Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Hb 4,1-5.11)

Leitura da Carta aos Hebreus

Irmãos, 1tenhamos cuidado, enquanto nos é oferecida a oportunidade de entrar no repouso de Deus, não aconteça que alguém de vós fique para trás.

2Também nós, como eles, recebemos uma boa nova. Mas a proclamação da palavra de nada lhes adiantou, por não ter sido acompanhada da fé naqueles que a tinham ouvido, 3enquanto nós, que acreditamos, entramos no seu repouso. É assim como ele falou: “Por isso jurei na minha ira: jamais entrarão no meu repouso”. Isso, não obstante as obras de Deus estarem terminadas desde a criação do mundo. 4Pois, em certos lugares, assim falou do sétimo dia: “E Deus repousou no sétimo dia de todas as suas obras”, 5e ainda novamente: “Não entrarão no meu repouso”.

11Esforcemo-nos, portanto, por entrar neste repouso, para que ninguém repita o acima referido exemplo de desobediência.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 77)

— Não vos esqueçais das obras do Senhor!

— Não vos esqueçais das obras do Senhor!

— Tudo aquilo que ouvimos e aprendemos, e transmitiram para nós os nossos pais, à nova geração nós contaremos: As grandezas do Senhor e seu poder.

— Levantem-se e as contem a seus filhos, para que ponham no Senhor sua esperança; das obras do Senhor não se esqueçam, e observem fielmente os seus preceitos.

— Nem se tornem, a exemplo de seus pais, rebelde e obstinada geração, uma raça de inconstante coração, infiel ao Senhor Deus, em seu espírito.

Evangelho (Mc 2,1-12)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.

— Glória a vós, Senhor.

1Alguns dias depois, Jesus entrou de novo em Cafarnaum. Logo se espalhou a notícia de que ele estava em casa. 2E reuniram-se ali tantas pessoas, que já não havia lugar, nem mesmo diante da porta. E Jesus anunciava-lhes a Palavra. 3Trouxeram-lhe, então, um paralítico, carregado por quatro homens. 4Mas não conseguindo chegar até Jesus, por causa da multidão, abriram então o teto, bem em cima do lugar onde ele se encontrava. Por essa abertura desceram a cama em que o paralítico estava deitado. 5Quando viu a fé daqueles homens, Jesus disse ao paralítico: “Filho, os teus pecados estão perdoados”. 6Ora, alguns mestres da Lei, que estavam ali sentados, refletiam em seus corações: 7“Como este homem pode falar assim? Ele está blasfemando: ninguém pode perdoar pecados, a não ser Deus”. 8Jesus percebeu logo o que eles estavam pensando no seu íntimo, e disse: “Por que pensais assim em vossos corações? 9O que é mais fácil: dizer ao paralítico: ‘Os teus pecados estão perdoados’, ou dizer: ‘Levanta-te, pega a tua cama e anda’? 10Pois bem, para que saibais que o Filho do Homem tem, na terra, poder de perdoar pecados, disse ele ao paralítico: 11eu te ordeno: levanta-te, pega tua cama, e vai para tua casa!” 12O paralítico então se levantou e, carregando a sua cama, saiu diante de todos. E ficaram todos admirados e louvavam a Deus, dizendo: “Nunca vimos uma coisa assim”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Olhamos a vida com outros olhos quando somos curados por Jesus

 “Um leproso chegou perto de Jesus, e de joelhos pediu: ‘Se queres, tens o poder de curar-me’” (Marcos 1,40).

O leproso desejava, imensamente, ser curado por Jesus, e Ele desejava, imensamente, curar o leproso. Como Jesus deseja que nós sejamos curados, como a graça de Deus quer agir em nossa vida para nos curar, esse leproso quis, desejou, buscou e se abriu para ser curado por Jesus.

Porque ele desejou ansiosamente e buscou de todo o seu coração, a graça de Deus o curou. Abra também o seu coração, busque de toda a força da sua alma a cura de Jesus.

Como Jesus nos cura? Primeiro, purificando-nos. A grande graça de sermos curados é sermos purificados e lavados do mal, é tirarmos toda ação maligna que está agindo no nosso corpo, na nossa alma, no nosso espírito, nos nossos pensamentos e sentimentos.

Não fique esperando somente uma cura física, espetacular, não fique esperando de Jesus apenas tirar uma dor de cabeça, porque a dor de cabeça é um sintoma apenas de males que estão dentro de nós.

A grande graça de sermos curados é sermos purificados e lavados do mal

Precisamos permitir que Jesus nos purifique de todo o mal, e esse leproso foi purificado por Jesus. Uma vez que ele foi purificado, a sua alma foi renovada, por isso o segundo passo da cura é a renovação da alma, dos sentimentos, dos pensamentos; renovação da nossa forma de falar, de agir, de ver e encarar a vida.

Olhamos a vida com outros olhos quando somos curados por Jesus, porque a pessoa pode achar que tem uma boa saúde física, mas os seus olhos estão entorpecidos, ele não vê com o olhar da graça, não foi renovado pela graça de Deus que faz nova todas as coisas.

Uma vez que esse leproso foi purificado e renovado, ele foi também santificado, porque a santificação é unção, é o selo da graça de Deus que permanece em nós. Quando somos santificados, a graça de Deus permanece em nós e andamos na presença do Senhor.

Não basta que o Senhor nos liberte do mal, não basta que Ele nos renove, precisamos permanecer n’Ele; e só permanecemos em Deus quando somos santificados, todos os dias, pela Sua presença.

Assim como o leproso desejou, queremos desejar, buscar e pedir: “Senhor, eu quero ser curado”. Jesus deseja que sejamos plenamente curados pela Sua presença.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios