Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (2Cor 6,1-10)

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios.

Irmãos, 1como colaboradores de Cristo, nós vos exortamos a não receberdes em vão a graça de Deus, 2pois ele diz: “No momento favorável, eu te ouvi e no dia da salvação, eu te socorri”. É agora o momento favorável, é agora o dia da salvação.

3Não damos a ninguém nenhum motivo de escândalo, para que o nosso ministério não seja desacreditado. 4Mas em tudo nos recomendamos como ministros de Deus, com muita paciência, em tribulações, em necessidades, em angústias, 5em açoites, em prisões, em tumultos, em fadigas, em insônias, em jejuns, 6em castidade, em compreensão, em longanimidade, em bondade, no Espírito Santo, em amor sincero, 7em palavras verdadeiras, no poder de Deus, em armas de justiça, ofensivas e defensivas, 8em honra e desonra, em má ou boa fama; considerados sedutores, sendo, porém, verazes; 9como desconhecidos, sendo porém, bem conhecidos; como moribundos, embora vivamos; como castigados, mas não mortos; 10como aflitos, mas sempre alegres; como pobres, mas enriquecendo muitos; como quem nada possui, mas tendo tudo.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório (Sl 97)

— O Senhor fez conhecer a salvação.

— O Senhor fez conhecer a salvação.

— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.

— O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.

— Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai!

Evangelho (Mt 5,38-42)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 38“Ouvistes o que foi dito: ‘Olho por olho e dente por dente!’ 39Eu, porém, vos digo: Não enfrenteis quem é malvado! Pelo contrário, se alguém te dá um tapa na face direita, oferece-lhe também a esquerda! 40Se alguém quiser abrir um processo para tomar a tua túnica, dá-lhe também o manto! 41Se alguém te forçar a andar um quilômetro, caminha dois com ele! 42Dá a quem te pedir e não vires as costas a quem te pede emprestado”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Renunciamos a todo tipo de vingança

 “Eu, porém, vos digo: Não enfrenteis quem é malvado! Pelo contrário, se alguém te dá um tapa na face direita, oferece-lhe também a esquerda!” (Mateus 5,39).

Na sociedade do “olho por olho, dente por dente”, na sociedade da vingança, a vingança também está dentro de nós, ela também nos impulsiona e nos impele. Quem nos agride, nós queremos responder agredindo também, quem fala mal de nós, queremos tomar satisfação. O problema é que a agressão, o falar mal, o ódio, o rancor é do maligno e nós não precisamos enfrentar quem é do maligno porque Deus já derrotou.

Quando vamos enfrentar o maligno com as armas do maligno, nós também nos tornamos maus. Não é que somos bobinhos, não é que aceitamos tudo, mas não compartilhamos do mal, não nos deixamos levar pela força do mal na nossa vida. Se alguém nos oferecer o mal, temos o bem para dar.

Não somos anjos, não somos perfeitos, mas o amor que queremos viver é o amor da perfeição, é o amor de Deus, amor divino. Por isso, quando o Evangelho nos diz para oferecermos a outra face é porque a nossa face da direita ou da esquerda é a face do amor. Se agrediram o nosso amor de um lado, temos do outro lado o amor para dar como resposta.

Às vezes quem nos prejudicou na vida quer ter a grata satisfação de nos ver mal, para baixo, deprimidos e derrotados.

A melhor resposta que tenho para quem me deseja o mal é a indiferença para com o mal e o calor do amor divino. Não é nenhuma hipocrisia abraçar quem está falando mal de mim, eu sei acolher quem me prejudicou, talvez a pessoa nem saiba que eu estou sabendo, mas faço questão que ela não saiba, mas eu faço questão de mostrar a minha cara de discípulo e seguidor de Jesus.

Renunciamos a todo e qualquer tipo de vingança, porque isso vai corroendo dentro de nós o ressentimento

Eu já passei dessa fase e peço que Deus a cada dia me conceda mais maturidade para não perder tempo com quem semeia o mal. A turma da fofoca, do disse não me disse, da turma que fala mal de você, eles perecem por isso mesmos e perecemos quando fazemos assim também com o outro.

Alguns podem dizer: “Padre, estão falando isso do senhor”. Eu não preciso saber o que estão dizendo, porque quem é do bem e quer o meu bem vai, com amor e caridade cristã, dizer-me o que eu preciso ouvir. Quem é do mal semeia a fofoca, a discórdia e a intriga. Quem é do mal está tão vacinado pela força do mal que senta na frente na missa e vai ruminando o mal dentro de si.

Precisamos viver esse amor evangélico. Dê a outra face, dê o manto, a sua túnica e o seu amor como resposta para quem de alguma forma quer te ver mal. Não à vingança, inclusive, a mental tão terrível como a vingança prática.

Sabe aquela vingança onde vamos alimentando que o outro se dê mal, que não consiga o que ele quer, que tropece e quebre os seus dentes. Muitas vezes estamos alimentando isso dentro de nós. Renunciamos a todo e qualquer tipo de vingança, até aquelas que alimentamos ao longo da vida porque isso vai corroendo dentro de nós o ressentimento, a mágoa, e isso é sinal que o amor de Deus não venceu em nós. Que o amor mova todas as nossas atitudes!

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios