coração para ouvir a direção que Deus tem para dar a cada um de nós.

Louvo muito a Deus por, a cada dia, não só me convencer do Seu amor, mas por me mostrar o caminho e a verdade até nas minhas próprias convicções religiosas. Quantas coisas acreditei que eram assim, mas deixei-me abrir pela graça para que ela me convencesse de que a verdade não sou eu, a verdade é Jesus, e preciso aderir a Ele a cada dia da minha vida.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios